Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

sábado, 14 de maio de 2011

BRASIL, A REPÚBLICA DOS VICES?


É preocupante o estado de saúde da Presidente petista Dillma Roussef. Ela vem lutando contra um câncer linfático, e parece que está tendo problemas com a doença.


Na internet já se fala abertamente sobre o problema, principalmente depois que ela foi às pressas a São Paulo para tratamento de uma "pneumonia" e depois por conta do cancelamento de sua viagem ao Paraguai por motivo de doença, segundo sua assessoria.

É bom lembrar que o ex-vice presidente José Alencar, lutou bravamente contra a mesma doença e sobreviveu muitos anos e a muitas operações. 
Terá Dillma igual garra e sorte, ou teremos mais um vice no comando do Brasil.



Para quem não se lembra, José Sarney se tornou presidente, graças a morte de Tancredo Neves. Ele era o vice.
Itamar Franco se tornou presidente, graças ao “impeachment” de Collor. Ele era o vice.
Agora, fala-se abertamente que Michel Temer pode vir a se tornar Presidente, em decorrência de grave doença de Dillma Roussef.
Leiam e tirem suas conclusões:
 “Sem que o assunto merecesse espaço nos principais veículos de comunicação do País – somente este noticioso se dedicou ao tema – a saúde de Dilma continua causando preocupações. Sob a alegação de que Dilma contraiu uma grave doença, o Palácio do Planalto anunciou o cancelamento da visita oficial que a presidente faria ao Paraguai neste final de semana.
Ora, como uma leve pneumonia – esse foi o diagnóstico anunciado – pode se transformar em doença grave após duas semanas de tratamento? Na equipe do ucho.info não existe qualquer médico, mas o editor do site já lutou durante anos contra um câncer linfático. É o que basta!”

Vejam na íntegra em http://ucho.info/a-fragil-saude-de-dilma-rousseff-bambeia-entre-noticias-oficiais-evasivas-e-especulacoes-desmedidas

Neste cancelamento de dona Mintira ao Paraguai, a primeira nota emitida pela sede da quadrilha dizia que "por motivos de grave doença" etc e tal.
Como grave doença se era apenas uma leve pneumonia?
Como uma leve pneumonia pode requerer tantos cuidados extremos como os que tem sido dedicados à dona Mintira
Eu termino este perguntando: E aí Temer, está pronto? 




Roberto Brito anuncia pacote de 15 milhões para Itabuna


A Prefeitura de Itabuna executa, em parceria com a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), obras de infraestrutura e urbanização no trecho compreendido entre o bairro São Roque e o Santo Antônio.

O projeto visa à melhoria da mobilidade urbana e tem um investimento previsto de R$ 1,2 milhões, repassados pelo Ministério das Cidades, através da Caixa Econômica Federal, com uma contrapartida do município.  

As obras beneficiam também, segundo o supervisor de saneamento da Emasa, Renato César Fernandes, moradores dos bairros Monte Líbano e Novo Horizonte, onde foi instalado um canteiro de obras.

O elenco de obras contempla implantação de esgotamento sanitário convencional e pluvial, pavimentação de ruas, construção de passeios da rua Independência, no São Roque até a avenida Itajuípe, no Santo Antônio, abrindo mais uma via de tráfego, com acessibilidade para pessoas com necessidades especiais e a sinalização horizontal e vertical.

Roberto Brito
O deputado federal Roberto Brito (PP) que é i responsável pela alocação dos recursos esteve ontem(13) em Itabuna quando fez uma visita as obras, lançando, oficialmente, com o Prefeito Capitão Azevedo  a Pedra Fundamental da obra, que deverá ser inaugurada no dia 28 de Julho (Dia da Cidade), juntamente com as obras do bairro de Zizo e Avenida Amélia Amado.

Na oportunidade, o deputado Brita em seu discurso disse que o Prefeito Azevedo é uma formiguinha para buscar recursos e anunciou mais recursos para obras em Itabuna num pacote de 15 milhões, até o final do mandato de Azevedo, que é um homem que se preocupa com o bem estar das pessoas mais necessitadas.  

O Prefeito Azevedo, acompanhado de seu secretariado e presidentes de Associações de bairros no canteiro de obras instalado na Rua Idependencia, agradeceu ao deputado Roberto Brito, ressaltando a sua postura de um grande político e um grande parceria de Itabuna, que não aparece só na busca de votos no período eleitoral: “A prova é esta, ele está aqui, para contribuir com o desenvolvimento de nossa cidade”    

Por: Kleber Torres e Joselito dos Reis  Fotos: Vinicius Borges 13-05-2011  
                             

O ANALFABETO POLÍTICO

"O pior analfabeto é o analfabeto político. 

Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão,
do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio
dependem das decisões políticas. 


O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia
a política. 


Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta,
o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista,
pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo." 




                          Bertolt Brecht 

MINHA CASA, MINHA VIDA...DE POMBO!

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) determinou ontem, que a moradia de empregado de condomínio residencial e comercial deve ter no mínimo 60m2, com sala com área mínima de 20 m²; dois quartos com área mínima de 15 m² cada um; banheiro com área de 4 m² quadrados; e cozinha e área de serviço com metragem mínima de 6 m² quadrados. O texto segue para decisão terminativa na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Mas os nobres Senadores, que aprovam tudo que o Governo Petista manda prá lá, (aquilo virou uma casa homologatória), não dão um pio sobre o programa Minha Casa, Minha Vida, que diz que vai construir  milhares de casas com apenas 25m2 de área total, para quarto, cozinha, banheiro e sala.

Por que a Comissão de Direitos Humanos permite que o Minha Casa, Minha Vida construa cubículos inabitáveis? Se é justo para zeladores de prédios - e é! - uma residência de 60m2, por que aceitar que entreguem residências de 25 m2 para operários, pintores, pedreiros, ambulantes...?

PETROBRAS METENDO A MÃO NO BOLSO...DOS OUTROS!

Prestem atenção a esta informação:

"O lucro líquido da Petrobras chegou a R$ 10,985 bilhões no primeiro trimestre deste ano e registrou recorde dentro de um primeiro trimestre. A alta é 42% maior do que os R$ R$ 7,726 bilhões registrados em igual período em 2010. O resultado foi influenciado pelo aumento de 9% da receita de vendas, pelo aumento dos preços médios nas exportações de petróleo, e pelo crescimento das vendas no mercado interno.

As vendas de combustíveis no primeiro trimestre subiram 7% se comparadas aos três primeiros meses do ano passado, com destaque para o óleo diesel, cujo volume comercializado cresceu 9%, informou o Presidente da empresa, Segio Gabrielli."

Cobrando dos proprietários de veículos, preços exorbitantes (NUNCA ESQUEÇAM QUE O PARAGUAI, QUE NÃO TEM UMA GOTA DE PETROLEO, COBRA UM REAL E VINTE CENTAVOS POR UM LITRO DE GASOLINA), a estatal brasileira, sem concorrência, está ganhando cada vez mais dinheiro, enquanto o brasileiro paga cada vez mais impostos.

A CAMPANHA TEM QUE CONTINUAR. NÃO ABASTEÇA EM POSTOS COM A BANDEIRA PETROBRAS, PARA FORÇAR A BAIXA DOS PREÇOS.

A não ser que você goste de ser explorado. Aí., só Freud explica....





quinta-feira, 12 de maio de 2011

Quando o Flamengo perde não vende cerveja.


O time do Flamengo que tem a maior torcida do mundo e também a maior contra, jogou muito na noite de ontem, mas não conseguiu vencer ao time do Ceará. 

A torcida contra que quer que o Flamengo ganhe tudo ficou decepcionada e plagiando a torcida do Flamengo criou a “carroça desembestada”. Tudo que a torcida  do Flamengo inventa eles plajeiam, mas o trem sem freio não morreu, que digam os Vaiscaindo, os Tricovices e os Fogos que não queimam ninguém.

A torcida do Flamengo está satisfeita, não pode papar tudo! Tem que deixar  um pouquinho para os outros, afinal de contas o título mais importante do Flamengo é o de nunca ser rebaixado, tanto no campeonato Estadual ou no Nacional. 

“Dor de cotovelo é coisa séria” leva até ao suicídio.        

NÃO COMPREM GASOLINA NOS POSTOS PETROBRÁS

A campanha nacional na internet para que os proprietários de automóveis não comprem gasolina nos postos com a bandeira PETROBRÁS, começa a funcionar.

Mas não vamos afrouxar agora. Vamos continuar abastecendo nossos veículos em qualquer outro posto, menos nos postos Petrobras, para forçar a baixa do preço da gasolina

A BR Distribuidora reduziu hoje em 6% o preço da gasolina e em 13% o do etanol vendidos aos postos de gasolina.


A  subsidiária da Petrobras,  tem 7.000 postos no país, e a queda em seus preços vai forçar as demais distribuidoras a adotar o mesmo caminho, levando os postos de gasolina a repassar essa redução aos consumidor.

Sozinha, a gasolina respondeu por quase um terço da alta de 0,77% da inflação medida em abril pelo IPCA. Com o resultado, o IPCA acumulado em 12 meses chegou a 6,51%, ultrapassando o teto da meta oficial do governo.



Vamos continuar a campanha, até que a Petrobrás baixe ainda mais, e os demais postos entrem na guerra de preços.


Cuidado, não se deixem enganar com essa pequena queda nos preços. Se voltarmos aos postos Petrobras agora, a campanha vai pro brejo.


Lembrem-se que que o Paraguai, que não produz uma gota de petróleo, vende o litro de gasolina a UM REAL E VINTE CENTAVOS.

 

 

CNBB NÃO RECONHECE UNIÃO LEGAL ENTRE HOMOSSEXUAIS

 A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) distriuiu nota à imprensa, onde reafirma a condenação a união de pessoas do mesmo sexo e não reconhece a união legal aprovada pelo STF à revelia da Constituição Brasileira. Eis a nota, na íntegra:

"Nós, Bispos do Brasil em Assembleia Geral, nos dias 4 a 13 de maio, reunidos na casa da nossa Mãe, Nossa Senhora Aparecida, dirigimo-nos a todos os fiéis e pessoas de boa vontade para reafirmar o princípio da instituição familiar e esclarecer a respeito da união estável entre pessoas do mesmo sexo.

Saudamos todas as famílias do nosso País e as encorajamos a viver fiel e alegremente a sua missão. Tão grande é a importância da família, que toda a sociedade tem nela a sua base vital. Por isso é possível fazer do mundo uma grande família.

A diferença sexual é originária e não mero produto de uma opção cultural. O matrimônio natural entre o homem e a mulher bem como a família monogâmica constituem um princípio fundamental do Direito Natural. As Sagradas Escrituras, por sua vez, revelam que Deus criou o homem e a mulher à sua imagem e semelhança e os destinou a ser uma só carne (cf. Gn 1,27; 2,24).

Assim, a família é o âmbito adequado para a plena realização humana, o desenvolvimento das diversas gerações e constitui o maior bem das pessoas.

As pessoas que sentem atração sexual exclusiva ou predominante pelo mesmo sexo são merecedoras de respeito e consideração. Repudiamos todo tipo de discriminação e violência que fere sua dignidade de pessoa humana (cf. Catecismo da Igreja Católica, nn. 2357-2358).

As uniões estáveis entre pessoas do mesmo sexo recebem agora em nosso País reconhecimento do Estado. Tais uniões não podem ser equiparadas à família, que se fundamenta no consentimento matrimonial, na complementaridade e na reciprocidade entre um homem e uma mulher, abertos à procriação e educação dos filhos. Equiparar as uniões entre pessoas do mesmo sexo à família descaracteriza a sua identidade e ameaça a estabilidade da mesma. É um fato real que a família é um recurso humano e social incomparável, além de ser também uma grande benfeitora da humanidade. Ela favorece a integração de todas as gerações, dá amparo aos doentes e idosos, socorre os desempregados e pessoas portadoras de deficiência. Portanto têm o direito de ser valorizada e protegida pelo Estado.

É atribuição do Congresso Nacional propor e votar leis, cabendo ao governo garanti-las. Preocupa-nos ver os poderes constituídos ultrapassarem os limites de sua competência, como aconteceu com a recente decisão do Supremo Tribunal Federal. Não é a primeira vez que no Brasil acontecem conflitos dessa natureza que comprometem a ética na política.

A instituição familiar corresponde ao desígnio de Deus e é tão fundamental para a pessoa que o Senhor elevou o Matrimônio à dignidade de Sacramento. Assim, motivados pelo Documento de Aparecida, propomo-nos a renovar o nosso empenho por uma Pastoral Familiar intensa e vigorosa.
Jesus Cristo Ressuscitado, fonte de Vida e Senhor da história, que nasceu, cresceu e viveu na Sagrada Família de Nazaré, pela intercessão da Virgem Maria e de São José, seu esposo, ilumine o povo brasileiro e seus governantes no compromisso pela promoção e defesa da família.

Aparecida (SP), 11 de maio de 2011

Dom Geraldo Lyrio Rocha
Presidente da CNBB
Arcebispo de Mariana - MG

Dom Luiz Soares Vieira
Vice Presidente da CNBB
Arcebispo de Manaus - AM

Dom Dimas Lara Barbosa
Secretário Geral da CNBB
Arcebispo nomeado para Campo Grande - MS

Você está satisfeito com o seu vereador? Diretas já em 2012

A maioria das pessoas em qualquer cidade grande do Brasil não sabe responder a esta pergunta, pela mesma razão por que não sabe responder se está satisfeito com seu deputado. 

Cerca de 70 por cento dos eleitores não lembram em quem votaram para vereador ou deputado. Como esperar que se sintam representados por eles? Como controlar a qualidade do seu mandato?
Esta é uma das principais razões da baixa confiança dos brasileiros nos seus deputados e vereadores.

Isso é preocupante para o futuro da nossa democracia. Democracia não é só eleição – é divisão e equilíbrio dos poderes. Se o prestígio do poder Legislativo continuar caindo, corremos o risco de acabar num regime  à la Chávez, onde o Presidente da República, embora eleito diretamente, governa como um autocrata, anulando o Legislativo e sufocando a oposição.

Mas é possível mudar essa situação. No quadro atual, existe eleição direta de presidente, governador e prefeito, claro! O que nós podemos e devemos fazer é adotar eleições diretas também para vereador e deputado.

A verdade é que não temos eleições diretas para o Legislativo, e isso explica muito da distância crescente entre eles e as pessoas que deveriam representar.

Pense bem: quando você vota para vereador ou deputado, pode escolher um candidato, digitando seu número na urna eletrônica, ou pode simplesmente digitar o número de um partido. Acontece que, mesmo quando você escolhe um candidato, seu voto é computado também para o partido. Ele só irá efetivamente para o candidato que você escolheu se ele tiver votos suficientes para ser um dos eleitos pelo partido. Se não, seu voto será transferido para outro candidato mais votado do mesmo partido. Qual deles? Ninguém sabe, porque a transferência se dá por uma operação aritmética chamada “quociente eleitoral”.

Como a maioria dos eleitores, ou quase, vota num candidato que não vai se eleger, seu voto cai nessa vala comum, e aí perde qualquer identidade.

Pior ainda, de fato, é a salada mista de dezenas de siglas e centenas de candidatos nas eleições de deputado e vereador, principalmente, nos estados e cidades grandes.

O remédio para isso chama-se voto distrital.

Ele é um sistema eleitoral fácil de explicar e entender, e aí reside uma das suas grandes virtudes. Divide-se a cidade, no caso das eleições de vereador, em tantos distritos eleitorais quantos forem os vereadores a serem eleitos. Cada distrito elege um vereador. Ponto final.
Eleição mais direta que essa, impossível. Seu voto vai para um e somente um candidato. Ganha o que tiver mais votos. Exatamente como a eleição de presidente, governador, prefeito ou senador.

Com este detalhe importante: mesmo que o seu candidato não ganhe, aquele que for eleito tem obrigação de representar a todos do distrito. Todo mundo sabe quem é o vereador do seu distrito e pode saber o que ele fez ou deixou de fazer no exercício do mandato. Se ele trabalhar bem, você pode reelegê-lo. Se não, pode votar em outro.
Tenho falado do voto distrital em toda palestra ou reunião pública para a qual sou convidado. A reação das pessoas é sempre muito positiva. Como se tivesse “caído a ficha”: – Ah, então as eleições podem ser assim? Quase todos gostam da ideia. Então, por que não mudar?

Há um projeto de lei do senador Aloysio Nunes que prevê voto distrital para vereador nas cidades de mais de 200 mil eleitores – as mesmas onde pode haver segundo turno nas eleições de prefeito. Se o projeto for aprovado até outubro, poderia valer já para as eleições de 2012.

Para que isso aconteça, nós precisamos dizer ao Congresso que queremos ver o projeto aprovado.
Queremos eleições diretas já para vereador!

Vejo que essa ideia começa a ganhar a cabeça das pessoas. Acredito que ela pode ganhar as ruas – as praças, igrejas, faculdades, associações, partidos, todos os lugares onde as pessoas se encontram e conversam. Além da internet, claro, que é um espaço de encontro e discussão cada vez mais importante.

Já existe uma campanha online a favor do voto distrital. O site é www.euvotodistrital.org.br.

Outras iniciativas, com certeza, vão pipocar, na internet e fora dela. Eu vou divulgar e apoiar de todas as maneiras que puder.

E você? Pense no assunto e apoie também essa causa. Nossa democracia só tem a ganhar.

Quando o Flamengo perde não vende cerveja e o Brasil fica triste


 O time do Flamengo que tem a maior torcida do mundo e também a maior contra, jogou muito na noite de ontem, mas não conseguiu vencer ao time do Ceará. 

A torcida contra que quer que o Flamengo ganhe tudo ficou decepcionada e plagiando a torcida do Flamengo criou a “carroça desembestada”. Tudo que a torcida  do Flamengo inventa eles plajeiam, mas o trem sem freio não morreu, que digam os Vaiscaindo, os Tricovices e os Fogos que não queimam ninguém.

A torcida do Flamengo está satisfeita, não pode papar tudo! Tem que deixar  um pouquinho para os outros, afinal de contas o título mais importante do Flamengo é o de nunca ser rebaixado, tanto no campeonato Estadual ou no Nacional. “Dor de cotovelo é coisa séria” leva até ao suicídio.        

Votação do Código Florestal na Câmara é novamente adiada

Falta de quórum impede continuidade da sessão para votação do Código. Projeto deve voltar a ser discutido pelos deputados na semana que vem.         
Por falta de quórum, a Câmara dos Deputados não conseguiu votar o texto do novo Código Florestal no início da madrugada desta quinta (12). A votação já tinha sido adiada em outras duas ocasiões - nos últimos dias 4 e 10. Agora, tem previsão de ocorrer na próxima semana.

Após ser derrotada na tentativa de retirar o projeto da pauta, a bancada governista orientou os deputados a não registrar presença na sessão. Com isso, faltou quórum para que a sessão tivesse continuidade, mesmo com o plenário cheio.

Eram necessários pelo menos 257 deputados no plenário, mas, no momento da verificação do quórum, somente 190 registraram presença.

Depois de um dia inteiro de negociações e do anúncio de um acordo, a sessão para votação do Código se iniciou por volta das 22h. Primeiramente, o deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), relator do projeto, defendeu seu relatório da tribuna e, em seguida, o PSOL apresentou requerimento para retirada do projeto da pauta de votações.

Os líderes governistas estavam orientando as bancadas a rejeitar o requerimento, mas o líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), subiu à tribuna, por volta das 23h, e pediu aos líderes que mudassem a orientação - a fim de que o requerimento fosse aprovado e, por consequência, a votação do Código Florestal fosse adiada.

Mas, ao ser colocado em votação pelo presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), o requerimento acabou sendo rejeitado - ou seja, a sessão de votação do Código teria continuidade.

Nesse momento, uma manobra dos governistas levou ao encerramento da sessão. Foi pedida a verificação do quórum, e 190 deputados registraram presença eletronicamente. O mínimo necessário para que houvesse votação eram 257. Sem quórum, a sessão teve de ser encerrada.

"Não foi o governo que retirou [o projeto da pauta]. A maioria não queria votar. Por orientação dos líderes, a maioria dos que estavam presentes não apertou o botão para votar", declarou Vaccarezza após o encerramento da sessão.

Vaccarezza afirmou que fez o pedido para retirada de pauta do projeto porque somente na última hora o governo tomou conhecimento do texto do destaque que a oposição iria apresentar. "O governo não tem medo. Ele quer tempo para convencer os deputados. Muitos deputados tiveram acesso ao texto agora", afirmou.

O acordo

No acordo anunciado por Vaccarezza, por volta das 21h, o governo abria mão de tentar alterar um dos itens que causou maior divergência no texto do relator Aldo Rebelo (PC do B-SP): a exigência de recomposição da reserva legal para o pequeno produtor.

No caso das Áreas de Preservação Permanente (APPs), o acordo previa que o governo regulamentasse por decreto os cultivos permitidos em margens de rios.

Reserva legal é a área de preservação ambiental dentro das propriedades que deve ser preservada. APPs são os locais mais frágeis, como margens de rios e topos de morros.

O acordo também previa que a oposição apresentaria na sessão um único destaque, que contemplaria todos os pontos de divergência. Mas, ao apresentar o destaque, a oposição retirou do texto a possibilidade de o governo fazer por decreto a regulamentação dos cultivos em APPs.

Oposição

O líder do DEM, deputado ACM Neto, disse que o governo descumpriu acordo firmado entre os líderes. Segundo ele, a oposição apresentaria um único destaque com as mudanças sugeridas, e isso seria votado em plenário. "É uma quebra de acordo, um descumprimento grave do acordo", afirmou.

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), afirmou que líderes de todos os partidos e do governo fecharam acordo para votar o texto final do relator e a emenda da oposição. Mas, segundo ele, o regimento permite que líderes possam "usar esses instrumentos para viabilizar suas posições".

Negociações

Para chegar a um acordo sobre um texto que pudesse viabilizar a votação no plenário da Câmara, Vaccarezza reuniu líderes no gabinete da liderança do governo durante boa parte da tarde e final da noite desta quarta (11). Da Casa Civil, o ministro Antonio Palocci ficou em contato por telefone acompanhando em tempo real a evolução das negociações.

Deputados ruralistas, ambientalistas, da base e da oposição se revezaram nas conversações até que o governo decidiu não impedir a votação da isenção para pequenos produtores e estabelecer no papel a redação das culturas permitidas em APPs. Assessores dos ministérios envolvidos no debate do novo Código Florestal também acompanharam os debates.

Impasse para o Senado

Questionado no final da tarde se a estratégia do Palácio do Planalto seria jogar o impasse para o Senado, onde o novo Código Florestal também será analisado - conforme disse o líder do PT na Câmara -, Vaccarezza desconversou.

"O Senado, é uma discussão do Senado. Sou líder do governo na Câmara. Há concordância que o deputado Aldo Rebelo inclua no seu relatório que ficam isentas todas as propriedades de até quatro módulos. Essa não é a posição do governo. É uma posição da base e do relator.”

Vnews

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Projeto de requalificação do Aterro de Itariri ganha apoio de ONG

O projeto de requalificação do Aterro Sanitário do Itariri avança em nova etapa, e para garantir o cumprimento deste novo cronograma de ações emergenciais, secretários e técnicos da Prefeitura de Ilhéus se reuniram na manhã desta quarta-feira (11) com representantes da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam) e da ONG Compromisso Empresarial com a Reciclagem (Cempre) no salão nobre do Palácio Paranaguá.


Esta nova etapa, segundo explicou a representante da Conder, a arquiteta Luciana Marques, visa não só a retomada da finalização da construção do galpão no aterro, assim como de todas as outras ações estruturais e sociais iniciadas pelo projeto. “Dessa vez o projeto contará com o importante suporte da ONG Cempre, que vai disponibilizar equipamentos, graças à parceria mantida com a iniciativa privada, a exemplo de máquinas de prensa, empacotadeira, entre outras”. De acordo com o representante da ONG Cempre, Ivo Milani, a instituição, fundada em 1992, atua em todo o país, na promoção da reciclagem dentro do conceito de gerenciamento integrado do lixo.


O secretário municipal do Planejamento, Indústria e Comércio, Alisson Mendonça, destacou que houve grandes avanços no que diz respeito à área social e que esse esforço deve continuar visando beneficiar os principais “atores sociais” envolvidos neste processo que são os catadores. Atualmente, cerca de 130 famílias utilizam o aterro como fonte única de renda. Já o secretário de Meio Ambiente, Harildon Machado, propôs, durante a reunião, a formação de um grupo de trabalho, integrado pelas secretárias, para acompanhar e dar seguimento ao cronograma do projeto de micro aliança público-privada entre a Prefeitura Municipal de Ilhéus e os catadores de materiais recicláveis.


Entre as ações previstas no cronograma estão a realização de capacitação para ordenamento e valorização da atividade no galpão, o acompanhamento técnico e social dos catadores, a operacionalização do galpão, entre outras atividades. No próximo dia 20, uma audiência pública agendada para as 15 horas no auditório da Justiça Federal, centro de Ilhéus, para ampliar a discussão sobre o novo andamento do projeto junto com a sociedade civil organizada.

Participaram ainda da reunião o vice-prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre; os secretários Carlos Freitas (Desenvolvimento Urbano), Emenson Silva (Assistência Social e Trabalho), o chefe de Gabinete, José Nazal Soub, o vereador Tarcísio Paixão.
Ascom/Ilhéus
http://www.ilhéus.ba.gov.br/

Prefeito Azevedo analisa a presença do secretário estadual da saúde em Itabuna

Após visita do secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, na última terça-feira (10), o prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, torna públicas suas avaliações, para conhecimento da população. De um lado, ele enxerga como positivo o selar de convênios com o governo estadual. Destaca, sobretudo, o fato de, após mobilização dos deputados Luiz Argôlo (federal – PP) e de Augusto Castro (estadual – PSDB), a SESAB ter começado a se sensibilizar quanto ao fato de que “a Saúde de Itabuna precisa de mais recursos, porque vidas estão se perdendo”.

“Conforme a legislação do SUS, a gestão da Saúde é tripartite, é responsabilidade do Município, do Estado e da União; precisamos de investimentos para melhorar o serviço. O município de Itabuna está fazendo sua parte, os números mostram isso, mas precisamos que o Estado e a União, também arque com a suas responsabilidades. Esta é uma questão suprapartidária, estamos tratando de vidas e a vida é o maior bem que nós temos!”, argumenta o gestor.

Realidade do Hospital de Base

Capitão Azevedo admite que o aporte de recursos, mesmo ainda tímido, de R$497 mil para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães é um primeiro passo rumo a conquistas maiores. Ao avaliar a posição da Sesab de aumentar os recursos repassados à Santa Casa de Misericórdia, o prefeito declarou que espera da Secretaria Estadual da Saúde a mesma sensibilidade em relação ao HBLEM, que é 100% SUS.

Outro assunto abordado em Itabuna pelo secretário Jorge Solla foi a indicação de estadualização do Hospital de Base. Sobre tal proposta, o prefeito argumentou que ela não dá nenhuma garantia à solução dos problemas enfrentados pela unidade hospitalar, que na visão de Azevedo trata-se de injeção de recursos e não de gestão, já que, como é do conhecimento público, em diversas regiões do estado os hospitais administrados pela Sesab também enfrentam dificuldades. “Isso é uma clara evidencia de que não é uma particularidade do Hospital de Base de Itabuna, mas sim uma realidade estadual e nacional”.

Um passo para a Justiça

O gestor itabunense lembrou que o HBLEM atende a mais de 120 municípios e continua sendo referência para uma população de mais de dois milhões de habitantes. Portanto, ciente da realidade dos demais hospitais sob responsabilidade do estado, ele diz ficar “temeroso com a proposta da SESAB”. Além disso, ressalta ser uma realidade em todo o Brasil, inclusive uma postura defendida pelo Ministério da Saúde, a descentralização dos recursos. Isso porque “são os municípios que conhecem as demandas dos seus moradores”.


Por: Celina Santos reportagem: Osvaldo Bispo - Foto: Pedro Augusto – 11/05/2011

“São João nos Bairros” resgata tradição



O clima aconchegante do forró, num espaço onde caiba toda a família, para dançar, comer canjica e beber licor. Esse é o clima do projeto São João nos Bairros, iniciado no último domingo (8), no bairro Sarinha Alcântara, em Itabuna, numa realização conjunta da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, e a TV Santa Cruz. 

Segundo o secretário Carlos Leahy, a iniciativa se repetirá durante quatro finais de semana, ou seja, até o dia 28 de maio terá forró à vontade nos quatro cantos da cidade. “Esse projeto é um resgate do São João, uma alternativa de lazer para as famílias dos bairros palcos da festa e também da vizinhança”, analisa ele.

Leahy esclarece, ainda, sobre as responsabilidades da prefeitura e da TV nessa parceria. O governo encarrega-se, por exemplo, da limpeza do local onde ocorrerá a festa, ação a cargo da Sedur (Secretaria de Desenvolvimento Urbano), assim como da instalação de gambiarras, e da ordenação do trânsito, atividade pela qual se responsabiliza a Settran (Secretaria de Transporte e Trânsito). 

O trabalho de zelar pelo patrimônio público dos bairros onde vai rolar o forró fica sob o comando da Guarda Municipal, que conta com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, caso algum incidente aconteça. Ele evidencia, ainda, o papel do presidente das Associações de Moradores de Itabuna (AMI), Juscelino Nunes, mais conhecido como Pára-quedas, que auxiliou no chamamento da comunidade para se engajar nesse projeto. “Tomamos todas as providências para que o São João nos Bairros seja uma festa de família”, garante o secretário.

Quanto ao papel da TV Santa Cruz, ela está responsável, por exemplo, pela contratação das bandas que animarão a festa e pela organização das barracas, para que se instale uma verdadeira quermesse nos bairros. A televisão também fechou parcerias com empresas que asseguram a prestação de serviços vários durante o evento.

Programação
No próximo sábado, o forró terá como palco a lateral da igreja do bairro Ferradas. A festa será comandada pelas bandas Amor a Mais e Danado de Bom. Mas a programação também inclui apresentação do bloco junino Caipiras do Forró, Casamento na roça com o grupo de teatro Mensageiros da Arte e Apresentação de Quadrilha.

Para os demais finais de semana, aos domingos, está previsto que o “São João nos Bairros” aconteça no Califórnia e no Mangabinha. Quem é forrozeiro, portanto, aguarde e saberá quais as atrações dos próximos atos desse grande espetáculo junino. E viva o resgate da tradição!

 Por: Celina Santos Foto: Pedro Augusto – 10/05/2011

Inscrições para o vestibular 2011 da Madre Thais até 9 de junho


                A Faculdade Madre Thaís, de Ilhéus, está com inscrições abertas para o Vestibular 2011 até o dia 9 de junho. Os candidatos podem antecipar as inscrições e garantir participação no processo seletivo deste ano. Os interessados podem efetuar suas inscrições presenciais na nova sede da instituição de ensino, no Shopping Gabriela Center, ou no Sindicato Rural de Ilhéus, no centro, ou pela internet, no endereço www.faculdademadrethais.com.br. Estão sendo disponibilizadas vagas para os cursos de Administração e Enfermagem.

         Para este ano, a FMT traz como novidade a nova sede da instituição, mais confortável, moderna e ampla. A FMT – que até o final de 2010 funcionou na Piedade (Administração) e na antiga sede da Embratel (Enfermagem) – passou a ocupar a maior parte do Shopping Gabriela Center, localizada na avenida Itabuna. São 55 salas à disposição dos alunos e servidores, além de espaços para biblioteca, auditório, salas de integração e modernos laboratórios. No local funciona, além dos cursos de graduação, diversos cursos de pós-graduação. O que diferencia a FMT no mercado, na opinião de Isidoro Gesteira, mantenedor da instituição, é o compromisso que vai além do aprendizado de qualidade. “Preparamos pessoas para o cada vez mais disputado mercado de trabalho”, ressalta.

         Acessibilidade – A nova estrutura da FMT conta, além de salas modernas e bastante confortáveis, com um projeto de acessibilidade para pessoas com deficiência. Um elevador exclusivo para cadeirantes e acompanhante foi instalado. No Gabriela Center, a direção ainda prevê uma estrutura para abrigar a Empresa Júnior, uma associação civil sem fins lucrativos e com fins educacionais formada exclusivamente por alunos do ensino superior que visa atender as necessidades do curso de Administração. Já o curso de Enfermagem ganhará, em breve, uma espécie de Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para que os estudantes possam exercer, na prática, junto a população, os ensinamentos teóricos apresentados em salas de aula.

Por: Maurício Maron