Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

sábado, 30 de julho de 2011

EDITORIAL DO ESTADÃO, MOSTRA VERDADEIRO PAC

O "PAC" que funciona: Programa de Aceleração da Corrupção 
 
O sistema de vale-tudo nas relações entre a burocracia do Executivo, parlamentares e as empresas que conhecem o caminho das pedras para fazer negócios com a área federal engendrou no governo Lula um outro "PAC", mais bem-sucedido do que o original. Seria o Programa de Aceleração da Corrupção. 

Diga-se desde logo que conluios entre servidores venais, políticos de mãos sujas e negociantes desonestos não são uma exclusividade nacional e tampouco surgiram sob o lulismo. Mas tudo indica que a roubalheira na escolha dos fornecedores de bens e prestadores de serviços ao Estado brasileiro e nos contratos que os privilegiaram alcançou amplitude nunca antes atingida na história deste país nos governos petistas, e não apenas em função do patamar de gastos públicos. 

Mais decisivo para o resultado estarrecedor a que se chegou foi o perverso exemplo de cima para baixo. No regime do mensalão e das relações calorosas entre o presidente da República e a escória da política empoleirada em posições-chave no Parlamento, corruptores e corruptíveis em potencial se sentiram incentivados a assaltar o erário com a desenvoltura dos que nada têm a perder e tudo a ganhar. 

Nos últimos 30 dias, as histórias escabrosas trazidas à tona pelos escândalos revelados no Ministério dos Transportes tiveram o impacto de uma bomba de fragmentação que lançasse estilhaços em todas as direções da capital do País. Mas elas parecem apenas uma amostra do que vinha (e decerto ainda vem) se passando na máquina federal.

Ao passar o pente-fino em 142 mil licitações e contratos do governo assinados entre 2006 e 2010, referentes a obras e serviços no valor de R$ 104 bilhões, o Tribunal de Contas da União (TCU) topou com escabrosidades que caracterizam um padrão consolidado de delinquência, evidenciado em praticamente todos os aspectos de cada empreendimento (pág. A-4 do Estado de sexta-feira). As licitações se transformaram no proverbial jogo de cartas marcadas. Não apenas o governo fechava negócios com firmas cujos sócios eram servidores públicos aninhados no próprio órgão que encomendava a empreitada, mas em um dos casos esses funcionários integravam a comissão de licitação que acabaria por dar preferência às suas respectivas empresas.

Licitações eram dispensadas sem a apresentação de justa causa. Só uma empresa interessada ganhou 12 mil licitações; desistiu de todas para favorecer "concorrentes" que haviam apresentado lances mais altos. Duas ou mais empresas com os mesmos sócios participaram de 16 mil disputas. Cerca de 1.500 contratos foram assinados com empresas inidôneas ou condenadas por improbidade. Aditivos da ordem de 125% sobre o valor original - o limite legal é de 25% - engordaram 9.400 contratos. As irregularidades, que somam mais de 100 mil, "estão disseminadas entre todos os gestores", concluiu o relatório de 70 páginas da mega-auditoria realizada pelo tribunal de abril a setembro do ano passado.

Lamentavelmente, o tribunal manteve em sigilo - salvo para as Mesas da Câmara e do Senado, e o Ministério Público Eleitoral - a relação de parlamentares sócios de empresas contratadas pelo governo. A participação dos políticos nesses negócios ajuda a fomentar a corrupção, em razão dos seus íntimos entrelaçamentos com os centros de decisão no aparato administrativo. Além disso, a Constituição proíbe explicitamente que empresas que tenham parlamentares entre os seus sócios sejam contratadas pelo governo. Para contornar essa barreira, os políticos costumam deixar a gestão direta de suas firmas. Em pelo menos um caso, porém, o mandatário não se pejou de assinar ele próprio o contrato com uma repartição pública.

Quanto aos políticos citados no relatório, só dois nomes são conhecidos, graças ao trabalho de reportagem do Estado. São o senador e ex-ministro das Comunicações (afastado por suspeita de ilícitos) Eunício Oliveira e o notório deputado Paulo Maluf. Uma empresa do primeiro venceu uma licitação fraudada de R$ 300 milhões na Petrobrás. Uma empresa do segundo alugou um imóvel para o governo por R$ 1,3 milhão ao ano. Com "dispensa de licitação".
Vamos aguardar a divulgação da lista em poder dos membros das mesas do Senado e da Câmara dos Deputados. 

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Itabuna comemora seus 101 anos com muita festa

(Os vereadores de Itabuna, com exceção, de Solon Cerquerira deixaram tranparecer que são protestantes a religião católica, ou não amam a sua cidade, não compareceram a Missa de Ação de Graças, aos 101 anos de Itabuna)   
Santa Missa
 
As comemorações do Dia da Cidade de Itabuna começaram com muita alegria, pois no dia 27 à noite, o Flamengo, juntamente com a equipe do Santos deram a torcida brasileira o futebol mais bonito do Campeonato Brasileiro.

 No dia 28, aniversário dos 101 anos de emancipação do município, se iniciou com uma grande alvorada às 05:00 horas, em seguida as Santas Missas de Ação de Graças na Catedral de São José Padroeiro da cidade. O ponto fraco, mas que não tirou o brilho da fé dos itabunenses que amam a sua cidade, foi a ausência  dos vereadores.  
Nova sede da Saúde, agora tudo é aqui...

Após as Missas, a inauguração da nova  Sede Central da Saúde, localizada na Rua Barão do Rio Branco, antiga Justiça do Trabalho. À tarde o prefeito Capitão Azevedo participou da inauguração do SESI/SINART na Avenida Antonio Carlos Magalhães; Lançamento da Pedra Fundamental da Sede da Câmara Municipal, programação fechada à noite com o grande show da Alameda do Rio Cachoeira, com a presença da banda Fala Mansa, sucesso do forró em todo Brasil.  

Hoje, 29, o Prefeito Azevedo, pela manhã, participou da entrega de sete veículos; Sendo 04 motos (Honda), dois automóveis UNOS e uma S-10 Cabine Dupla, todos zero quilômetros, na Vila Olímpica. Em seguida, fez o lançamento de mais um pacote de Bolsa Renda às famílias carentes de Itabuna e logo mais as 15:00 horas no prédio das Escolas Profissionalizantes entregará aos artistas o seu espaço; Teatro Zélia Lessa.
Novos veiculos para o reforça da Guarda  Municipal

Amanhã, 30, entre outras inúmeras inaugurações, às 15:00 horas, o prefeito Capitão Azevedo entregará o novo serviço de água tratada aos moradores da antiga Usina Asfaltica de Itabuna (Vila Tupinambá) juntamente com a diretoria  e o novo presidente, da Emasa, Geraldo Briglia, que está preparando festivamente o evento, quando o prefeito descerrará a placa.         

ISTO É PT !

Salafrários Mentirosos. PDF Imprimir E-mail
Notícias - Política
Postado por Manoel Santos   
Qui, 28 de Julho de 2011 20:04
LuLLa é um titica. Um mentiroso cretino.
Guardo as coisas pois sei que, com rara brevidade, o nuncaantesnahistóriadestepaís o salafrário será desmentido de forma vergonhosa.
Vamos relembrar?

BARRA BONITA - SÃO PAULO.
Dia 27 de setembro de 2010.
Notícia do UOL.


Em campanha para eleger dona Faxineira que, naquela época, era a Manda-Chuva da Casa Civil. A Muié do Capeta Assistente ( o substituto é Fidel ):
Disse o verborrágico mentiroso:

Lula diz que países ricos buscarão etanol brasileiro
Yara Aquino, da Agência Brasil
Brasília - Ao inaugurar nesta segunda-feira (27), em Barra Bonita (SP), usinas termelétricas movidas a biomassa de cana-de-açúcar, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que os países ricos vão acabar buscando o álcool brasileiro como alternativa de combustível menos poluente.
"O Brasil passou a ser respeitado no mundo com a questão da cana-de-açúcar, porque o mudo rico, seja a Europa, o Japão, os Estados Unidos, eles têm a obrigação de parar de usar combustível que gere gás que polua o planeta Terra. Então, eles vão ter que utilizar outra coisa, e vão ter que usar etanol, vão ter que utilizar nosso álcool", disse.
Lula lembrou que há uma resistência dos Estados Unidos ao etanol brasileiro já que o país cobra uma tarifa para dificultar a entrada do álcool. Ele afirmou que, em algum momento, o país norte-americano precisará derrubar essa barreira.
"Nos Estados Unidos o mesmo que fazemos de cana eles fazem de milho [sobre a produção de etanol], só que fazendo de milho eles encarecem a ração animal. E o álcool americano custa três vezes o preço do nosso, por isso que ficamos importantes, porque agora eles têm uma tarifa para impedir que nosso etanol
chegue lá. Mas acho que a realidade vai obrigá-los, em qualquer momento, eles vão ter que abrir para importar o nosso álcool"
, avaliou.

A uma plateia formada por cortadores de cana, Lula falou sobre a mecanização no campo que substitui o trabalho dos cortadores. Segundo ele, esse é um processo irreversível e governo e empresários têm que buscar alternativas para evitar que o desenvolvimento resulte em miséria para os trabalhadores.
Lula estimou ainda que o provável aumento de vendas de etanol para o exterior contribuirá para o surgimento de postos de trabalho para absorver os cortadores de cana nas áreas de serviço das usinas.
O presidente participou da cerimônia de inauguração simultânea de oito usinas termelétricas, no estado de São Paulo, movidas a biomassa de cana-de-açúcar. O evento ocorreu na Usina Termelétrica Barra Bioenergia S/A, no município de Barra Bonita (SP). As usinas integram o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Apenas 10 meses e um dia depois.......

28 de julho de 2011 | 11h 56
Kelly Lima, da Agência Estado
SÃO PAULO - O presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, admitiu que a empresa vai ter que importar gasolina este ano para atender ao crescimento da demanda interna, independente da esperada redução da mistura de 25% de etanol anidro. A expectativa era de que a companhia tivesse que voltar a importar o combustível caso fosse confirmada a intenção anunciada pelo governo de antecipar a redução da mistura no período de entressafra para setembro ou outubro deste ano, por causa da quebra de safra de cana-de-açúcar.
Segundo Gabrielli, houve um crescimento acima do esperado da demanda por gasolina este ano. Ele não soube dizer o porcentual, mas afirmou que o consumo aumentou principalmente devido ao crescimento da renda da população e, consequentemente, à compra de novos veículos - boa parte importados. "Os carros importados não são flexíveis e não utilizam etanol", disse.
Gabrielli confirmou que haverá um déficit na balança comercial de derivados não somente este ano, mas durante os próximos anos, até 2015. "A capacidade da oferta está com gargalos que só serão sanados com a entrada em operação de novas refinarias", disse.

E não é só a gasolina que a EFICIENTE PETROBRÁS não tem mais capacidade de produzir.
E o que fez mais estes meliantes que demonizaram Serra na campanha?

Leiam o que nos diz a Revista ÈPOCA:

O Brasil vai importar etanol dos Estados Unidos nas próximas semanas. De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo, para conter a alta dos combustíveis, a ANP (Agência Nacional do Petróleo) resolveu trazer para cá álcool americano. Mas antes, teve que autorizar um aumento temporário na quantidade de água no álcool anidro, que é misturado à gasolina vendida nos postos. No exterior, o etanol anidro pode ter até 1% de água, mas no Brasil o teor máximo era de 0,4%. De acordo com a Folha, a longo prazo, a mudança poderia ser prejudicial ao motor.
Para o especialista em energia Adriano Pires, do Centro Brasileiro de Infraestrutura, as medidas mostram a falta de política de combustíveis do governo federal:
"Estamos importando um etanol cujo custo de produção é três vezes maior que o nosso e de um país que impõe barreiras comercias ao nosso produto", afirma.
Tanto a gasolina como o álcool importados devem chegar em abril, momento crítico da oferta de etanol.
A expectativa é que a produção da safra 2011/12 entre no mercado em maio.

São VAGABUNDOS CRETINOS E MENTIROSOS.
É uma quadrilha que usa a PUBLICIDADE para enganar os brasileiros trouxas.


Fonte:http://gentedecente.com.br/

TCU INFORMA: "CUMPANHERADA" DEITOU E ROLOU NO GOVERNO LULA-DILMA!

Em matéria de negócios públicos, não são só os parlamentares que dão o mau exemplo e burlam a Constituição. A superauditoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em 142.524 contratos do governo federal assinados entre 2006 e 2010 mostra que as licitações viraram um jogo de cartas marcadas. A ponto de o TCU ter achado casos em que o governo contratou empresas que têm como sócios os servidores públicos do órgão que fez a licitação.

Mais que isso: em meio a licitações de obras e serviços no valor de R$ 104 bilhões, o tribunal encontrou funcionários públicos que além de serem sócios de empresas que fizeram negócios com a União participaram da comissão de licitação que fez a contratação da própria empresa. Diante desse descalabro, a auditoria do TCU concluiu que "as irregularidades estão disseminadas entre todos os gestores". A auditoria foi feita entre abril e setembro do ano passado no Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais (Siasg) e no Comprasnet, principais instrumentos de gerenciamento de todas as licitações e compras do governo federal. Fonte:http://coturnonoturno.blogspot.com/
                  

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Amanhã é feriado em Itabuna


(É o Dia da Cidade)
 Com um grande show na noite de hoje (27), às 21 horas, na Praça Rio Cachoeira contando a participação de Jamah, bandas Vera Cruz e Raça Negra, além de Reginaldo Rossi e o grupo Fala Mansa amanhã (28), Itabuna, com várias inaugurações, comemora 101 anos de emancipação/político/administrativo, consolidada como o maior pólo comercial do Sul da Bahia.  

Já com uma extensa programação definida para o dia 28 (amanhã), haverá alvorada às 05h00  e Missa de Ação de Graças na Catedral de São José, padroeiro da cidade, das 07:00 às 10:00 horas, além de várias inaugurações ao lomgo do dia.

A programação, que teve início no dia 01 de Junho se estenderá até o dia 31, com a abertura do Campeonato Interbairro no Estádio Luis Viana Filho.  

CIDADÃO DE ITABUNA

Amanhâ (28), também acontecem, através da Câmara Municipal, o lançamento da Pedra Fundamental da sede do Legislativo, às 15 horas, na Avenida Princesa Isabel e às 19 horas, na sede da AABB, a entrega de Titulos de Cidadão Itabunense e diplomas de Honra ao Mérito a várias personalidades que contribuem com o progresso de Itabuna.

Chuvas intensas adiam inauguração de obras na avenida Pedro Jorge

As chuvas intensas que vêm caindo nas últimas 48 horas em Itabuna provocaram o adiamento da inauguração da Avenida Pedro Jorge, no trecho compreendido entre o bairro São Pedro e o São Judas.

As obras executadas com recursos próprios através da Sedur, tem 1,5 quilômetro de extensão e incluem esgotamento sanitário, muros de contenção, pavimentação asfáltica e urbanização. A prefeitura de Itabuna agradece a compreensão de todos

Por: Kleber Torres
.27/07/2011

Ministro de Dilma, Jobim diz que votou em Serra em 2010


  Nelson Jobim, ministro da Defesa, afirmou em entrevista que votou em José Serra na disputa presidencial do ano passado. Na avaliação dele, se o tucano tivesse derrotado Dilma Rousseff, o governo "seria a mesma coisa" no manejo das recentes crises políticas, como a do combate à corrupção no Ministério dos Transportes. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo Jobim, Dilma sempre soube de sua escolha eleitoral. Questionado se o tema azedou sua relação com a presidente, Jobim disse que não, pois não esconde. "Eu não costumo fazer dissimulações, então não tenho dificuldades". O assunto foi esquecido nas conversas entre o ministro e a presidente depois das da eleição. "Não se toca no assunto".

Do Terra - Notícias

Azevedo quer uma frente em defesa do Hospital de Base


            O prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, empossou hoje, 26, em solenidade no seu gabinete, com a presença do deputado Gilberto Santana, do vereador Milton Cerqueira, de secretários municipais, médicos e trabalhadores da área da saúde, a Gilnay Cunha Santana, que assume a presidência da Fundação de Assistência à Saúde de Itabuna (Fasi), entidade mantenedora do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães.
 
Na oportunidade, o Capitão Azevedo fez uma defesa enfática da retomada da gestão plena da saúde e da manutenção do hospital sob o controle do município, uma luta de que depende da mobilização da sociedade e do apoio das lideranças itabunenses, que devem formar uma grande frente suprapartidária.

        Ele considerou que a indicação de Gilnay Santana é resultado de um encontro político para unir forças em defesa da população itabunense e mostra o compromisso de um governo que quer acertar: “A questão do Hospital de Base é um desafio e a superação das suas dificuldades depende da fé, bem como da união de esforços”, complementou.

        Para o Capitão Azevedo, o Hospital de Base foi construído com o objetivo de atender a pessoas carentes e sem acesso aos planos de saúde, sendo por isso mesmo um hospital 100% SUS, mas que conta com um corpo clínico competente e integrado por uma equipe de profissionais capacitados, que precisam do apoio da comunidade e do governo municipal.

        Alem de salientar a preocupação do deputado estadual Gilberto Santana, responsável pela indicação da presidente do Hblem, com a questão social, o prefeito denunciou uma orquestração de cunho político visando impor de cima para baixo e de forma autoritária a estadualização do Hospital de Base, que atende a pacientes removidos de Ilhéus e de outros hospitais do estado na região.        

O capitão Azevedo acredita que a escolha da saúde como alvo de ação política está errado, porque a questão envolve vidas humanas em situação de risco: “Por isso precisamos o apoio da comunidade itabunense e regional, que precisam estar atentas e mobilizadas, numa luta pela razão e em defesa dos nossos direitos”.

Ao lembrar que no início da sua gestão Itabuna já enfrentava problemas com a perda da gestão plena, o que resultou no contingenciamento de exames de alta e média complexidade, o Capitão Azevedo, observou que hoje, o Hospital de Base recebe pagamento pelos serviços ao SUS com valores defasados, e a oferta de uma suplementação de R$ 500 mil aos valores repassados envolve exigências onerosas e de aplicação inviável.

Posse

Ao ser empossada, Gilay Cunha Santana explicou que assume a presidência da Fasi com por indicação do deputado Gilberto Santana, que é um parceiro do governo municipal: “Sei que uma andorinha só não faz verão, e vamos precisar do apoio de todos, com o compromisso maior de lutar pela saúde e pela vida, até porque o Hospital de Base é viável, tem solução e salvação”, argumentou.

A proposta segundo ela, é mobilizar o governo municipal, os trabalhadores do hospital e a comunidade para resgatar um patrimônio que é do povo de Itabuna, “por isso contem comigo para trabalhar em defesa da nossa população”, destacou a presidente da Fasi.

Compromisso

O deputado Gilberto  Santana ressaltou o compromisso de resgatar o Hospital de Base, que é um patrimônio de Itabuna e da região, construído com recursos do município e atende hoje a pacientes de 120 municípios. 

Sugeriu ao governo do estado a construção em Itabuna de um hospital regional, o que ampliaria o número de leitos e melhoraria de forma efetiva a oferta de serviços de saúde à população regional.

O parlamentar destacou as qualidades de Gilnay Santana, que vai montar uma equipe para enfrentar e superar as dificuldades enfrentadas pelo Hblem: “O importante é que tenho uma voz para defender os interesses de Itabuna e no dia 12 de agosto, estaremos discutindo essa questão com uma comissão da Assembleia Legislativa que visita a Itabuna”.

Como deputado, Gilberto Santana defendeu a retomada da gestão plena, o que depende do apoio do Conselho Municipal de Saúde, cujos integrantes devem estar ao lado da população de Itabuna e na defesa de manutenção do Hospital de Base, como também do Cemepi e da maternidade Ester Gomes.

Por:Kleber Torres - Fotos: Pedro Augusto 26-7-2011  
www.itabuna.ba.gov.br

terça-feira, 26 de julho de 2011

Conferência Municipal de Saúde de Ilhéus começa nesta sexta-feira

Com o tema: Todos usam o SUS! SUS na seguridade social, política pública e patrimônio do povo brasileiro, a 5a Conferência Municipal de Saúde de Ilhéus será realizado esta semana, nos dias 29 e 30 de julho. Na sexta-feira (29), a solenidade de abertura do evento será a partir das 19 horas, no auditório da Justiça Federal. Após a composição da mesa, será realizada a conferência magna com a palestra sobre o tema central, ministrada por uma das maiores especialistas em saúde pública do Brasil, Lígia Bahia.
Lígia Bahia é graduada em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com mestrado e doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz. Atualmente é professora-adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Políticas de Saúde e Planejamento, e faz parte da Associação Brasileira de Pós Graduação em Saúde Coletiva (Abrasco).
As atividades do sábado (30), ocorrerão no Centro de Convenções de Ilhéus, e terão início às 8 horas, com o credenciamento e entrega de material dos participantes. A leitura e aprovação do Regimento iniciará às 8h30min, e às 9 horas será formada mesa-redonda para as seguintes palestras: Política de Saúde na Seguridade Social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade, por Dr. Ricardo Heinzelmann, Participação da comunidade e controle social pela Drª Ligia Bahia e Gestão do SUS, pela Drª Deborah Dourado. Após a discussão dos temas será dado um intervalo para almoço.
Após o intervalo, serão oferecidos trabalhos em grupos através de oficinas monitoradas pelos palestrantes. Em seguida, será realizada plenária final, com a eleição dos delegados para a etapa estadual. Os interessados em participar da 5ª Confer6encia Municipal de Saúde devem realizar sua inscrição através do site www.ibecbr.com.br. A Conferência é um exercício do controle social, através da promoção de espaços de discussão com a finalidade de analisar a situação atual do SUS (Sistema único de Saúde), gerar discussões e reflexões sobre as condições de saúde da população, além de propor diretrizes para a formulação das políticas de saúde.
Ascom/Ilheus
www.ilheus.ba.gov.br

Mapa publica estudo sobre cultivo de pupunha no País


             Cerca de 60 dias da realização do I Simpósio Brasileiro da Pupunheira (I Simbrap), que acontecerá no período de 27 a 30 de setembro, no Centro de Convenções Luis Eduardo Magalhães, em Ilhéus, a 467 quilômetros de Salvador, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou no Diário Oficial da União (DOU), de segunda-feira, 25, as condições mais favoráveis para o plantio de pupunha em nove estados brasileiros. 

As informações como os tipos de solo aptos ao cultivo, o período de plantio, as cultivares mais indicadas e a lista dos municípios contemplados pelo estudo estão detalhados nas Portarias de número 256 a 264 do Mapa. O estudo de risco climático informa que a palmeira pode ser cultivada no Acre, Rondônia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Minas Gerais e Pará. 

O zoneamento agrícola indica o melhor período para se plantar em cada município do país, segundo a análise histórica do comportamento do clima. “Dessa maneira, é possível orientar os agricultores sobre os riscos de adversidades climáticas coincidentes com as fases mais sensíveis das culturas”, diz nota publicada pelo Mapa.

            Para o bom desenvolvimento da pupunha, é necessária uma precipitação pluviométrica de, no mínimo, 1.300 mm, bem distribuída ao longo do ano. Além das chuvas, a temperatura média anual deve ser acima de 22ºC.

            Com um público estimado em 500 participantes, o I Simbrap será uma oportunidade para que produtores, pesquisadores, extensionistas e estudantes participem de palestras, mesas-redondas e apresentações orais e sessões de pôsteres nas áreas temáticas de palmito, frutos e madeira do estipe da pupunheira, além de conhecerem produtos e serviços relacionados com o setor expostos nos estandes da feira, no local do evento.

            A realização desse Simpósio é uma iniciativa da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia (Seagri), Fundação Pau Brasil, com o apoio de outras instituições públicas federais, estaduais, municipais e da iniciativa privada do agronegócio palmito-pupunha. Mais informações, inscrições e trabalhos científicos consultem o site:

 
ACS/Ceplac/Sueba
Por:Luiz Conceição
26 de Julho de 2011.