Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

sábado, 22 de janeiro de 2011

Mutirão da Emasa mobiliza funcionários

Alfredo e Juscelino
Após o teste com muito sucesso para a ampliação do novo sistema de água tratada neste sábado (22) a Emasa providenciou um grande mutirão para a limpeza de sua Estação Principal, no bairro São Lourençoa que é também uma preocupação no combate a dengue. 
Galera da Emasa com a mão na obra, liderada por Barão
 O mutirão foi coordenado pelo presidente da Emasa, Alfredo Mello que está muito alegre com a ampliação da água, juntamente com o prefeito Capitão Azevedo para a população de Itabuna que tanto sofre com a falta do precioso líquido, que agora sofrerá uma trégua.
Mostrando serviço











Para que o mutirão fosse realizado a Emasa mobilizou cerca de cem funcionários de diversos setores, além de caminhões e máquinas que facilitaram o trabalho, drante todo dia  de sábado (22), quando o ambiente  com a presença de Alfredo Mello e dos diretores: Juscelino Leal, Jorge Neves e Marcus Habib, se resumiu em uma grande confraternização. .
 




 
Segundo o Presidente Alfredo Mello, ao lado do diretor-financeiro da Emasa, Juscelino Leal, Marcus Habib e Jorge Neves, esse trabalho será estendo as outras unidades da empresa. 

O diretor Juscelino ao lado de Fabiane, que comandou uma das equeipe de trabalho
No desenvolvimento dos serviços, o setor de segurança do trabalho, a equipe ficou sob a responsabilidade do técnico Reginaldo Souza e o nosso estagiário Fábio Bulhões que, diga-se de passagem, faz um excelente trabalho.   

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Emasa amplia sistema de água tratada em Itabuna

Eta-01
        O governo municipal acaba de dar um importante passo na busca da solução definitiva do problema de abastecimento de água para a população itabunense.        Graças a um investimento de R$ 28 milhões, através de uma parceria entre os governos municipal e federal, a captação de água foi ampliada de 600 para 900 litros por segundo, melhorando significativamente o abastecimento para uma cidade com 200 mil habitantes.

Os recursos permitiram a construção de uma adutora ligando a Estação de Captação e Tratamento de Nova Ferradas à Estação de Tratamento de Água (ETA), no bairro São Lourenço, com apoio de cinco novas bombas – duas na captação do rio Cachoeira e outras três unidades de 300 cavalos para bombeamento a partir da ETA de Nova Ferradas até a unidade de tratamento e distribuição em Itabuna

        Para o prefeito Capitão Azevedo o problema de distribuição de água que atingia toda a cidade foi praticamente solucionado. ”Os bairros que tinham um grande intervalo de tempo para receber água serão beneficiados com a diminuição das manobras. Haverá também uma maior regularidade na distribuição da água em toda a malha urbana, e a população verá a água chegar a sua torneira”.

        Outro aspecto destacado pelo prefeito foi a retomada da capacidade de desenvolvimento econômico do município. “Nesse momento abrem-se as perspectivas de crescimento para a economia da cidade com a possibilidade da chegada de indústrias, que dependiam da água como insumo. Assim eu vejo o progresso sendo implantado de modo O presidente da Emasa, Alfredo Melo, agradeceu o apoio do prefeito e reafirmou a importância do aumento da captação de água para a economia da cidade. “Em apenas dois anos a equipe do capitão Azevedo está dando esse presente que é a ampliação da distribuição da água. Acredito que até o fim deste ano muitas indústrias estarão chegando a Itabuna procurando se instalar no caminho da água. Tenho certeza que muito mais emprego e renda virão com isso”.geral em nossa cidade”, argumentou.
Alfredo, Azevedo e Jorge Neves
      
        A população não precisa se preocupar com a qualidade da água, segundo Melo, pois ela é bombeada de um ponto do Rio Cachoeira acima de Nova Ferradas, uma porção do rio que não apresenta poluição. Além disto, ao chegar à estação, esta água é tratada adequadamente antes de ser bombeada à população.

        Para garantir a qualidade da água que chega à população, a Emasa opera com 138 pontos de amostras de onde é coletada água diariamente para analise laboratorial, verificando inclusive se a quantidade de flúor e cloro está dentro dos padrões exigidos pelo ministério da saúde.

        O presidente chamou ainda atenção para os cuidados que a população precisa ter com os seus reservatórios. “Ao chegar às casas essa água precisa ser bem armazenada, livre de resíduos, ratos, de sujeira em geral. Tendo uma caixa d’água limpa e vedada nós garantimos a qualidade da água” assegurou.

        Ele crê que resolvidos esses problemas a luta será pela construção da barragem, que segundo Melo, terá uma reserva que irá manter a vazão do Rio Cachoeira e vai eliminar o odor que fica na cidade em épocas de estiagem prolongada. “Com isso o fornecimento será regular para as indústrias e para a população”, complementou.

        “A barragem é mais uma etapa desse projeto, começa agora o nosso clamor, nosso sonho, isso por ordem do capitão que pediu que revíssemos o projeto e conversássemos com os fazendeiros para buscar parceiros. Tenho certeza que o governo do estado, que assumiu a responsabilidade de construir a barragem através da SERB, venha  a licitar essa obra essencial”, afirmou Melo.

Próxima Etapa

Habib, diretor técnico da Emasa
        O diretor técnico da Emasa, Marcos Habib considera a ampliação da captação como um grande avanço na melhoria do abastecimento de água para a população de Itabuna e na redução do número de manobras, o que será sentido nos próximos meses pela comunidade. 

        Ele alerta para a necessidade de construção da barragem visando assegurar o armazenamento de água nos períodos de estiagem prolongada, uma obra que depende do governo do Estado.

            Para Jorge Menezes, diretor de planejamento da Emasa, o passo mais importante já foi dado. “Agora começaremos a pensar nos projetos de ampliação de rede, ramais e adutoras em loteamentos que têm casas, mas ainda não têm acesso ao suprimento de água”.

Por:Mariana Carvalho - Foto: Vinícius Borges – 21/01/2010

Leia mais: www.itabuna.ba.gov.br 

Sisu: AGU vai recorrer de liminar da Justiça do RJ

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Educação, a Advocacia-Geral da União (AGU) vai recorrer da liminar da Justiça do Rio de Janeiro que prorroga as inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) até o dia 26 de janeiro para estudantes daquele estado. A AGU também pedirá dois dias de prazo para se adequar o sistema à decisão imposta, visto que o mesmo não consegue isolar apenas os estudantes do Rio de Janeiro. Além disso, isolar os mesmos configuraria quebra da isonomia, pelo fato do concurso ser nacional, segundo o MEC

.

O Sisu teve as inscrições encerradas às 23h59 desta quinta-feira, 20, e o número de estudantes cadastrados ultrapassou a marca dos 2 milhões de candidatos. Porém, a Justiça do Rio de Janeiro concedeu liminar prorrogando o período de inscrições para o Sisu até o dia 26 deste mês para estudantes cariocas.

O Ministério da Educação (MEC) ainda avalia uma forma de atender a decisão judicial, visto que o sistema Sisu não consegue isolar apenas os estudantes do Rio de Janeiro. Além disso, isolar os mesmos configuraria quebra da isonomia, pelo fato do concurso ser nacional, segundo o MEC. A instituição informou em nota que dará cumprimento à decisão liminar.

SisuO Sisu é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação, por meio do qual as instituições públicas de educação superior participantes selecionam novos estudantes exclusivamente pela nota obtida no Enem. O processo seletivo do Sisu a ser realizado no primeiro semestre de 2011 selecionará candidatos a vagas para ingresso em cursos no primeiro semestre e, em algumas instituições, também para o segundo semestre de 2011.

Participaram do processo seletivo 2011/1 do Sisu 83 instituições de ensino superior, sendo 39 universidades federais, 05 universidades estaduais, 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e uma instituição isolada. A lista das instituições participantes e dos cursos oferecidos pode ser consultada no portal do Sisu.
Pelas regras do Sisu, o estudante pode se inscrever em até dois cursos - um deles deve ser selecionado como primeira opção.

Quem for aprovado no curso de primeira opção, é automaticamente retirado do sistema. Caso não faça a matrícula na instituição para a qual foi selecionado, perde a vaga. O estudante que for selecionado para a segunda opção ou não atingir a nota mínima para nenhum dos dois cursos escolhidos pode permanecer no sistema e ser convocado nas chamadas seguintes, a critério da instituição de ensino.

Coordenador de TI do MEC é exonerado

Setor é responsável pelos sistemas do ministério, como a página de acesso às notas do Enem e o Sisu

Por: Carlos Lordelo - Estadão.edu
O coordenador-geral de Infraestrutura da Diretoria de Tecnologia da Informação do MEC, Cláudio Crossetti Dutra, foi exonerado do cargo na terça-feira, 18. A exoneração foi publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União. É a segunda baixa no ministério desde que os resultados do Enem 2010 foram divulgados, há uma semana. O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Joaquim José Soares Neto, também deixou a função.

Senha. Os resultados do Enem 2010 foram divulgados na noite da quinta-feira, 13, em um sistema que estreou com falhas. A maior parte dos estudantes não conseguiu acessá-lo porque a senha aparecia como inválida. Em um dia, dos 1,2 milhão de candidatos que conseguiram ver suas notas, metade pediu recuperação de senha. O procedimento, demorado, esgotou a paciência dos jovens, que também tentavam falar com o Inep por telefone, mas sem sucesso. Houve casos de participantes do exame que só receberam uma nova senha dias depois.

Notas. Muitos dos que tiveram acesso aos resultados relataram que as notas do segundo dia de prova não foram informadas e a redação foi anulada. No boletim desses candidatos, aparecia um traço no lugar das notas de linguagens e códigos e de matemática, e redação constava como anulada. Após protestos e reclamações que chegaram até a Justiça, o MEC divulgou somente ontem o motivo pelo qual o estudante teve seu texto anulado.

Sisu. No domingo, as inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que usa as notas do Enem 2010 para preencher 83.125 vagas em instituições públicas de ensino superior, também começaram com muita lentidão e algumas falhas. Estudantes passaram o dia enfrentando dificuldades para acessar o site, que às vezes travava no meio do procedimento ou mostrava mensagens de erro.
Naquele dia, o MEC admitiu, por meio de sua assessoria de imprensa, que o Sisu estava "lento" e apresentava "alguma instabilidade", registrando picos de 600 acessos por minuto. O ministério afirmou que candidatos faziam consultas excessivas, deixando o sistema ainda mais sobrecarregado. Para tentar contornar a dificuldade de acesso ao site, na segunda-feira o MEC limitou o tempo que cada estudante poderia ficar conectado ao sistema a 20 minutos. Também tirou o site do ar por 30 minutos, para uma manutenção extraordinária.

Dados cruzados. Quando o Sisu voltou a funcionar, mais problemas. Candidatos estavam tendo acesso a dados de outros alunos no site, como nome e opção de curso. Segundo o MEC, os estudantes não tinham, no entanto, possibilidade de fazer alterações. A falha voltou a ocorrer às 6h de terça-feira, por quatro minutos, em razão da troca de outro equipamento da rede destinado a melhorar a capacidade do sistema.
Adiamento. O prazo de inscrições no Sisu se encerraria na terça-feira, e havia candidatos que ainda não tinham conseguido fazer suas opções de curso. Uma decisão judicial contra reserva de vagas feitas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) provocou, por tabela, o adiamento do Sisu para as 23h59 de ontem.

Especialistas. Mas o sistema continuou a enfrentar problemas por excesso de acessos. Especialistas da área da computação acreditam que um planejamento mais adequado da demanda evitaria problemas como o que aconteceu com a página do Sisu. "Provavelmente a demanda de acessos foi subdimensionada. Para resolver, precisaria ou de um aumento do número de máquinas onde estão alojados os programas ou um aumento do prazo de inscrição, para distribuir os acessos", disse o professor de engenharia de sistemas eletrônicos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) Márcio Lobo Netto.

"Parece que faltou se programar. Esse tipo de serviço precisa de equipamentos robustos. A questão é que isso custa caro", afirmou João Paulo Papa, professor de computação da Universidade Estadual Paulista

(Unesp). / COLABOROU LUCIANA ALVAREZ
Estadão.com.br

EMASA faz primeiro teste do novo sistema de água tratada


O itabunense pode ficar mais alegre, pois a Emasa realizou oficialmente com a presença do Prefeito Capitão Azevedo, diretores e funcionários, o seu primeiro teste visando à ampliação do novo Sistema de Água Tratada de Itabuna, o que passará dos atuais 600 litros por segundos, para 900 litros por segundos.

NOVO SISTEMA

O novo sistema funcionará através de uma adutora de 600 milímetros, com extensão de 12 quilômetros ligando a captação da ETA do bairro Nova Ferradas (Rio Cachoeira) a ETA matriz localizada no bairro Nossa Senhora das Graças de onde a água tratada é distribuída para toda a cidade.     

TESTES
Alfredo Mello, Jorge Neves, Habib e Azevedo
O teste que foi realizado com muito sucesso na tarde de ontem (20) contou com as presenças, além do prefeito, com o diretor-presidente Alfredo Mello, Marcus Habib, diretor técnico e Jorge Neves diretor de extensão da empresa.    

Vice-campeão mundial de Jet Sky fará apresentação na baía do Pontal no encerramento da XIV Regata Salvador-Ilhéus


 
A XIV Regata Salvador-Ilhéus, uma das mais tradicionais competições náuticas da Bahia, confirmada para acontecer entre os dias 18 e 20 de fevereiro, não terá como atrações apenas velejadores experientes e corajosos que enfrentarão 15 horas de mar e cerca de 120 milhas marítimas. O vice-campeão mundial de Jet Sky, Bruno Jacob, confirmou presença em Ilhéus e fará, no domingo da competição (dia 20), uma apresentação radical na baía do Pontal que poderá ser apreciada pelo grande público. 

O objetivo, segundo os organizadores, é incentivar a prática de atividades náuticas em Ilhéus que, anos atrás, já foi destaque internacional com o remo, e mostrar a potencialidade da baía para a prática esportiva. O baiano Bruno Jacob, de 23 anos, é considerado um dos mais talentosos pilotos de Jet Sky da atualidade e promete uma série de manobras radicais em sua apresentação em Ilhéus.  
 
Serão três dias de festa no litoral da Bahia. Antes da apresentação do vice-campeão mundial de Jet Sky, velejadores das duas cidades disputarão a Regata Salvador-Ilhéus, dando um colorido especial ao litoral ilheense, ponto de chegada da prova. Nesta edição será também realizado o III Delta Trophy, uma competição paralela que terá a participação de velejadores que venceram a prova por três vezes consecutivas para ter a posse definitiva do troféu Delta Trophy. A Regata Salvador-Ilhéus é considerada a uma das mais exaustivas competições náuticas da Bahia. 

De acordo com o calendário elaborado pelos organizadores, a competição terá início às 13 horas do dia 18 de fevereiro, com saída da base do Iate Clube da Bahia, em Salvador. A chegada deverá ocorrer em Ilhéus, a partir das 5 horas da manhã do dia seguinte, no Ilhéus Iate Clube. Neste mesmo dia, está prevista uma feijoada com a presença dos participantes, autoridades e imprensa regionais, seguida da premiação.

Os interessados em participar desta feijoada vip poderão adquirir a camisa através da M21, pelo telefone 73 3231-2100 (Marcella Benedictis). A Regata Salvador-Ilhéus, que será encerrada com a apresentação de Jacob, conta com o apoio do Aratu Iate Clube, Ilhéus Iate Clube, Federação dos Esportes Náuticos do Estado da Bahia (Feneb) e Capitania dos Portos.

Por: Maurício Maron

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Sobe para 765 número de mortos na região serrana do Rio de Janeiro

O total de pessoas fora de suas residências é de 13.830, sendo 7.780 desalojados (que estão em casa de amigos ou parentes) e 6.050 desabrigados (que perderam suas casas e estão em abrigos).
Da Redação

Rio de Janeiro – O último boletim da Defesa Civil estadual, divulgado no final da manhã desta quinta-feira (20), registra um total de 765 mortos no estado do Rio de Janeiro por causa dos temporais que atingiram a região serrana na passada semana.

O município com maior número de mortes é Nova Friburgo, com 357, seguido por Teresópolis, 323, Petrópolis, 64, e Sumidouro, 21.

O total de pessoas fora de suas residências é de 13.830, sendo 7.780 desalojados (que estão em casa de amigos ou parentes) e 6.050 desabrigados (que perderam suas casas e estão em abrigos).

Petrópolis registra 3,6 mil desalojados e 2,8 mil desabrigados. Nova Friburgo tem 3.220 desalojados e 1.970 desabrigados, e Teresópolis, 960 desalojados e 1.280 desabrigados.

Chuvas deverão diminuir

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê para esta quinta-feira chuvas fortes e rajadas de vento nos estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná e Minas Gerais. No Rio de Janeiro, a previsão é de céu claro a parcialmente nublado com chuvas isoladas na região serrana do estado.

Em Minas Gerais, 84 municípios decretaram situação de emergência. Foram registrados até hoje 16 mortes, 16.957 desalojados, 2.594 desabrigados e 78 feridos no estado. O tempo para o dia de hoje será nublado com pancadas de chuva e trovoadas em toda a região.

Segundo o Inmet, a tendência esta semana é de diminuição das chuvas no estado do Rio de Janeiro, que deverão passar a ser passageiras, típicas de verão, com a temperatura máxima de 36 graus Celsius.

Saulo Pontes novamente no DERBA

Na tarde desta quarta-feira (19) ficou definido que o atual superintendente do DNIT-BA, Saulo Pontes, será o novo a diretor geral do Derba.
.
Saulo é presidente do PR de Itabuna e bastante ligado aos deputados Felix Mendonça (DEM), e José Carlos Araújo (PDT).
.
Segundo informações, a indicação foi técnica, já que Saulo já trabalhou no DERBA na gestão “carlista” e realizou um excelente trabalho, assim como no DNIT.

 Fonte: Politicos do Sul da Bahia 

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Indústria de refrigerantes anuncia investimento de R$ 25 mi em Itabuna

Uma oportunidade excelente para gerar 350 empregos diretos e atrair mais investimentos para Itabuna, assim o prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo definiu o resultado da audiência em que recebeu  o empresário Roberto Anselmo Kautsky Júnior, diretor administrativo e financeiro da Coroa, uma indústria de refrigerantes que opera há quase 80 anos no Espírito Santo e pretende ampliar sua linha de produção na Bahia. O projeto prevê um investimento de R$ 25 milhões.

        O prefeito destacou que uma empresa deste porte significa um incremento nas receitas de ICMS do município, como também oportuniza novos negócios para fornecedores de produtos e serviços: “O que tem todo o apoio do governo municipal, que vai oferecer uma área para instalação do projeto e sua implementação no mais curto espaço de tempo”.

        Ao salientar a ação do governo como indutor do processo de desenvolvimento, ele citou como exemplo as obras de reurbanização realizadas na avenida Cinqüentenário, que se fortaleceu como um polo de comércio, com lojas agora espalhadas ao longo de toda a sua extensão.

        O secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Carlos Leahy elogiou o empreendedorismo do grupo Coroa que pretende se associar ao desenvolvimento de Itabuna implantando uma indústria de refrigerantes e de envasamento do sucos com embalagens tetrapak, gerando centenas de empregos diretos e indiretos.

        Ele explica que a unidade vai ocupar uma área de 50 mil metros quadrados cedida pela prefeitura: “Nós também pretendemos discutir e negociar com o governo do estado a questão dos incentivos fiscais oferecidos a um projeto deste porte”, complementou.

        O empresário Roberto Anselmo Kautsky Júnior a escolha de Itabuna para o projeto levou em conta o seu potencial econômico e a posição de liderança que ocupa como um grande pólo regional de comércio, serviços e indústria.

        A implantação do complexo logístico do Porto Sul, Ferrovia Oeste-Leste e os investimentos privados  direcionados para a região também foram levados em conta no projeto, que deve atrair outros empreendimentos de fornecedores de serviços de informática, logiística, mecânica e transportes, movimentando toda uma cadeia produtiva.

        O empresário considerou proveitoso o encontro com o prefeito, evidenciando a boa receptividade do governo muncipal, que tem como prioridade a política de geração de emprego e renda. 

        Observou ainda, que este é o primeiro investimento industrial do grupo Coroa na Bahia, onde já opera com revendas na região extremo Sul: “Somos uma marca forte, conceituada no Espírito Santo, onde atuamos há 78 anos e investimos agora num projeto de expansão da unidade de refrigerantes e de sucos”, argumentou.
Por: Kleber Torres - Fotos: Pedro Augusto  17/01/2011   

Leia Mais: www.itabuna.ba.gov.br 

Chega a 711 número de mortos na Região Serrana do Rio


ADEUS TICO-TICO!


Ex-árbitro de futebol e proprietário de um dos estabelecimentos comerciais mais antigos de Itabuna, Raimundo Pereira Borges, o “Tico-Tico”,  de 86 anos, faleceu na manhã desta terça-feira, 18, no Hospital Calixto Midlej Filho. Ele se encontrava internado há 30 dias.

A lanchonete Tico-Tico, hoje administrada por seus filhos, funciona no mesmo local, a Rua Almirante Tamandaré, há 61 anos. É um daqueles lugares pitorescos, do quilate do ABC da Noite e do Café Pomar, que fazem parte da vida e da história de muitos itabunenses.

O corpo do ex-árbitro está sendo velado no SAF e o seu sepultamento acontece, hoje (19) às 9:00 horas, no Cemitério do Campo Santo da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

Centenas de amigos estão, neste momento, lhe dando o último adeus. Foi um grande desportista de Itabuna, principalmente na época de ouro de nossa Seleção Amadora.

Fonte de informação: RádioJornaldeItabuna.com.br

Marina Silva assume Secretaria Social

Solenidade no Gabinete do Prefeito


Tendo uma larga experiência no setor social e sendo uma das principais articuladoras para eleger o Capitão Azevedo à Prefeitura Municipal em sua campanha, assumiu ontem (18) a Secretaria do Bem Estar Social em Itabuna  a senhora Marina Silva, substituindo Rebouças Formiglli.

 O ato de posse bem concorrido por Marina ser uma pessoa muito querida, aconteceu às 16:00 horas no Gabinete do Prefeito Municipal, que em seu discurso destacou a integridade moral do Secretário que saia e informou que Marina Silva ocupava o cargo por indicação do deputado eleito, Coronel Santana, que também estava presente ao evento.

Ainda participaram do ato de posse da nova secretária o Deputado Estadual. Jurandir Oliveira, que doou um trator para a Secretária de Agricultura do Município, os vereadores, Milton Gramacho e Raimundo Pólvora, além de diversos outros secretários do município,  autoridades e presidentes de Associações de Moradores.      

Trator
Após a solenidade de posse de Marina, o deputado Jurandir  Oliveira, entregou ao Prefeito, Capitão Azevedo a chave de um trator que será integrado a Secretaria da Agruicultura. O Secretário Antonio Marcelino ficou muito agradecido.   
 
Fotos :Adeildo Marques

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Governo Federal: Desapropriação da área Norte de Ilhéus marcada por farpas e agressões


Praia Norte, Paraiso do Atlantico
Foi marcada por tumulto, vaias, gritos, troca de farpas, a reunião que tinha por objeto a discussão sobre a desapropriação da área onde será instalado o Complexo Intermodal no litoral norte do município de Ilhéus.

O espaço onde aconteceu a reunião na Associação Comercial  de Ilhéus foi pequeno para acomodar o número de participantes, principalmente os residentes na localidade de Paraíso, do Atlàntica uma das áreas envolvidas com as desapropriações.

Especial por: Lívia Magalhães

Sobe para 667 o número de mortos na região serrana do Rio

Localidades de Teresópolis ficaram destruídas após as fortes chuvasAdicionar legenda
  Foto: Reinaldo Marques/Terra
Uma semana após as fortes chuvas que atingiram a região serrana do Rio de Janeiro, as autoridades ainda contabilizam mortos. Na manhã desta terça-feira, a Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil informou que foram contabilizadas 667 vítimas. De acordo com o último levantamento, 314 mortes eram de Nova Friburgo, 276 de Teresópolis, 58 de Petrópolis e 19 de Sumidouro.


Os números da secretaria, entretanto, não contabilizam para São José do Vale do Rio Preto três mortes confirmadas pela Defesa Civil municipal. O balanço do Estado também não confirma uma morte em Bom Jardim, registrada pela Polícia Civil.
De acordo com a secretaria, 6,4 mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas em Petrópolis, 5.190 pessoas em Nova Friburgo e 2.240 em Teresópolis.

Chuvas na região serrana
As fortes chuvas que atingiram os municípios da região serrana do Rio nos dias 11 e 12 de janeiro provocaram enchentes e inúmeros deslizamentos de terra. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu cerca de 300 mm em 24 horas na região.
Terra

Veja a revolta de um taxista carioca sobre as enchentes e a inércia das autoridades:

O Novo Presidente da Câmara de Itabuna atende empresários


 O vereador, novo presidente da Câmara Municipal de Itabuna Rui Machado esteve ontem (17) à noite na tradicional reunião da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna.

Colocando-se como independente, pois chegou ao cargo mantendo dialogo com os seus colegas Rui Machado reconhecendo as “maracutias” daquela Casa Legislativa o que gerou uma CEI disse que quer moralizá-la.

Para isso, após uma explanação discorrendo sobre as realizações das eleições para a escolha da Mesa Diretoria solicitou aos empresários e a sociedade de um modo geral apoio para que isso aconteça. Ressaltou que todos os culpados serão punidos pelo Ministério Público e até mesmo cassados; “eu estou lutando para isso”.

Os diretores da ACI, através do seu assessor jurídico, advogado Erivaldo Benevides queixaram-se da aprovação do novo Código Tributário do Município, onde algum caso as tarifas tiveram majoração até de 300% e as emendas deles apresentadas foram seque anotadas para apreciações.

A respeito Rui Machado ficou de rever a situação, após aconselhar os empresários a entrarem com uma representação Jurídica.   

O presidente da ACI, Eduardo Fontes agradecendo a presença do Presidente da Câmara firmaram uma parceria para que as reivindicações dos empresários sejam levadas em considerações, inclusive a criação de um projeto de lei para que o horário do comércio de Itabuna seja estendido.   
Fotos: Geraldo Borges

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Obras do canal resistem bem ao volume de água que caiu em Itabuna


 
        As chuvas intensas que caíram nas últimas 48 horas em Itabuna, com o registro de 94 milímetros, segundo a unidade de meteorologia do Cepec – entre a noite de domingo 16 e a manhã de segunda-feira 17 foram registrados 29,4 milímetros – serviram de teste para as obras do Canal do Lava-Pés.

        O projeto é executado através de uma parceria entre a Prefeitura de Itabuna e o Ministério da Integração Nacional, com um custo final estimado em R$ 12,8 milhões.

        Segundo o diretor adjunto de projetos e engenharia da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Marcos Fontes, a secção já concluída, com 350 metros de extensão mostrou resistência, ajudou a melhorar o fluxo da água, facilitando a vazão e evidenciando um bom volume de armazenagem.

        Ele considera que a ocorrência das chuvas não tem impacto num possível atraso das obras, influindo apenas na suspensão momentânea do trabalho durante a sua ocorrência e no período de escoamento das águas, que fluem com rapidez. 

        Marcos Fontes observa que as obras já receberam o equivalente a 56% dos recursos para a sua execução, que é facilitada com o uso de módulos pré-moldados servindo de gabaritos para as formas de concreto.
Por: Kleber Torres Fotos: Pedro Augusto  17-01-2011  
Leia Mais:
www.itabuna.ba.gov.br 

Número de mortos na tragédia das chuvas passa de 640

Rio - Subiu para 641 o número de vítimas fatais na tragédia das chuvas, que levou morte e destruição a cinco municípios da Região Serrana do Rio desde a madrugada de quarta-feira. De acordo com boletim divulgado pela Polícia Civil, já foram resgatados 292 corpos em Nova Friburgo, 271 em Teresópolis, 55 em Petrópolis, 19 em Sumidouro e quatro em São José do Vale do Rio Preto. Já foram identificados 590 mortos.
Um balanço da Defesa Civil estima que 8.120 pessoas estão desalojadas e 5.970 desabrigadas nas três cidades mais afetadas pelas chuvas: Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.

 Bombeiros resgatam três corpos de uma família em sítio no Centro de Nova Friburgo | Foto: Fernando Souza / Agência O Dia

Ainda pode chover forte na Região Serrana do Rio, pelo menos até quarta-feira. Segundo o Climatempo, a formação de nuvens carregadas pode levar mais chuva aos municípios atingidos pelo temporal da semana passada. De acordo com o instituto, como a terra está encharcada e os rios estão com níveis elevados, o risco de novos desmoronamentos e transbordamentos permanece elevado nas próximas 48 horas.

O governo federal divulgou neste domingo um balanço das ações realizadas na Região Serrana. De acordo com a Secretaria de Comunicação Social (Secom), 586 militares estão na região Serrana auxiliando no socorro às vítimas.
O Ministério da Defesa deslocou também para o local 12 helicópteros, 74 viaturas, três ambulâncias e duas retroescavadeiras. As Forças Armadas montam ainda um hospital de campanha e disponibilizaram um gerador e uma torre de iluminação para os municípios atingidos.

O Ministério da Saúde enviou à região atingida sete toneladas de medicamentos e insumos, além dos 50 funcionários de hospitais federais no Rio que atuam nos municípios atingidos como voluntários.
A Integração Nacional disponibilizou 4.000 barracas de lona para as vítimas, enquanto o Ministério do Desenvolvimento Social encaminhou 8.000 cestas de alimento de alimento para os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo e Areal.

Segundo o balanço, há ainda um reforço da Força Nacional de Segurança, que enviou 80 bombeiros, 130 policiais e 15 peritos para a região atingida.
Região Serrana enfrenta a pior catástrofe de sua história

Castigada por um temporal que fez chover em 24 horas mais do que era esperado para todo o mês, a Região Serrana do Rio enfrenta desde a noite da terça-feira 11 de janeiro a pior catástrofe natural do Brasil. Com o número de mortos, desabrigados, desalojados, feridos e desaparecidos, a tragédia já superou o registrado em janeiro do ano passado, em Angra dos Reis e, em abril, na capital e Niterói.
Localidades inteiras foram soterradas por lama no município de Teresópolis. No bairro Caleme, uma represa da Cedae transbordou por causa da tromba d’água, provocando o deslizamento de encostas sobre casas e carros. Em Nova Friburgo, três bombeiros que seguiam para resgatar vítimas quando o carro onde estavam foi soterrado por uma avalanche.

Petrópolis também sofreu devastação em diferentes pontos. O Distrito de Itaipava foi o mais atingido. O soterramento de uma casa na localidade Vale do Cuiabá matou 12 pessoas de uma mesma família. Corpos foram recolhidos por moradores e depositados às margens de um rio à espera de resgate. Sumidouro e São O Dia

Marcelo Soares o cabeça criativa do rádio


Um grande nome do rádio grapiúna
Marcelão, no Itabunão
Nascido em Itapetinga, cidade do médio-oeste da Bahia, “terra firma e de gado forte”, no dia 14 de abril de 1970, filho da senhora Eugênia Lina Santana e Luis Soares de Melo, já falecido. Ela nascida na cidade de Canavieiras, sul da Bahia e ele em Itabuna, portanto ambos grapiúna, o radialista Marcelo Soares hoje um dos maiores nomes do rádio da região, chegou a esta cidade com apenas 13 anos, de idade em 1983, logo após o passamento do seu Pai.

Luta de vida
Seus primeiros empregos em Itabuna foram como auxiliar mecânico e mecânico. Prestou serviços também em uma Cerâmica, amassando barro para confecção de potes e vasos, ainda para se manter e ajudar a renda familiar, numa época difícil vendeu jujú, doces e salgados (sonhos/pasteis), como ambulantes pelas ruas e avenidas desta cidade.

Trajetória profissional
Em 1984, conseguiu colocação como off-boi de lojas, logo, logo passando a ser vendedor Entre as lojas podemos citar: a Rio Sul Calçados (extinta), Passarela Calçados, onde ficou por muito tempo e aonde chegou a gerencia e na Babylândia, empreendimento, este, que mais tarde foi adquirido por sua esposa e Marcelo Soares passou a ser empresário.

Família
Com todo esse trabalho para ajudar no orçamento familiar, devido às grades dificuldades financeira da época, Marcelo Soares nunca deixou seus estudos para trás. Tem como irmãos Marcos Soares (o mais velho), que também é um dos grandes nomes do rádio itabunense (Túnel do tempo/RD), Márcia, Mércia (Rede Aleluia) e Monica Soares, são os seus irmãos.  

Estudos
Iniciou seus estudos ainda em Itapetinga na Escola Popilla Espinheira. Já em Itabuna estudou nos colégios, IMEAM e no CISO, época em que o professor Josué Brandão ainda era vive e vereador de Itabuna. Estudou também no Colégio Estadual de Itabuna quando concluiu o seu ensino médio (segundo grau), mas não teve oportunidade de ingressar em faculdade.

Seu ingresso no rádio
 Marcelo Soares disse que o seu ingresso no rádio aconteceu por acaso, pois ele não tinha nenhuma vocação e, enfatizando que seu irmão Marcos Soares ingressou primeiro na Rádio Jornal na equipe de Ramiro Aquino, integrada por: Jota Hage, Robério Menezes, Jota Borges, Iêdo Torres Nogueira, através do incentivo, de seu primo o radialista Magnobaldo Ribeiro, informou ainda que Marcos ingressou na emissora como Rádio Escuta, o que também mais tarde aconteceu com ele em 1987, quando ingressou na extinta Rádio Clube de Itabuna, hoje Nacional pelas mãos do radialista Nivaldo Reis.

O primeiro emprego em comunicação
 Mas seu ingresso no rádio, diz Marcelo contou muito com o incentivo e a influencia do seu irmão Marcos Soares, “o repórter do binóculo”. Na Rádio Clube, “Marcelão” como é carinhosamente chamado por seus amigos e colegas de profissão,  aprendeu os seus primeiros passos no rádio ao lado de Sansão e outros “cobras” da época, o que contribuiu para que Marcelo Soares fosse hoje um grande profissional da comunicação grapiúna.

As dificuldades da época
 De lá para cá, se tornando um grande profissional, Marcelo diz que para chegar onde estar às dificuldades encontradas foram grandes “Pois naquela época, lógico, o que não ocorre hoje, para se ingressar no rádio às exigências dos diretores das emissoras eram grandes e os testes muito difíceis”.

Contrato Difusora
Contratado pela Rádio Difusora, em 1990 onde só permaneceu por seis meses, no mesmo ano ingressou na Rádio Jornal permanecendo por sete anos, atendendo convite do experiente radialista e jornalista  Waldeny Andrade que hoje reside na cidade de Ilhéus.

Afastou-se do rádio
Depois desse período quando adquiriu com muita luta experiência no rádio, Marcelo se afastou das emissoras por mais um período, o que durou sete anos, para atender os seus negócios ao lado de sua esposa.

Retorno ao rádio
O retorno aconteceu em 1997, quando ingressou, desta vez, na Rádio Nacional, não ficando por muito tempo, pois foi logo, novamente, contratado pela rádio Difusora para uma campanha política do ex-prefeito Fernando Gomes em 2004 e permanece, com muito sucesso, até os dias de hoje.

Cabeça Criativa
Marcelo Soares que no momento é o chefe de programação da RD é considerado pelo águia do rádio Orlando Cardoso como “o cabeça criativa do rádio itabunense”, devido as grandes inovações “do Marcelão” dentro das peças publicitárias para a programação da emissora.  

Ontem e hoje
Sobre a diferença do rádio de ontem para o de hoje, Marcelo destaca a menor credibilidade, “pois naquela épica os profissionais eram mais esmerados pela classe patronal que exigia mais, cobrava mais” informando que para ele ter acesso ao microfone passou dois anos como “rádio escuta”, ressaltando que em qualquer deslize do iniciante ele era logo corrigido ou orientado pelos diretores da emissora. “Hoje essas cobranças não existem mais, o que faz perdemos um pouco a qualidade e credibilidade”, mas acredita na nova geração que está chegando devido aos vários cursos de comunicação ministrados pelas faculdades. 

Agradecimento
A respeito do seu progresso no rádio; “louvo a Deus que me deu esse dom” ao mesmo tempo gratificado em trabalhar na Rádio Difusora “que vem mantendo a sua audiência há 15 anos e, é líder na região, que me abraçou e me deu a oportunidade”. Marcelo ressalta que todo esse progresso da emissora faz deste momento a sua melhor época no rádio. 

Liberdade
“Tudo isto porque a emissora me deu a liberdade para trabalhar e para criar os meus textos, e graças a Deus, o meu trabalho vem sendo bastante reconhecido por todos os meus colegas, diretores e ouvintes da nossa emissora, deixando transparente uma grande união da nossa equipe, o que nos ajuda bastante”.

Família
 Casado com Maria Inês Barbosa Andrade de Melo, pai de Vanessa Soares de 17 anos, Marcelo Soares, considera o eixo Ilhéus/Itabuna uma grande escola da comunicação com os novos profissionais que estão chegando da UESC e outras faculdades da região. Acredita ainda no retorno da credibilidade. Com sua experiência adquirida, com muita luta, aconselha aos novos que estão chegando, ouvir o rádio, o máximo que puder e fazer leitura diária, não deixando de procurar sempre crescer ouvindo mais. E, acima de tudo ser humildade; “O principal caminho é por ai” diz o experiente Marcelo Soares.