CARNAVAL DE ITABUNA

Não jogue lixo no Rio Cachoeira, ele é o nosso maior patrimônio natural.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Gilberto Santana quer implantação de restaurante universitário na UESC

O deputado estadual coronel Gilberto Santana (PTN) encaminhou ao governador Jaques Wagner pedido para implantação do Restaurante Universitário na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), na Rodovia Ilhéus/Itabuna. De acordo com o deputado, os alunos do Campus Soane Nazaré de Andrade, da UESC viajam diariamente para poder estudar. Alguns, vem de localidades da região com até 100 Km, tomando como parâmetro as cidades de Almadina e Coaraci e muitos passam o dia sem almoçar. "Daí a reivindicação da implementação, implantação e funcionamento do Restaurante Universitário no sistema bandejão, mediante subsídios. Pelo visto, este sistema vai oferecer refeições em valores subsidiados por recursos do Governo do Estado através da Secretaria Estadual da Educação e da Uesc", avaliou o parlamentar.

O sistema de restaurante em questão, desta forma, vai beneficiar todos os estudantes, cujo subsídio será estendido aos alunos de graduação e pós-graduação devidamente matriculados e com frequência regular, em especial aos alunos de menor poder aquisitivo, residentes em outros municípios que enfrentam as dificuldades de horários de transportes. Importante ressaltar a notícia no sentido de que já existe o espaço para o restaurante dentro da própria UESC, contendo mobiliário, máquinas, utensílios, outros objetos e instrumentos indispensáveis ao seu funcionamento, tudo pertencente a Universidade Estadual.
Coronel Gilberto Santana destaca ainda que a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) serve de referência com o pleno funcionamento do Restaurante Universitário subsidiado. "De igual modo, funcionam os restaurantes da UNICAMP, dentre outros, como desejam os alunos da UESC", enfatizou. "Não poderia deixar de registrar, buscando pesquisa sobre a sua história, em breve síntese, que a UESC é uma instituição de ensino superior brasileira, surgida na década de 1960 integrada às Faculdade de Direito de Ilhéus, Faculdade de Filosofia de Itabuna e a Faculdade de Ciências Econômicas de Itabuna, fundadas em 1961 e a última em 1966. Mas, somente em 6 de dezembro de 1991 foi estadualizada, pois o governo do Estado incorporou a escola particular FESPI ao quadro das escolas públicas de 3º grau da Bahia", concluiu o parlamentar.

Da Assessoria do Deputado

 Por: Chico Ferreira 
Foto: Arquivo


Nenhum comentário: