Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

sábado, 6 de agosto de 2011

CUIDADO COM AS CASAS DA DILMA !



Por Letícia Linas, no Globo:

Os primeiros moradores do Residencial São Francisco, conjunto habitacional do “Minha Casa Minha Vida” inaugurado nesta sexta-feira pela presidente Dilma Rousseff em Juazeiro (BA), encontraram na entrada de cada bloco de prédios uma placa advertindo para que não façam reformas, sob risco de “danos à solidez”. É que os prédios foram construídos com a tecnologia “alvenaria estrutural”, que os levou a serem conhecidos no Nordeste como “prédios-caixão” - sem pilotis e com alicerces em alvenaria, mas de estabilidade discutível. 

O sistema é muito adotado na Região Metropolitana de Recife, mas tornou-se um problema para os mutuários e para o governo do estado. Na Grande Recife, existem dez mil prédios do tipo “caixão”, mas estudos acadêmicos revelam que cerca de 60% deles apresentam algum tipo de risco. Destes, 12 já desabaram, inclusive fazendo vítimas fatais.

Um diagnóstico recente feito pelo governo de Pernambuco indicou que 340 desses imóveis estão com alto risco de desabamento, e dezenas foram interditados, a maior parte nos municípios de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, os mais importantes da Região Metropolitana.

A Secretaria das Cidades de Pernambuco realiza atualmente um levantamento para saber se é possível recuperar algum desses imóveis. Muitos terão que ser demolidos. Quase todos foram financiados pelo governo, via Caixa Econômica Federal, como ocorre com o “Minha Casa Minha Vida”, que está incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

No residencial inaugurado nesta sexta-feira - que, segundo a prefeitura de Juazeiro, é o maior conjunto habitacional do “Minha Casa Minha Vida” -, há vários avisos: “Os edifícios que compõem o empreendimento foram construídos em alvenaria estrutural, não podendo ser feitos nenhuma abertura ou rasgo em qualquer parede do edifício, muito menos remoção de parte ou totalidade de qualquer parede. O descumprimento dessas orientações poderá causar danos na solidez ou segurança do edifício”.

O conjunto custou mais de R$ 61 milhões ao governo federal. E nesta sexta-feira a presidente assinou ordem de serviço no valor de R$ 49,78 milhões, para financiar mais 1,2 mil moradias, dentro do novo PAC-2.
O conjunto inaugurado nesta sexta-feira, com 1,5 mil apartamentos, também apresentou um outro problema para os primeiros moradores, que chegaram lá na última terça-feira. Desde então, falta água nas torneiras, como relataram alguns moradores.

A manicure e dona de casa Soraya Silva, de 25 anos, três filhos e grávida do quarto, que morava na favela Ipiranga II, no município de Juazeiro, a 500 quilômetros de Salvador, sem água e sem esgoto, estava andando mais de 300 metros para buscar água com vizinhos e já havia apelado uma vez para o caminhão-pipa: “Tomar conta de casa com três meninos no seco é difícil”.

A Caixa negou que os imóveis estivessem sem água, mas o problema foi detectado pelo GLOBO e confirmado nos poucos apartamentos já habitados. O diretor do Sistema de Abastecimento de Juazeiro, Joaquim Neto, afirmou que os novos moradores precisam requisitar ligações individuais para que tenham o abastecimento regularizado.

PORQUE HOJE É SÁBADO


 Ou Isto Ou Aquilo

Cecília Meireles

Ou se tem chuva e não se tem sol,
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo...
e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranqüilo.

Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Santana solicita apoio do IPHAN para o Museu da Cidade em Itabuna


 Com a finalidade de promover o resgate histórico da memória do município de Itabuna, o deputado estadual Coronel Gilberto Santana (PTN), encaminhou ao superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Carlos Antônio Amorim, o projeto Museu da Cidade, que prevê a implementação, implantação, reconstrução e restauração do Casarão da antiga Fazenda Valparaíso, no bairro Mangabinha.

Santana ao lado do Prefeito Azevedo
O projeto prevê a instalação do museu em área de visitação nacional, buscando resgatar território e memória municipal, através de um trabalho de preservação, pesquisa e levantamento de acervo. A iniciativa visa proporcionar aos habitantes e visitantes o conhecimento histórico e cultural da identidade do município, por meio de suas histórias, vivências, fatos marcantes, manifestações artísticas, sociais e comportamentais.

O deputado assinala que o museu abrigará diversificações de atividades e de valores, no que concerne o beneficiamento social e cultural do município. “A implantação do Museu da Cidade será fundamental para o itabunense, proporcionando a cultura e conhecimento, em forma de exposição pertinente, especialmente para a formação dos estudantes”.

Por: Viviane Cabral - 05-08-2011  


III Seminário do Projeto Formando Constelações será realizado dia 18

         Propor uma Educação sensível aos apelos da razão e do coração, e que seja capaz de construir “pontes” reunindo mundos cindidos pela cegueira do desconhecimento. E nesta perspectiva que a Secretaria da Educação (SEC) de Itabuna promove no próximo dia 18 de agosto o III Seminário do Projeto Formando Constelações, que há nove anos desenvolve uma proposta de Educação Integrada (humana/didática/religiosa) e apresenta como pilar central os valores humanos universais.

No auditório do Centro de Cultura Adonias Filho estarão reunidos diretores, coordenadores e professores da rede pública municipal e estadual, e de escolas particulares de Itabuna, bem como autoridades, líderes de diversas instituições religiosas e pioneiros da implantação do Programa Formando Constelações (PFC), a exemplo do bispo diocesano de Itabuna, Dom Ceslau Stanula.

Programação

        A solenidade de abertura do Seminário está programada para as 8 horas, com pronunciamentos do prefeito de Itabuna, José Nilton Azevedo Leal; do secretário municipal da Educação, Gustavo Lisboa; além dos representantes dos diversos segmentos da sociedade civil organizada. Este momento será encerrado com a participação dos alunos da Educação Infantil da Escola Municipal Henrique Dias entregando rosas brancas e corações infláveis aos componentes da mesa, expressando a cultura de paz e amor que o PFC ajuda a construir nas escolas.

Em seguida, a consultora e conferencista internacional Ivone Boechat fará a palestra “Educação Integrada e Valores Humanos – Um Convite a se Atravessar Fronteiras”, que é ó tema central do III Seminário do Projeto Formando Constelações. A programação será reiniciada à tarde, a parir das 14 horas, com a socialização das experiências do PFC nas escolas. 

Na sequência, Ivone Boechat fará a segunda palestra do evento, abordando o tema “A Arte de Formar Educadores para o Uso Inteligente das Emoções”. O seminário será encerrado, após, uma rodada de debates.
       

 O Projeto Formando Constelações é uma iniciativa da Diocese de Itabuna e vem sendo implementado em parceria com Secretaria da Educação. Segundo as professoras do Formando Constelações, Hélen de Deus e Claudice Montargil responsáveis pela divulgação e ampliação do mesmo, atualmente as ações do PFC estão sendo desenvolvidas em 56 escolas da rede pública municipal, estadual e rede particular e além dos núcleos da Fundação Marimbeta – Sítio de Integração da Criança e do Adolescente.

A coordenadora geral do PFC, Erenita Cristina Araújo, afirma que a proposta da Educação Integrada é trabalhar, em suas diferentes instâncias, os opostos que acabaram se polarizando ao longo da história da humanidade, a exemplo de ciência e religião, normal e anormal, consciente e inconsciente, tempo e espaço, bom e mau.

“Tudo isso, com vista à sua integração tanto na cultura como no indivíduo. Pois, só assim, o ser humano poderá superar a unilateralidade imposta pela razão e conquistar o que chamamos de suprema de todas as dádivas, a da paz na humanidade. Sensibilizados com esta realidade a Secretaria da Educação e o Projeto Formando Constelações, conclama a todos os “educadores”, para atravessar fronteiras”, finaliza Erenita.
Por: Erivaldo Bomfim – Foto: Pedro Agusuto -05/08/201
www.itabuna.ba.gov.br 

Revitalização do Aterro Sanitário de Ilhéus


 O grupo de trabalho que coordena o projeto de revitalização do Aterro Sanitário do Itariri se reuniu na tarde da última quinta-feira (5), na sede da Secretaria de Indústria, Comércio e Planejamento, no prédio anexo de secretarias. O acompanhamento das ações empreendidas pela Prefeitura no local foi a pauta principal do encontro, assim como o planejamento de novas atividades que integram esta fase de retomada das obras. Na próxima semana, o governo municipal e a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) iniciam o remanejamento dos catadores para dar início à reforma do Galpão Provisório de Triagem de Resíduos Sólidos.
O secretário de Indústria, Comércio e Planejamento, Alisson Mendonça explicou que a reforma vai proporcionar maior segurança e melhores condições de trabalho aos catadores, além de auxiliar na adequação para a operacionalização da coleta. “A Prefeitura de Ilhéus vem cumprindo com todos os compromissos assumidos junto com a Cooperativa dos Catadores, Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam) e com a Conder, além de fornecer material (plástico e madeira) e iniciar a terraplanagem do terreno para remanejamento dos catadores, prevista para iniciar neste fim de semana.
As assistentes sociais Emanuela Spínola e Maria Marta Lucas de Carvalho lembraram que é um remanejamento provisório, pois, boa parte dos catadores passará a morar em suas próprias casas graças ao Programa Habitacional Minha Casa Minha Vida. Em acordo assumido pelo prefeito de Ilhéus Newton Lima no primeiro semestre deste ano, todos os catadores sem moradia fixa tiveram seus nomes divulgados nas listas relacionadas pela Secretaria de Assistência Social e Trabalho, que coordena o projeto em Ilhéus juntamente com a Caixa Econômica Federal, gestora do projeto. A presidente da cooperativa Deizemeire Santos aproveitou a reunião para expressar sua alegria “em ver o empenho da prefeitura para que a vida dos catadores realmente mude para melhor".
O Grupo de Trabalho realiza reuniões semanais para discutir a execução e o monitoramento das ações do Projeto e na manhã desta sexta-feira (5) realizou nova visita técnica ao local para acompanhar o processo de remanejamento dos catadores. O secretário de Meio Ambiente, Harildon Machado sinalizou que logo em breve o município de Ilhéus terá um contexto ambiental mais positivo, após conclusão da intervenção física no Aterro do Itariri.
A reunião contou ainda com a presença do diretor da secretaria de Desenvolvimento Urbano, Valdemar Bonfim e do presidente Associação de Moradores do bairro Hernani Sá, Odailson Lelis.
 Ascom/Ilhéus

Jobim se demite da Defesa após criticar colegas; Amorim assume


POR: Luciana Cobucci
Claudia Andrade
Direto de Brasília
O ministro da Defesa, Nelson Jobim (PMDB), entregou na noite desta quinta-feira sua carta de demissão à presidente Dilma Rousseff em um encontro que durou apenas cerca de cinco minutos. A situação de Jobim se tornou insustentável no governo após declarações dadas à revista Piauí em que teria considerado a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, "muito fraquinha" e dito que a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, "sequer conhece Brasília". Para seu lugar, Dilma convidou o ex-ministro das Relações Exteriores Celso Amorim, que aceitou ocupar a pasta.

Jobim negou ter feito as críticas e disse que as informações seriam "parte de um jogo de intrigas". Mas, segundo fontes, Dilma já havia decidido demitir o ministro caso ele não abandonasse o cargo por conta própria. Diante da repercussão das declarações, Jobim antecipou sua volta de Tabatinga (AM), onde cumpria agenda oficial, para se reunir com a presidente.

Ao longo do dia, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), minimizou a declaração de Jobim, dizendo que a articuladora política do governo "é até bem gordinha, não é bem fraquinha". Depois de reunir-se com Ideli, o líder do PR na Câmara dos Deputados, Lincoln Portela (MG), afirmou que a ministra "brincou" com o tema dizendo que "estava 'fortinha', não gordinha". Mas, segundo o deputado, Ideli "não teceu nenhum comentário sobre o ministro Jobim" durante a reunião.

Na última semana, outra declaração de Jobim à imprensa gerou mal-estar no governo. Em entrevista, ele declarou seu voto no tucano José Serra nas eleições presidenciais do ano passado. A série de frases polêmicas, contudo, começou no início de julho, em uma cerimônia em homenagem ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso - de quem ele foi ministro da Justiça entre 1995 e 1997 - no Senado Federal. Ao discursar, ele citou o dramaturgo Nelson Rodrigues, dizendo que "os idiotas perderam a modéstia". A fala foi interpretada como uma insatisfação do ministro com sua situação no governo. Mais tarde, contudo, ele disse que se referia a jornalistas.

Trajetória
Gaúcho de Santa Maria, Jobim tem uma carreira bastante singular na política brasileira, tanto por atuar com petistas e tucanos com a mesma desenvoltura, como por ter ocupado cargos de alto escalão no Executivo, Legislativo e Judiciário.

Jobim foi deputado federal pelo Rio Grande do Sul por duas vezes, com papel destacado na Constituinte de 1988. Foi presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2004 a 2006. Em 2007, ele foi indicado para o Ministério da Defesa pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e aceitou o desafio de controlar a crise nos aeroportos. Durante seu período na Defesa, Jobim promoveu mudanças nas direções da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), então alvos de denúncias de eficiência e corrupção. No entanto, as propostas de construção de um novo aeroporto em São Paulo e o estímulo à maior concorrência na atividade não se concretizaram.

Na área militar, Jobim ganhou prestígio com os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Junto com o ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos Roberto Mangabeira Unger, elaborou a Estratégia Nacional de Defesa. Aprovada em dezembro de 2008 na forma de decreto presidencial, o plano estabelece ações de médio e longo prazo com o objetivo de modernizar a estrutura nacional de defesa por meio da reorganização das Forças Armadas, da reestruturação da indústria nacional de material de defesa e de uma nova filosofia de emprego das Forças Armadas. A iniciativa sofreu forte impacto devido ao corte no orçamento de 2011. O contingenciamento de mais de R$ 4 bi (26,5% do orçamento do ministério) comprometeu o reaparelhamento das Forças Armadas.

Próximo dos ex-presidente Lula e FHC, e amigo pessoal do candidato derrotado por Dilma na eleição do ano passado, o tucano José Serra, Jobim não teve sua indicação para permanecer no ministério abraçada pelo seu partido, o PMDB. Na transição, o vice-presidente eleito, Michel Temer, afirmou que o chefe da Defesa era parte da "cota pessoal" de Dilma.

Polêmicas
As declarações de grande repercussão, que culminaram em sua saída do governo Dilma, acompanharam Jobim desde o início de sua gestão à frente da Defesa. Em agosto de 2007, no meio do caos aéreo após o acidente da TAM que matou 199 pessoas em Congonhas, o ministro iniciou uma campanha por mais espaço para os passageiros nas aeronaves. "O espaço é anti-vital", chegou a afirmar Jobim, de quase 2 m de altura, durante reunião com representantes de companhias aéreas.

Com bom trânsito entre os militares, o ministro buscou por várias vezes agradar a tropa com frases fortes sobre soberania nacional e usou algumas vezes a farda militar ao visitar operações conjuntas das três Forças. "Quem cuida da Amazônia sul-americana para o bem de seus povos e dos povos do mundo somos nós", disse Jobim em abril deste ano a uma plateia formada principalmente por militares durante uma feira de defesa. "Não venham se meter neste assunto!".

Jobim também lançou mão por várias vezes de declarações firmes para reiterar o papel do Ministério da Defesa como garantia de comando civil sobre as Forças Armadas. Em fevereiro do ano passado, ele exonerou o então chefe do Departamento Geral de Pessoal do Exército, general Maynard Marques de Santa Rosa, após o militar criticar duramente o Plano Nacional de Direitos Humanos do governo federal.

Jobim é o 3º ministro a cair em 8 meses
Nelson Jobim é o terceiro ministro que cai em apenas oito meses de governo Dilma. O primeiro foi o ex-ministro-chefe da Casa Civil Antonio Palocci, que não resistiu a denúncias de tráfico de influência e enriquecimento ilícito e pediu demissão do cargo em 7 de junho deste ano. Menos de um mês depois, em 6 de julho, foi a vez do ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento, que também pediu demissão depois de denúncias de superfaturamento de obras e pagamento de propina no âmbito do órgão.
Com informações da Agência Brasil, Reuters, Terra.