Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Jabes discute com reitora da Uesc o desenvolvimento do Salobrinho

O candidato a prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), e o vice Cacá (PMDB), foram recebidos em audiência pela reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), professora Adélia Pinheiro, segunda-feira, 10, oportunidade em que propôs, caso eleito, realizar um programa de parcerias com a instituição visando propiciar benefícios para a população do bairro Salobrinho, onde está localizada a Universidade.

Jabes estava acompanhado também pela esposa Adryana Magalhães Ribeiro, pelo ex-reitor da Uesc, Joaquim Bastos, além de professores e assessores. Segundo ele, a ideia é resgatar um projeto de utilização do bairro Salobrinho como projeto piloto para uma série de ações em parceria com a Universidade.

O candidato destacou que o inquieta o fato de existir ao lado da Universidade, que desenvolve conhecimento e tecnologia, um bairro que cresce na mesma medida em que se avolumam problemas e dificuldades. “Nosso projeto é no sentido de utilizar a experiência da Uesc nas áreas técnica e científica, para, juntamente com a Prefeitura, transferir tecnologia social à comunidade do Salobrinho, tendo como meta a melhora dos índices sociais e econômicos da localidade”, afirmou.

Jabes disse que o problema não se resume apenas a recursos financeiros, mas na disposição das duas instituições, Uesc e Prefeitura, para montar os projetos e realizar esforços conjuntos que facilitem a captação de recursos no âmbito público, nas áreas dos governos estadual e federal, e também no âmbito privado. “O que queremos é utilizar a massa crítica da Academia em benefício do desenvolvimento do bairro”, reafirmou.

Entre as ideias citadas durante a audiência estão a possibilidade de elaboração de projetos que proporcionem à população melhor atendimento em saúde, programas eficazes na educação básica, residência universitária, construção de uma passarela sobre a rodovia Ilhéus-Itabuna, conclusão do saneamento básico e urbanização de praças e jardins. 

A reitora demonstrou satisfação em receber Jabes e comitiva, destando que a Universidade já desenvolve projetos no sentido de fortalecer a gestão municipal, com enfoque territorial. E disse que, em um segundo momento, a instituição pode contribuir com projetos de ações conjuntas. “A Uesc jamais fugirá do apoio ao fortalecimento da gestão municipal”, acrescentou.     

  AGENDA
Quarta-feira (12.09)

09 h – Corpo a corpo no Alto Santa Clara; concentração no Hospital Regional.
15h30 – Corpo a corpo no São José.

Assessoria de Imprensa
Coligação Por Amor a Ilhéus
 Carmelita garante apoio de jovens e adultos
 
Investir cada vez mais na qualificação e profissionalização de jovens e adultos, exigir das empresas que se instalarem em Ilhéus a garantia de empregos para os moradores da cidade, criar mais oportunidades no mercado de trabalho e gerar muito mais renda e desenvolvimento sustentável no município. Essas foram algumas das propostas apresentadas pela candidata a prefeita da coligação Ilhéus Mais Forte, Professora Carmelita (PT), durante o encerramento de mais uma turma dos cursos realizados pelo Centro Cultural Comunitário da Costa do Cacau (C5) no bairro do Iguape. No encontro, Professora Carmelita relatou que atualmente cerca de 24 mil jovens ilheenses estão desempregados. “Precisamos mudar essa realidade e essa mudança começa com o nosso compromisso de garantir oportunidades de empregos para os jovens e adultos”, disse a candidata a prefeita.

Professora Carmelita destacou o importante papel realizado pelo C5, uma entidade sem fins lucrativos que tem como objetivos apoiar o desenvolvimento de políticas, programas e ações inovadoras e eficazes visando uma melhor qualidade de vida dos indivíduos residentes na região. Somente nesses dois anos de atividades, o C5, que funciona no bairro do Iguape, já qualificou mais de 700 profissionais das regiões de Sambaituba, Itariri, Ribeira das pedras, Iguape e São José, com cursos de elétrica, e hidráulica residencial, montagem de computadores, informática básica, pintura em tecidos, bolsas e vários outros. “São iniciativas como essa que devem ser estimuladas, incentivadas e apoiadas pelo poder público. E nós vamos estar abertos para firmar parcerias com entidades sérias, comprometidas com as mudanças e com um olhar para o cidadão”, complementou.

Convidada pelos organizadores do C5, Professora Carmelita fez questão de conhecer de perto cada detalhe do projeto e se comprometeu a buscar mecanismos para que iniciativas como essa, que visam a qualificação profissional dos jovens e adultos, recebam inventivos públicos. “O C5 dá aqui uma demonstração de compromisso com o nosso povo. Cabe ao poder público fazer agora a sua parte para que iniciativas como essa recebam apoio e possam contemplar cada vez mais pessoas. E esse compromisso eu assumo com as entidades e com o povo da minha cidade. Tenho dito que vamos exigir a geração de empregos das empresas que vão se instalar em Ilhéus. Mas para que essas pessoas sejam empregadas é preciso que sejam qualificadas. E é através de cursos como esses, sejam através do poder público ou da iniciativa privada, que nossos jovens e adultos serão preparados e qualificados para o mercado de trabalho. E podem contar comigo, Ilhéus”, afirmou a candidata a prefeita, Professora Carmelita.

O coordenador de cursos do C5, Sérgio Murilo Teles, falou da alegria de estar formando mais uma turma e da receptividade do projeto em cada uma das comunidades atendidas. A procura pelos cursos e capacitações tem sido tão grande que, segundo o coordenador, os alunos solicitaram a implantações de mais cursos. Muitos dos jovens e adultos capacitados pelo projeto já estão trabalhando em grandes empresas da cidade. “Queremos ampliar o número de pessoas atendidas pelo projeto, daí a necessidade da parceria com o poder público”, destacou Sérgio Murilo Teles. Além de qualificar os jovens e adultos, o C5 busca desenvolver atividades voltadas para o bem estar físico e psicológico, bem como cultura, turismo e recreação, além de favorecer os grupos diversos de informações de assuntos e atividades nos campos político, econômico e jurídico, através de projetos sociais e estruturais, cursos e palestras.

Nenhum comentário: