CARNAVAL DE ITABUNA

CARNAVAL DE ITABUNA “O PRIMEIRO DO BRASIL” DE 7 A 9 DE FEVEREIRO DE 2020.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Brasileiro aprende a ser racista em casa", diz secretário de Justiça da Bahia

Almiro Sena
Segundo o Secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da Bahia, Almiro Sena, o cidadão brasileiro aprende a ser racista em um “discurso privado”, em casa e nas escolas.

O Secretário participou da audiência pública que debateu políticas estratégicas jurídicas de combate à discriminação e de promoção da igualdade racial, promovido pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Segundo Sena, é difícil mostrar ao branco a existência do racismo na sociedade brasileira e sua intensidade, pois ele nunca sofreu discriminação pela sua cor. “Eu não preciso de mais nada para promover a justiça, o estatuto já tem tudo”, ressaltou o secretário. Para ele o Estatuto da Igualdade Racial é uma grande peça jurídica de combate ao racismo no país.

Ele acrescentou ainda que alguns operadores do direito são ignorantes perante os assuntos étnicos raciais no país. Para o Secretário, a norma não está sendo aplicada pelo Executivo e pelo Judiciário e é preciso elaborar estratégias jurídicas para melhorar a aplicabilidade e efetividade do estatuto.

“A dificuldade da efetividade e aplicabilidade do estatuto está no corpo técnico do Estado, pois foi formado e forjado em outra ótica e não enxerga a importância dessa lei”, afirmou Almiro Sena.
  
Basquete em cadeiras de rodas nova parceira na Bahia
 
 Uma parceria inédita entre a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos – SJCDH e a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia – SUDESB, vai beneficiar atletas baianos do basquete em cadeiras de rodas com apoio financeiro para a realização do Campeonato de Basquete Regional do Nordeste.

Durante audiência com o Diretor Geral da SUDESB, Raimundo Nonato Tavares, Bobô, o secretário Almiro Sena, acompanhado do Superintendente dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Alexandre Baroni, levou as demandas dos representantes da Associação de Atletas Baianos com Necessidades Especiais – AABANE.  “Uma parceria entre nós vai enriquecer os projetos de ambos os lados, pois existe uma complementaridade entre o trabalho da SUDESB e da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos”, afirmou o secretário.

Vitória para os atletas – Alexandre Baroni, superintendente da SUDEF, reiterou seu compromisso com a defesa dos direitos da pessoa com deficiência e alertou que para a um paratleta, a cadeira de rodas é  extremamente importante. “Ela é a continuação do corpo do atleta e tem que ter a medida do seu corpo”, afirmou Baroni.

Depois de anunciar a disponibilização do recurso financeiro solicitado pelos paratletas, o Diretor Geral da SUDESB, Raimundo Nonato Tavares, disse que “não existem dificuldades para estabelecer parcerias entre a SJCDH e a SUDESB. O errado é não trabalharmos juntos”.

Os representantes da AABANE serão convidados a comparecer na sede da SUDESB para, durante reunião, fazer os ajustes finais no projeto e firmar a parceria.

Em 2011 a SJCDH, através da SUDEF, apoiou a realização do III Campeonato Baiano de Basquete em Cadeiras de Rodas (CBBR). O evento, que contou com a presença de mais de 60 atletas, foi realizado nas cidades de Salvador e Feira de Santana.
Veja o que foi publicado sobre o assunto:


ASCOM/SJCDH

Nenhum comentário: