Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

LANÇAMENTO DE LIVRO “FLORES PARA UM MUNDO MELHOR” ACONTECE NA TV ITABUNA.

O escritor e esposa
 “O  perfume das flores e dos frutos tem essência divina: eleva o nosso espírito; e a bondade é como a flor, fica bem em qualquer lugar” são mensagens do novo livro do Jornalista e escritor, cidadão itabunense,  João Batista de Paula, o Battisti Bulcão, intitulado “ Flores para um mundo Melhor”, que será lançado nesta sexta-feira, dia 8,  na TV Itabuna, no programa “Hoje em Foco”  de Nanda Galvão, das 10 às 12 horas. Em seguida, uma dezena dos livros serão doados à Biblioteca Plínio de Almeida, no bairro conceição, para que os estudantes e outros leitores  tenham acesso aos mesmos.

O jornalista apresenta no livro  “ Flores para um Mundo Melhor”,  seis etapas de como preparar uma IKEBA ao modo Japonês. Segundo ele, a arte da ikebana surgiu no século 14 no Japão como forma de ofertas aos deuses nos altares budistas. No Brasil a arte das flores surgiu em 1962, quando foi criada a Associação Brasileira de Ikebana.

“ A estética, a simplicidade e a beleza do arranjo floral desperta nossa gratidão. O Ikebana tem que estar sorrindo para as pessoas, olhando para nós com sua simplicidade e beleza”, diz o jornalista que, recentemente,  participou de curso de Ikebana em São Paulo.

Campanha - Battisti afirma, ainda, que “ quem oferece flores conquista as pessoas e desperta a gratidão delas”. Segundo ele,  as flores, os animais, as folhas , os rios, os pássaros, os insetos, os peixes e outros animais não podem deixar de ser admirados como obras extraordinárias da arte divina, do Grande Arquiteto do Universo, mas o homem é, inegavelmente, a obra-prima do criador”.

No livro o jornalista  lança uma campanha denominada “ Bem viver”. Trata-se da campanha de valorização pela vida, onde ele defende  que as homenagens aos cidadãos , a honra e a graça alcançadas pelo bem praticado, todos recebam em vida e não depois de mortos. 
Foto: arquivo

Nenhum comentário: