Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

sábado, 16 de abril de 2011

HORA DE TRABALHAR? PERNAS PRO AR!!!!

A dez dias da Páscoa, o Supremo Tribunal Federal (STF) já está esvaziado. Três ministros da Corte, incluindo o presidente, Cezar Peluso, viajaram nesta semana para a Europa a fim de participar de congressos de Direito. Por causa do problema de quórum, o STF não conseguiu cumprir a previsão de concluir um julgamento sobre o piso salarial dos professores da educação básica.


Peluso e o ministro José Antonio Dias Toffoli estão em Portugal participando de um seminário em homenagem ao professor Jorge Miranda, na Universidade de Lisboa. Gilmar Mendes foi participar de um congresso internacional em homenagem ao jurista italiano Antonio D’Atena na Universidade de Granada, na Espanha.

De acordo com a assessoria de comunicação do STF, a ausência dos três ministros, que estão em viagem oficial pela Europa, não atrapalhou o funcionamento do tribunal nesta semana - tanto que, na quarta-feira, foram tomadas 18 decisões nas sessões do plenário e da 1.ª Turma. Na semana que vem, segundo a assessoria do tribunal, Peluso, Toffoli e Mendes já estarão de volta a Brasília.

Mas, como em todos os anos, na próxima semana não haverá sessões plenárias de votação, graças a uma lei aprovada em 1966 que determina o início do feriado da Páscoa na quarta-feira em toda a Justiça Federal.

RÉUS CONFESSOS

Dora Kramer - O Estado de S.Paulo
 
Reportagem de Leandro Colon, publicada ontem no Estado, confirma o que já se intuía: movimentam-se na Câmara as forças do corporativismo com vistas a deixar por isso mesmo o flagrante em vídeo da deputada Jaqueline Roriz recebendo R$ 50 mil do operador e delator do esquema que derrubou José Roberto Arruda do governo do Distrito Federal.

Argumentos: primeiro, na época (2006), Jaqueline era deputada distrital e, portanto, se delito houve foi anterior ao atual mandato, o que por si só justificaria o encerramento do caso. Segundo, como a defesa da acusada alega que o dinheiro era destinado a financiamento de campanha e o uso de caixa 2 é prática geral e corriqueira, nenhuma razão haveria para punir alguém que fez o que todo mundo faz.

O mais grave nem é o cinismo. É a enorme chance de que esse tipo de argumentação acintosamente infratora acabe mesmo prevalecendo e a deputada Jaqueline Roriz não apenas continue na posse de seu mandato como ainda saia da história como vítima do sistema, cuja correção, nas palavras de sempre, depende de uma "urgente" reforma política.  No momento, pelo que propõe o Senado isso seria feito mediante a reserva de uma parte do Orçamento para financiamento público de campanhas.


A banalização do malfeito se disseminou de tal maneira que se perdeu de vez a vergonha. Ao defender Jaqueline Roriz, deputados alegam que, se ela for punida por ato anterior ao atual mandato e se o uso do caixa 2 (admitindo-se como verdadeira a tese da defesa) for considerado motivo de cassação, abre-se um precedente perigosíssimo.

Qual o "perigo"? Simplesmente o de a ampla maioria do Legislativo se tornar passível de punição por infrações semelhantes.

A fim de evitar o risco, decreta-se que o errado é o correto a fim de se oficializar a impunidade ampla e irrestrita.

É inacreditável que não percebam que esse tipo de justificativa faz da Câmara um colegiado de réus confessos, no mínimo do delito de perda completa de autoridade moral para o exercício da autofiscalização no tocante ao decoro.
Dão razão, assim, aos que defendem a transferência dessa prerrogativa para o Poder Judiciário. E depois reclamam da "judicialização" da política quando a Justiça intervém em prol da preservação dos mandamentos da Constituição.

Se colar. O deputado Tiririca, muito defendido pelos arautos do incontestável, cego, surdo e mudo respeito à escolha do eleitor, em dois meses de mandato contratou amigos no gabinete e usou a verba auxiliar ao exercício do mandato (que foi obrigado a devolver) para pagar estadia de resort em Fortaleza.
Em tempo recorde expôs o analfabetismo político dos que votaram nele pensando com isso exprimir protesto à desqualificação do Parlamento.
Adaptou-se rápido às deformações da Câmara, onde a palavra de ordem parece ser desfaçatez.

O presidente da Casa, Marco Maia, o primeiro-secretário, Eduardo Gomes, e o deputado Romário, assim como Tiririca, precisaram ser duramente criticados para perceber o que naturalmente deveriam saber: que dinheiro público tem dono e requer zelo no uso.

Maia e Gomes abriram mão das diárias e passagens e Romário desistiu da viagem oficial à Espanha em meio à qual foi incluído na agenda um jogo entre o Real Madrid e o Barcelona.
Não há mérito no recuo, mas sobra demérito no fato de suas excelências optarem por fingir desconhecer regras básicas a fim de se locupletarem todas.

Controle social. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, enviou um ofício à presidente Dilma Rousseff sugerindo que a Presidência crie um grupo de trabalho exclusivamente para fiscalizar e acompanhar a aplicação de R$ 25 bilhões que o Estado investirá em obras para a Copa do Mundo de 2014.
Por ocasião dos Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro, o orçamento inicial era de R$ 300 milhões e os gastos finais ultrapassaram R$ 4 bilhões.


GASOLINA DE OURO


A taxação da gasolina no Brasil cria distorções com relação ao seu preço e faz com que o combustível, apesar de sair da refinaria da Petrobrás 25% mais barato do que de uma refinaria americana, chega ao consumidor muito mais caro do que qualquer posto de combustível das Américas. 

O brasileiro está pagando 57% de imposto sobre a gasolina.

Trocando em miúdos, a gasolina custa em Itabuna, preço cartelizado, R$ 2,89, sendo que, R$ 1,25 é o preço real do litro do produto, e o imposto R$ 1,64, é pago ao governo, de impostos.
Nós pagamos mais caro por um litro de gasolina, do que os ricos norte-americanos. Pagamos 70% a mais e 105% mais caro do que é cobrado na Russia, na China e na África do Sul.

Nas Américas, o Brasil possui o maior preço entre seus vizinhos, todos com taxações menores, a exceção da Venezuela, onde os fortes subsídios de Hugo Chávez, fazem com que o país, onde o litro da gasolina custa US$ 0,01 seja o mais barato do mundo.

Neste ranking mundial, países com reservas gigantescas, como a Arábia e a Líbia, estão entre os que apresentam o preço mais baixo do mundo, respectivamente com US$ 0,11 e US$ 0,14. 

Na outra ponta, os mais caros do mundo são a Turquia, com o litro da gasolina custando US$ 2,54 e a Eritéia, país africano que vive em conflito com sua vizinha Etiópia, e cobra pelo litro US$ 2,53.

Mas como “miséria pouca é bobagem”, a Fecombustíveis (Federação Nacional de Revendedores de Combustíveis) estima que se a defasagem da gasolina fosse repassada na íntegra para o consumidor, o preço chegaria 7% mais caro na bomba. 

Só tem uma solução para o brasileiro: deixar de comprar gasolina nos postos da Petrobrás, para forçar a baixa do preço do produto.
Compre em qualquer posto, menos no que tenha bandeira Petrobrás, pois a empresa pertence ao governo federal.

Com informações do jornal Estado


sexta-feira, 15 de abril de 2011

A herança maldita que Dilma deixou para os brasileiros — e até para Dilma — nos aeroportos

Lembram-se da campanha eleitoral, quando Dilma, com casaco de frio, aparecia no Chuí, extremo do Rio Grande do Sul, e Lula, no Oiapoque, extremo norte do Amapá? Os dois ligavam pólos opostos do que seria um verdadeiro canteiro de obras, uma revolução.

Duas áreas estavam particularmente afeitas à ministra Dilma Rousseff, mãe do PAC: energia e aeroportos. 

Pois é… Hoje, a Dilma que aparece em boa parte da imprensa é a competente implacável, sem paciência para desculpas. Então leiam o que segue:

Nove aeroportos não ficarão prontos para Copa 2014, diz Ipea

Por Álvaro Campos, no Estadão Online:
Dos 13 aeroportos brasileiros que receberão investimentos para modernização e aumento de capacidade, com vistas à Copa do Mundo de 2014, nove não ficarão prontos a tempo e um será finalizado no mês em que se inicia o campeonato - “se tudo der certo”. A conclusão é do estudo “Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações”, divulgado hoje pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Com base no tempo médio de uma obra de infraestrutura de transporte de grande porte no Brasil, e no estágio atual dos trabalhos em cada aeroporto, o Ipea concluiu que os aeroportos de Manaus, Fortaleza, Brasília, Guarulhos (SP), Salvador, Campinas (SP), Cuiabá, Confins (MG) e Porto Alegre não estariam prontos para a Copa de 2014. As obras do aeroporto de Curitiba podem ficar prontas até junho de 2014, “se tudo der certo”, diz o estudo. Essa previsão é otimista, porque não leva em conta problemas como um questionamento do Tribunal de Contas da União (TCU), por exemplo.

Para o Ipea, o aeroporto do Galeão (RJ) já está em obras e tem uma situação operacional adequada. As obras do novo aeroporto de Natal não têm previsão de conclusão, conforme dados da Infraero, e o atual aeroporto receberá investimentos para ampliar o terminal de passageiros, mas a capacidade não foi divulgada. 

De qualquer forma, segundo o Ipea, um novo aeroporto em Natal não ficaria pronto antes da Copa de 2014. E as obras no aeroporto de Recife se referem apenas à construção de uma torre de controle.
Mesmo se todas as obras forem concluídas até 2014, isso não quer dizer que a aviação civil brasileira voará em céu de brigadeiro. 

Levando em conta o crescimento da economia brasileira, o Ipea estima que o movimento de passageiros vai crescer em média 10% ao ano, chegando a 151,8 milhões de pessoas nos 13 aeroportos da Copa, durante o ano de 2014. Com as reformas, a capacidade dessas unidades será de 148,7 milhões. Dez aeroportos estariam em situação crítica, com taxa de ocupação acima de 100%.

“A análise do plano de investimentos para os 13 aeroportos da Copa sugere que as obras foram planejadas com subdimensionamento da demanda futura (…) O setor continua sendo planejado com o olho no espelho retrovisor, em vez de se preparar para 40 anos à frente”, diz o documento elaborado pelo Ipea. O instituto lembra que o governo federal assegurou à Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) R$ 5,6 bilhões para investir nesses 13 aeroportos, para um aumento de 57,4% na capacidade.
 
Como solução para o possível atraso, o Ipea sugere que o poder público poderia estabelecer procedimentos diferenciados em relação às obras de infraestrutura nos aeroportos, a fim de diminuir a demora na execução das diferentes etapas desse tipo de investimento. O instituto também menciona a participação da iniciativa privada. “A iniciativa privada investe recursos nos demais modais de transporte (rodoviário, ferroviário e aquaviário). Apenas para o setor aeroportuário não há investimentos privados”.

Consultada, a Infraero disse que desconhece as bases técnicas utilizadas no estudo do Ipea e não participou de qualquer discussão, “de modo que não pode fazer qualquer tipo de avaliação a respeito”.

Superlotação

O estudo do Ipea também traça um panorama dos 20 principais aeroportos brasileiros (não somente aqueles que serão usados na Copa). A pesquisa ressalta que, com o forte crescimento da demanda nos últimos anos, sem o respectivo aumento da capacidade operacional dos aeroportos, 14 desses aeroportos já funcionaram acima do limite em 2010.

Dos 20 maiores aeroportos do País, apenas três estavam em situação adequada no ano passado, ou seja, com taxa de ocupação inferior a 80%: Galeão (RJ), Salvador e Recife. Outros três estavam em situação preocupante, com taxa de ocupação entre 80% e 100%: Curitiba, Belém e Santos Dumont (RJ). A taxa é obtida a partir da divisão do número de passageiros movimentados pela capacidade do aeroporto.

Em 14 aeroportos a situação é crítica, com taxa de ocupação média de 187,15% no ano passado. A pior situação é do aeroporto de Vitória (taxa de ocupação de 472%), seguido por Goiânia (391%) e Florianópolis (243%). A lista dos aeroportos em situação crítica continua com Fortaleza (169%). Porto Alegre (166%), Confins-MG (145%), Viracopos-Campinas (143%), Brasília (141%), Cuiabá (133%), Guarulhos (130%), Congonhas (129%), Natal (127%), Maceió (119%) e Manaus (108%).

Em 2003, o número de passageiros nos 67 aeroportos brasileiros foi de 71,2 milhões. Em 2010, esse movimento saltou para 154,3 milhões de passageiros, um crescimento de 116,7%. Nesse período, o governo investiu R$ 8,79 bilhões em aeroportos e no controle do tráfego aéreo. Porém, o Ipea ressalta que a média de execução do programa de investimentos da Infraero foi de apenas 44% (ao se comparar os recursos autorizados com os realizados). “Isso aponta para a necessidade de inadiável aprimoramento na gestão empresarial da Infraero”, diz o estudo do instituto.

Preocupação
Nas últimas semanas, diversas autoridades brasileiras e internacionais têm mostrado preocupação em relação à situação dos aeroportos do País. Um deles foi o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB). Segundo ele, as demais obras necessárias para a Copa de 2014 estão seguindo o calendário previsto. “O único desafio para o qual não consigo enxergar a solução é a concessão dos aeroportos”, afirmou.

No final do mês passado, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, advertiu os brasileiros que o torneio será “amanhã”, e não “depois de amanhã”. Esta semana, o ministro do Esporte, Orlando Silva, afirmou que a presidente Dilma Rousseff vai anunciar “inovações” no sistema aeroportuário brasileiro logo após a sua viagem à China. Segundo ele, a modernização do sistema já começou, com a mudança de comando na Infraero e a escolha de Wagner Bittencourt de Oliveira para comandar a recém criada Secretaria de Aviação Civil.
Por Reinaldo Azevedo

WAGNER APOIA BADERNA

O governo da Bahia - leia-se Wagner - está apoiando totalmente os baderneiros do MST, que é um movimento ilegal, financiado há muito pelo governo petista, que tenta implantar no Brasil, um regime comunista ortodoxo.  Se vivessemos num país sério, o MST já deveria estar classificado oficialmente como guerrilha ou terrorismo.

De qualquer sorte, seguramente, são baderneiros de primeira grandeza.

O jornal A Tarde em editorial, diz que, enquanto mais de 11 milhões de pessoas em todo o Brasil passam fome, a Secretaria de Regorma Agraria do Estado da Bahia doa 600 quilos de carne e verduras por dia a tres mil baderneiros do MST, que ocupam desde o dia 11 passado a área externa do órgão, onde foram recebidos não por seguranças instruídos a contê-los, mas por dirigentes da SEAGRI, com dinheiro público proporcionando uma verdadeira farra subsidiada com os recursos arrecadados de quem trabalha.

Enfim, a guerrilha rural do Comandante Stedile invadiu a Secretaria da Agricultura e Reforma Agrária e foi F recebida com tapete vermelho.

Os 3.000 guerrilheiros estão recebendo lonas, banheiros químicos, água encanada, luz, telefone e 600 kg de carne por dia para churrasquear por conta dos contribuintes.

Já tem gente entre eles defendendo que o "abril vermelho" seja estendido pelo menos até o final de julho. Afinal de contas, trabalhar dá uma canseira.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Itacaré realiza ações de olho no turista da própria Bahia

Praias deslumbrantes, muita areia branca, sol durante quase todo ano, cachoeiras, esportes radicais, trilhas, culinária rica e balada para todos os gostos. 

Além de tudo isso, Itacaré é um dos poucos lugares do mundo que consegue reunir Mata Atlântica preservada, mar e rios.

Mas esse paraíso no sul da Bahia ainda é desconhecido por muita gente de outras regiões do estado. 

Por isso, a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo, está promovendo ações de marketing para divulgar o destino para moradores de localidades como Barreiras, Feira de Santana, Jequié, Serrinha, Vitória da Conquista e Juazeiro.

A divulgação regional do destino Itacaré começou por  Salvador, durante a Mostra do Destino Costa do Cacau, no Shopping Barra, entre os dias 7 e 10 deste mês. O evento reuniu representantes de secretarias de turismo dos municípios do sul da Bahia, empresários do setor e teve como parceiro o Sebrae.

De acordo com a secretária de Turismo de Itacaré, Diana Quadros, nos próximos meses o destino será divulgado nas regiões de Feira de Santana, Vitória da Conquista e Jequié. “Sabemos que tem muitas pessoas que moram nesses municípios que ainda não conhecem os atrativos de Itacaré. Por isso, vamos levar informações sobre o destino”, conta Diana.  

Além de 16 belas praias, o turista tem entre as opções fazer um rafting nas corredeiras no distrito de Taboquinhas e passeio de canoa pelo Rio de Contas. O mais cauteloso pode reservar um tempo para conhecer à cachoeira do Tijuípe.

Por causa dos atrativos, por diversas vezes o município do sul da Bahia foi recomendado por publicações estrangeiras. Em 2008, o jornal norte-americano “New York Times” destacou Itacaré como um dos 53 lugares do mundo que valem a pena serem visitados. Naquele ano, foi o único do Brasil incluído na lista dos pontos turísticos mais badalados do planeta.

Ifba de Ilhéus deverá entrar em funcionamento no próximo semestre


A unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), construída na rodovia Jorge Amado (BR-415), em Ilhéus, deve entrar em funcionamento no segundo semestre deste ano. A informação foi dada na manhã desta quinta-feira (14) pela reitora da instituição, professora Aurina Santana, durante audiência concedida pelo vice-prefeito do município, Mário Alexandre. Além de acertar os últimos detalhes para o início das atividades da escola técnica, a reitora também aproveitou o encontro para apresentar ao governo municipal dois membros da equipe que vai trabalhar em Ilhéus:        o diretor-geral José Roberto Costa e a diretora de ensino Roseana Leite.

Na oportunidade, o vice-prefeito Mário Alexandre destacou a importância do Ifba para o setor educacional de Ilhéus e, consequentemente, para o futuro da juventude do município. “Com a vinda desta unidade, materializamos um sonho antigo da nossa população. Com ela, teremos um ensino técnico-profissional de qualidade visando atender às principais demandas profissionais existentes no mercado de trabalho”, comentou. Durante a reunião, Mário Alexandre garantiu à reitora Aurina Santana, atendendo orientação prévia do prefeito Newton Lima, que as últimas contrapartidas assumidas pela Prefeitura serão cumpridas no menor espaço de tempo possível. “Para isso, dentre outras medidas, estaremos visitando, com a presença do nosso prefeito, a unidade do Ifba na próxima terça-feira (26), a partir das 15 horas”, informou.

A unidade do Ifba de Ilhéus possui 11 salas, laboratório de informática, auditório, biblioteca, refeitório, banheiros, estacionamento e espaços administrativos. Numa segunda etapa, prevista para ser iniciada a partir do ano que vem, deverá ser construído um amplo e moderno ginásio de esportes. Entre os cursos previstos, definidos durante a realização de duas grandes audiências públicas, destacam-se, entre vários outros, os de informática, segurança do trabalho, eletroeletrônica e licenciatura em informática. Realizada no gabinete do prefeito, no Palácio Paranaguá, o encontro também contou com a presença dos secretários municipais da Educação, Lidiney Campos; da Segurança, Transporte e Trânsito, Marcelo Barreto; da Infraestrutura, Marconi Queiróz; e da Administração, Antônio Bezerra.

Reestruturação - Em todo o país, após uma ampla reestruturação, os Centros de Educação Federais, conhecidos antigamente como Cefets, transformaram-se em Institutos Federais de Educação Tecnológica. As unidades visam oferecer educação profissional e tecnológica em todos os níveis e modalidades. A instituição opera desde a formação básica, passando por cursos de nível médio, até a graduação e pós-graduação. Atualmente, dispõe de graduações, como Administração, Engenharia Elétrica e Engenharia Industrial Mecânica, e de pós-graduações, como mestrado em Engenharia Mecânica. 

A Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, no Estado da Bahia, instituiu-se no ano de 1910, a partir da instalação da primeira Escola de Aprendizes Artífices, na cidade de Salvador, oferecendo cursos nas oficinas de alfaiataria, encadernação, ferraria, sapataria e marcenaria. A Escola funcionou no Centro Operário da Bahia, no Pelourinho. Posteriormente, passou para o Largo dos Aflitos e, após 16 anos, em 1926, teve a sua sede inaugurada no Barbalho, passando a contar também com oficinas nas áreas de artes gráficas e decorativas. 

No decorrer dos anos, a instituição de ensino técnico passou por algumas modificações, recebendo, inclusive, outras denominações, como Liceu Industrial de Salvador, em 1937; Escola Técnica de Salvador (ETS), em 1942; Escola Técnica Federal da Bahia (ETFBA), em 1965; e Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia (Cefet-Ba) a partir de 1993, resultado da fusão entre o Centec (Centro de Educação Tecnológica da Bahia) e a ETFBA. Finalmente, a partir de 2008, a entidade recebeu o nome de Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba).

Ascom/Ilhéus

Produtores querem recursos da CAR para agricultura familiar


        O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, José Marcelino promoveu, no Centro Administrativo Firmino Alves, um encontro com lideranças de 11 associações de pequenos produtores ligados à agricultura familiar e de dois assentamentos de reforma agrária para discussão de projetos produtivos no valor de até R$ 160 mil encaminhados através da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional - CAR.

        Ele destacou para os agricultores a necessidade da elaboração de projetos, inclusive com o apoio de técnicos da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente e as normas para encaminhamento da respectiva documentação através das entidades representativas dos pequenos produtores.

        Para Marcelino, a CAR hoje é um importante parceiro da Prefeitura de Itabuna, que vem desenvolvendo graças à sensibilidade política do prefeito Azevedo uma ampla articulação com diversas entidades de produtores e órgãos do governo do Estado e da União, visando o desenvolvimento de projetos em diversas áreas.

        No caso dos recursos da CAR para investimentos produtivos, eles serão direcionados para a produção de doces, de frutas cristalizadas e beneficiamento de matérias primas agregando assim valor à produção local. A parceria foi discutida com o diretor executivo da CAR, José Vivaldo Mendonça Filho.

A Secretaria da Agricultura também oferece suporte a programas como o da Produção e Aquisição de Alimentos (PAA), em parceria com o Ministério da Agricultura, além de outros projetos de fortalecimento da Agricultura Familiar.
       
A parceria entre a Prefeitura e a CAR foi elogiada pelo agricultor Jorge Caldas Schaun, da Associação de Produtores de Mutuns – Associação Reviver, que começou a cuidar da documentação exigida e vem discutindo com agricultores daquela localidade as opções de investimentos produtivos e para a captação de recursos. 

Por: Kleber Torres Fotos:Juarez Nunes 14-04-2012   

Governo da Bahia faz eleitor de besta

A exemplo da eleição anterior, o governador da Bahia, petista, Jaques Wagner fez do eleitor menos instruído de besta. Entre esses, estão os professores da rede estadual, servidor públicos e policiais.


Na campanha da eleição, através das grandes mentiras o Governo prometeu aumento salarial a todas essas categorias. Aumento, que não veio até o dia de hoje.


O resultado ai está, professores das universidades do estado em greve, policiais parando constante o trabalho e os cartórios uma verdadeira aberração. Uma falta de respeito ao cidadão (a) que paga seus impostos em dia.

E por cima ainda vem pedágio. Para onde vai o dinheiro da indústria de multas, do IPVA, imposto da gasolina, etc?

No sul da Bahia, uma das regiões mais prejudicada do Estado nada tem. O centro de convenções de Itabuna, suas obras estão paralisadas há mais de seis anos Na obra já foi injetado um investimento de 3,5 milhões, recursos que com a ação do tempo estão sendo levados pelo tempo.

Faltam recursos para o Hospital de Base,onde o povo morre a mingua. Manutenção das rodovias intermunicipais, do sul da Bahia não existe, Por exemplo o trecho Itabuna/Ibicaraí está quase intrafegável, enfim, não vem indústrias, não vem nada...

 As industrias de chocolates instaladas pelo governo, tipo cooperativa não disseram para o que veio. Estamos recebendo que a do município de Ibicaraí não tem dinheiro, nem para comprar um saco de cacau para moer.

É, essa a Bahia que você quer? Não seja mais enganado!   E os professores continuam em greve, prejudicando milhares de estudantes...

MORRE JOÃO AZEVEDO


 O empresário João Azevedo Leal, internado há dias no Hospital São Lucas, em Itabuna, morreu ontem , por volta das 19 horas, vítima de câncer, doença contra a qual lutava há mais de dois anos.

João Azevedo Leal tinha 55 anos e era irmão do Prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo e do Diretor Financeiro da Emasa, Juscelino Azevedo Leal.

Capitão Azevedo, que estava em Brasilia, retornou às pressas a Itabuna, para velar o corpo do irmão que está no SAF.

O enterro acontecerá hoje à tarde, mas até o momento da redação desta nota (08:40 am) ainda não tínhamos a informação do local onde o corpo será enterrado, nem mesmo o horário.

ATENÇÃO: A família acaba de informar que o sepultamento será hoje (14)  no cemitério de Itabuna, às 3 horas da tarde.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

“Minha Casa, Minha vida” divulga nova
lista de beneficiários em Itabuna

Na última segunda-feira (11), foi divulgada uma lista de 691 prováveis contemplados na quarta remessa do programa “Minha Casa, Minha Vida” em Itabuna. Eles têm até a próxima sexta-feira (15) para comparecer à Casa do Bolsa Família (Travessa Juarez Távora, nº 32, bairro São Caetano), munidos de documentos (RG, CPF, Certidão de Casamento ou Nascimento). 

O atendimento é das 8 às 14 horas.“Esses documentos têm que ser tanto do beneficiário quanto do companheiro”, ressalva Márcio Abreu, diretor de Combate à Pobreza da Secretaria Municipal da Assistência Social. Ele explica, ainda, que esse novo rol é fruto de visitas realizadas pelo referido programa e dos cadastros daí decorrentes. 

A lista, vale lembrar, está disponível no site da prefeitura (www.itabuna.ba.gov.br) e em todos os postos de saúde da cidade. “Quem ainda não possui inscrição no Cadastro Único, o mesmo cadastro de beneficiários do Bolsa Família, terá que levar os documentos originais de todos os maiores que moram na casa – RG, CPF, Título de Eleitor, Carteira de Trabalho e comprovante de residência (conta de energia elétrica); dos menores só é preciso levar a Certidão de Nascimento ou RG; quem já tem o cadastro deve levar só RG, CPF, Certidão de Casamento ou Nascimento do beneficiário ou companheiro”, orienta Márcio Abreu.

Previsão de entrega

O programa “Minha Casa, Minha Vida”, iniciativa do governo federal, prevê a entrega dos primeiros 1.360 apartamentos no próximo mês de junho. “Desse total, 992 estarão no bairro São Roque e 368 no Califórnia”, detalha o diretor, acrescentando que está prevista a construção de ao todo cinco mil unidades

Podem ser beneficiárias do citado programa pessoas com renda familiar de até R$1.395. Conforme Márcio Abreu, ainda no dia 15 de abril (sexta-feira) será aberto cadastramento no site da prefeitura para quem ainda não está em nenhuma lista ou não foi localizado pela equipe do programa de Combate à Pobreza. Dia 18, 19 e 20 de abril, inclusive, haverá cadastro na Casa do Bolsa Família. 

O público-alvo desse procedimento presencial, esclarece o diretor, são “as famílias extremamente pobres”. Elas deverão levar, para se cadastrar, os seguintes documentos: RG, CPF e NIS (Número de Inscrição Social).

Suge
SAGCS/PMI - Texto e reportagem: Celina Santos - Fotos: Pedro Augusto 13-04-2011