Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Presidente da Amurc participa de mobilização em Brasília

O presidente da Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano (Amurc), Cláudio Dourado estará em Brasília nesta terça-feira (13), juntamente com associações de todo o Brasil com o objetivo de defender uma implementação na receita dos municípios para o fechamento das contas deste ano. A Mobilização Permanente é coordenada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e foi um dos assuntos debatidos durante o encontro de prefeitos eleitos e reeleitos, em Camaçari.

Prefeitos de todo o Brasil estarão reunidos com a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti para saber do posicionamento do Governo Federal diante das solicitações de auxílio financeiro aos municípios, feitas no mês passado. A aprovação desses recursos é a única alternativa visualizada por Cláudio, que também é prefeito de Ibicuí, e demais chefes executivos baianos para sanar as despesas municipais, de modo que não venham deixar gastos empenhados para o próximo gestor.

O movimento nacional foi um dos destaques do “Encontro de Prefeitos Eleitos e Reeleitos”, realizado este final de semana, pela União dos Municípios da Bahia – UPB, no qual o gestor da entidade e prefeito de Camaçari, Luiz Caetano solicitou a reposição das perdas do FPM que já chegam a mais de 30% (R$ 132,6 milhões), ocasionadas pelas isenções do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI para a indústria automobilística e benefícios fiscais para os produtos da linha branca.

Ainda no encontro em Camaçari, mais de 400 prefeitos tiveram a oportunidade de conhecer melhor detalhes da gestão pública e os desafios para o próximo mandato (2013/2016). Para o presidente da Amurc, o momento foi também importante para “fortalecer o apoio em busca de investimentos importantes para os municípios que tem como a principal fonte de renda o FPM”.



Por - Viviane Cabral - Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário: