Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

sábado, 14 de agosto de 2010

A GRANDE IMPRENSA NÃO PUBLICOU



A grande imprensa parece que não tem nenhum compromisso com a família. Ou então acha que crianças de 10 anos "transar" é o supra sumo da modernidade.
Não fossem os blogs, e muita coisa nesse país passaria completamente desapercebida. Leiam esta informação postada no blog de Julio Severo:



O que você acha de o governo distribuir camisinhas para crianças de 10 anos nas escolas?
Pois é. Esse é o projeto que o Ministério da Saúde está desenvolvendo nas escolas públicas. A máquina corruptora, desenvolvida pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IF-SC), foi entregue nesta terça-feira (10 de julho), em Brasília. Uma equipe de “pesquisadores” apresentou o protótipo. O programa do Ministério da Saúde também irá aproveitar um projeto de João Pessoa, na Paraíba.

A instalação do equipamento nas escolas tem despertado muitas opiniões favoráveis do governo, de ONGs sustentadas pelo Estado e da mídia igualmente comprada. A opinião dos pais e mães, cuja maioria se opõe aos esforços do governo de erotizar ainda mais crianças e adolescentes, é literalmente jogada para debaixo do tapete pelo governo e seus aliados gananciosos.

De início, escolas de Florianópolis, João Pessoa e Brasília receberão a máquina, mas a intenção do governo é expandir para todas as escolas do Brasil. Alunos a partir de dez anos terão uma matrícula e receberão da escola uma senha para terem acesso gratuito às camisinhas, pois uma das prioridades do governo é o pleno prazer sexual de crianças e adolescentes.




 

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Atendimento Hospitalar SUS em Itabuna pode fechar

Hospital Manoel Novais
A Gestão Plena da Saúde que pertencia ao Município de Itabuna foi transferida para o Estado, em novembro de 2008, no que tange a atenção de média e alta complexidade para os munícipes de Itabuna e toda a população referenciada de 121 municípios, abrangendo uma população aproximada de 3.000.000 de pessoas, tendo a Secretaria de Saúde do Estado firmado compromisso de suprir as necessidades desta população sem prejuízos à mesma. Entretanto o Estado não disponibiliza recursos suficientes para que os prestadores de serviços tenham condições adequadas para realizar os atendimentos contratados, quanto mais os necessários.

Neste contexto, a região Sul da Bahia esta perdendo uma de suas maiores conquistas, outrora tida como referência em saúde no Estado. “Nem as razões que levaram a perda do comando único estão sendo apuradas, nem as ações para a retomada desta condição estão evoluindo entre o gestor municipal e o estadual. A razão principal alegada para a perda da gestão plena – o não pagamento aos prestadores – continua sem solução, tendo os prestadores, mais uma vez, sacrificado sua gestão orçamentária para manter as unidades abertas”, é o denunciado em documento da sociedade civil organizada enviado ao Ministério da Saúde, em novembro de 2009.

Hospital de Base
O sistema de regulação atual é considerado burocrático e dificultou o acesso aos serviços, principalmente por que o regulador estadual não se comunica com o usuário, nem com os prestadores, mas tão somente com os gestores municipais, cujas quotas de atendimento alegam ser restritas. As estruturas hospitalares encontram-se deficitárias, descapitalizadas e com dificuldade para realizar o volume de atendimentos a elas encaminhados.

O Hospital de Base, por exemplo, com 208 leitos, todos SUS, recebe atualmente do Estado uma verba mensal de R$1.500.000,00 (hum milhão e quinhentos mil reais), seu papel preponderante na rede é de principal porta de entrada para as emergências por trauma, encontra-se com um passivo de R$30.000.000,00 e já não tem crédito para adquirir os insumos necessários para o seu funcionamento. “Inexiste higiene adequada nas dependências, Serviço de Nutrição, aparelhos como respiradores, tomógrafo, materiais básicos e medicamentos, chegando ao cúmulo de não ter seringas para aplicação de injeções. Há muito tempo os médicos têm que decidir quem vive e quem morre”, relatou o médico e representante do Corpo Clínico do Hospital de base Luís Eduardo Magalhães, Cristiano Conrado.

Tal realidade pode atingir a todos, do mais rico ao mais pobre, da classe A a classe D, pois qualquer cidadão ao ser resgatado de um acidente na região será encaminhado automaticamente ao Hospital de Base e quando chegar as portas daquela instituição, apenas como ser humano, a vida não irá esperar outra remoção. “Os recursos devem estar lá disponíveis para salvar qualquer cidadão e seus respectivos entes queridos. Presentemente morrem cerca de 70 pessoas, mensalmente, que poderiam estar vivas caso o hospital tivesse a adequada condição de suporte aos atendimentos”, acrescentou Cristiano.

A situação “caótica” em que se encontra aquela Instituição foi amplamente denunciada aos órgãos competentes, a exemplo da Secretaria de Saúde do Estado, Ministério Público Estadual e o CREMEB, tendo este último promovido vistoria naquela unidade de saúde, a pedido do seu corpo clínico, que ameaça paralisar a atividade em decorrência da total falta das mínimas condições para efetuar os atendimentos médicos.

Mais crise

Os demais prestadores de serviço, a exemplo da Maternidade Ester Gomes, o CEMEPI e o Hospital São Judas, estão agonizantes, declarando-se falidos, porquanto os recursos que são repassados não são de perto suficientes para atender às suas necessidades de custeio e manutenção. Estão prestes a encerrar suas atividades porquanto não conseguem pagar os seus encargos e médicos. Além do mais, seus equipamentos encontram-se sucateados, não tendo os mesmos condições de serem repostos.

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, maior complexo hospitalar do interior da Bahia é composta de 3 hospitais, com 446 leitos, dos quais 314 ocupados pelos usuários do SUS. É única, para toda a região pactuada, na oferta de Hemoterapia, Transplantes Renais, quimioterapia, radioterapia, cirurgias oncológicas, Hemodinâmica, Cirurgia Cardíaca, Cirurgia de Obesidade, UTI Neonatal, Obstetrícia de Alta Complexidade, Banco de Leite, Ressonância Magnética, além de extenso conjunto de outros procedimentos de Alta e Média Complexidade. Atende mensalmente a mais de 50.000 (cinquenta mil) pessoas.

Recebe também, a exemplo dos demais, verbas insuficientes para o custeio destes atendimentos, além de ser glosada em sua quase totalidade de atendimentos de alta complexidade, levando mais de 12 meses para receber o valor devido. Desde fevereiro do presente ano, quando deveria ter ajustada sua contratualização, a Instituição passa por um processo de inanição, vez que os reajustes necessários para reestabelecer o equilíbrio do contrato está sendo postergado há mais de 6 meses e desde então amarga um prejuízo mensal de R$1.500.000,00 (hum milhão e quinhentos mil reais), aumentando sensivelmente o passivo, ocasionando uma situação vexatória junto aos seus fornecedores e corpo clínico, por impossibilidade de efetuar os pagamentos devidos.

Segundo informou o diretor administrativo financeiro da Santa Casa de Itabuna, persistindo tal situação por mais 30 dias, a instituição com certeza ficará nas mesmas condições de penúria em que se encontra o Hospital de Base, o que certamente será precedido da interrupção drástica de atendimentos, a exemplo da maternidade e da pediatria, o que inclui a descontinuidade da UTI neonatal.

As negociações

Várias gestões foram feitas perante o Exmo. Sr. Secretário de Saúde do Estado afim de corrigir tais distorções e possibilitar o pleno funcionamento da saúde pública de Itabuna, entretanto, o mesmo se mantém insensível.

Os prestadores de serviço de Itabuna, juntamente com o Conselho Municipal de Saúde, resolveram promover um Fórum no dia 30 do presente mês, reunindo a sociedade civil organizada, imprensa, os secretários de saúde de todos os municípios pactuados, câmara de vereadores, OAB, Ministério Público Estadual e Federal, Secretário de Saúde do Estado, a fim de analisar a saúde de Itabuna como um todo e reivindicar do Estado isonomia de tratamento com os hospitais do Estado, vez que, enquanto é destinado valor equivalente a uma vez a tabela SUS aos prestadores contratados de Itabuna, é destinado aos hospitais próprios, de outras localidades, de 4 a 10 vezes este referencial.

Tal situação já era denunciada em 24/11/2009, ao Exmo. Ministro da Saúde, Sr. José Gomes Temporão, pela sociedade civil organizada (Conselho Municipal de Saúde, Grupo de Ação Comunitária, Associação Comercial de Itabuna, Loja Maçônica Areópago Itabunense, Loja Maçônica 28 de Julho, Lions Clubes, Rotary Clubes e Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna), bem como ao Ministério Público Estadual, conforme inquérito civil Nº 646.0.95289/2010.

“Como visto, o quadro é assustador, os prestadores de serviço, contratados para atender a esta população de cerca de 3.000.000 (três milhões) de pessoas, estão agonizantes e não tem como manter suas portas abertas por muito tempo. Seus recursos e créditos se esvaíram. Seus médicos já iniciam processos de recusa de atendimento em razão de atrasos nos pagamentos. Seus fornecedores não mais lhes dão crédito, pois a inadimplência é muito alta”, relatou o médico Cristiano Conrado. O cenário ameaça o emprego de mais de 700 pessoas. Assim, urge uma providência das autoridades competentes para resolver definitivamente tal situação.

Hospital Manoel Novaes poderá deixar de atender as atividades materno-infantil

Ainda no último mês de março, o encerramento do contrato entre a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) e a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna como prestadora de serviços para o Sistema Único de Saúde (SUS) anunciava um período de negociação para revisão e adequação dos valores pagos pelos serviços prestados nos três hospitais da instituição. Comprovando a necessidade de um aditivo financeiro de aproximadamente R$1,5 milhão sobre o valor já contratualizado, a Santa Casa, desde então, não recebeu uma contra-proposta do Governo do Estado, permanecendo paralisadas as negociações. Passados cinco meses neste cenário, e com o acúmulo de dívidas que aponta para a possibilidade de inviabilidade financeira de toda a instituição, a provedoria da Santa Casa de Itabuna anunciou que estará encerrando as atividades da Unidade Materno Infantil do Hospital Manoel Novaes dentro de um prazo de 30 dias, caso a situação não seja revista.

A comunicação do encerramento das atividades materno-infantil foi realizada para o Conselho Municipal de Saúde (CMS) em reunião dos prestadores de serviço de Itabuna com o referido conselho e representantes da sociedade civil organizada, ocorrida no último dia 5. A decisão foi desencadeada a partir da visita do Secretário de Saúde, Jorge Solla, ainda no dia do aniversário do centenário de Itabuna, em 28 de julho, quando se esperava uma posição sobre a solicitação de aditivo financeiro, mas nada foi apresentado.

“Nós já havíamos entregue um projeto, fundamentando com dados auditados pelo próprio Estado, a necessidade real de aumento do valor contratualizados tendo como fonte a produção executada pelos hospitais, mas o Estado chegou e somente formalizou procedimentos já realizados desde maio, as cirurgias bariátricas e cardíacas, além de formalizar uma doação em equipamentos para a UTI Neonatal. Nada nos foi dito sobre o aditivo e até hoje não recebemos resposta, apesar de continuarmos arcando com um déficit mensal de aproximadamente R$1.482 milhão com o SUS sobre nossos três hospitais”, relatou o diretor administrativo financeiro da Santa Casa de Itabuna, André Wermann.

A decisão pelo encerramento das atividades materno-infantil no Hospital Manoel Novaes responde pela identificação de ser aquela unidade hospitalar a que gera mensalmente maior déficit à Santa Casa. “No HMN temos um déficit operacional de R$744 mil por mês e o Governo do Estado não quer reconhecer esta dívida. Os grandes hospitais filantrópicos no Brasil foram obrigados, ao longo dos anos, a encerrar suas atividades na pediatria e obstetrícia, pois são áreas cujo custo operacional em muito ultrapassa a receita SUS. Nós não queremos fazer isso, mas, se não mudar o cenário, seremos obrigados a encerrar alguns serviços para não ver afundar a instituição como um todo”, declarou o provedor Renan Moreira.

Sobre o aditivo financeiro

Sobre a proposta de aditivo financeiro para a nova contratualização entre a Santa Casa de Itabuna e a Sesab, o diretor André Wermann apresentou detalhadamente a composição de aporte de verbas que resultaria no valor de R$1,5 milhão sobre o novo contrato. Segundo André, os recursos reivindicados estão sendo previstos para negativar dívidas do SUS com o repasse subestimado em Autorizações para Internamento Hospitalar (AIHs) no Hospital Calixto Midlej Filho e Hospital Manoel Novaes, somando a quantia de R$658 mil. “Esta verba não seria considerada um aditivo, mas o pagamento pelo valor real da produção reajustado o valor das AIHs”, explicou André.

Além do reajuste do valor das AIHs, outra demanda apontada por André é a efetivação dos contratos para os Mutirões de Cirurgias de alta complexidade, tendo como base a atual política de gestão deste setor praticada na capital do Estado. “Só estamos solicitando que se pratique aqui o modelo e remuneração de mutirão praticado em Salvador, para que assim consigamos manter as equipes e as condições mínimas para a realização das cirurgias de alta complexidade”, afirmou André. De acordo com o projeto, estaria inclusos no aditivo solicitado a realização mensal de mutirões para 15 cirurgias oncológicas de cabeça e pescoço, sendo igual número para as especialidades, neurocirurgia e urologia, e outras 16 para as cirurgias cardíacas e bariátrica, respectivamente.

Ainda para a composição do aditivo de R$1,5 milhão, a Santa Casa apresentou no projeto a necessidade de se suspender o corte de verbas realizado no Banco de Sangue, que chega a aproximadamente R$80 mil mensais. “Por tratar-se de um serviço de alta complexidade com alto custo de manutenção, e que está sendo inviabilizado pelo custo de produção”, definiu André.

Para além destes valores, o projeto entregue à Sesab pela Santa Casa de Itabuna apresenta ainda como composição do aditivo solicitado o repasse de verbas a título de acordos de cooperação técnica para manutenção de importantes programas em execução no Hospital Manoel Novaes e no Hospital São Lucas. “Os valores ali definidos também foram apresentados a partir de um estudo junto com a própria equipe técnica da Sesab, a partir do qual fomos autorizados a reivindicar em um pré-acordo com a Secretaria. No entanto, nada foi nos apresentado como negociação ou mesmo contra-proposta, gerando um descaso com o déficit que se acumula e que, da forma que está, não conseguimos mais sobreviver”, declarou André.

Hospital Calixto Midlej
Reflexos da crise

Durante os cinco meses em que se arrasta a falta de avanços das negociações com a Sesab, a Santa Casa de Itabuna já sente os reflexos da crise financeira para a operacionalização de diferentes setores. Um dos exemplos citados por André Wermann na reunião com o Conselho Municipal de Saúde, é o pagamento aos médicos que prestam serviço à instituição. “No mês de junho deixamos de pagar 50% destes prestadores, e não temos previsão para pagamento dos médicos do mês de julho”, relatou André que citou ainda a suspensão das cirurgias de alta complexidade em neurocirurgia para o SUS desde o último dia 18 de junho. “Vínhamos mantendo o serviço sem ter a cobertura de recursos, mas naquele mês ficou inviável a aquisição de material e suspendemos o serviço SUS por desabastecimento”, acrescentou André.

Como medidas internas já adotadas para minimizar os reflexos da crise, uma série de ações foram desencadeadas nos diferentes setores de estímulo à racionalização de gastos e minimização de custos. Campanhas de endomarketing contra o desperdício de água e contenção do consumo de energia elétrica e material de consumo estão em execução, principalmente nos setores administrativos da instituição. “No entanto, ao final de alguns meses neste processo, avaliamos que o impacto gerado é mínimo em relação ás perdas que temos com o subfinanciamento gerado pelo SUS hoje em relação aos serviços prestados. São medidas paliativas que empurram o problema para frente, necessitando de fato de uma revisão da contratualização ou a necessária interrupção das atividades”, declarou o provedor Renan Moreira.

Extensão da crise

Diversos representantes de prestadores de serviços de saúde de Itabuna estiveram presentes na reunião do último dia 5, no auditório do Hospital Calixto Midlej Filho, e relataram em depoimento os problemas vivenciados por suas respectivas entidades e instituições no que cabe à relação financeira com a Sesab. Diretor da Maternidade da Mãe Pobre, José Leopoldo dos Anjos, relatou a crise vivida pela instituição a partir da relação de seu faturamento médio mensal e do custo fixo com pagamento de pessoal. “Faturamos R$160 mil e temos uma folha de funcionários de R$99 mil, além de R$54 mil para pagamento dos médicos”, apontou Leopoldo.

Ainda segundo o diretor da Maternidade, a instituição já acumula dívidas de mais de R$200 mil com a previdência, declarando que não está conseguindo repassar ao órgão nem mesmo os valores recolhidos dos funcionários. “Devemos à Emasa e estamos negociando com os fornecedores, mas não conseguimos pagar. Não conseguimos mais sobreviver deste jeito e acho que acordamos para o problema muito tarde. É um momento decisivo e a sociedade de Itabuna terá que se posicionar e fazer deste tempo um divisor de águas para melhorar a saúde pública de uma vez”, definiu Leopoldo.

Para o diretor e proprietário do Hospital Psiquiátrico São Judas Tadeu, José Silva Neme, o problema dentro da especialidade que atua é ainda mais grave, tendo em vista a política de gestão da saúde mental imposta pelo SUS. “Há mais de 10 anos somos descriminados e a psiquiatria desconhecida como especialidade. Com isso, os leitos de Hospital estão sendo fechados e os doentes mentais vivem jogados em lixões, marquises e como andarilhos nas estradas. Quando atingem o auge de suas crises de transtorno, são jogados nas cadeias e a doença mental é criminalizada”, definiu Neme.

Relatos médicos

Para o médico e um dos representantes do corpo clínico do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), Cristiano Silva Conrado, a situação da saúde em Itabuna é caótica e, em desabafo, relatou não suportar mais observar vidas humanas serem perdidas por falta de condições de atuação profissional. “Apesar do Estado ter assumido juridicamente a responsabilidade pela garantia e continuidade dos serviços de saúde de alta e média complexidade para a população de Itabuna e da região referenciada - quando da transferência da saúde plena do município para o Estado – o secretário de Saúde faltou com a palavra perante o Ministério da Saúde, o Judiciário e pior, frente a mais de 3 milhões de usuários do sistema na região”, declarou Cristiano.

Apresentando documentos que apontam que a crise financeira no Hospital de Base já se anunciava no ano de 2004, quando a então gestora encaminhou correspondência comunicando que o déficit SUS já chegava a R$200 mil mensais, Cristiano avalia que este alerta não foi avaliado com a devida importância. “Hoje chegamos a um déficit mensal que varia entre R$900 mil e R$1 milhão, com a real possibilidade de suspensão do serviço de nutrição para os funcionários, vivenciando a falta de equipamentos e de medicamentos que são imprescindíveis para se garantir a vida, principalmente por estarmos em um Hospital referência para traumas, onde o atendimento adequado e rápido define quem vive e quem morre”, afirmou Cristiano.

Para o também médico e presidente da Associação Comercial de Itabuna, Eduardo Fontes, o cenário apresentado é pior que o imaginado por diversas classes e setores da sociedade grapiúna e regional, fazendo-se necessário uma urgente contextualização sobre a crise da saúde pública no Sul da Bahia. “Nunca vi uma situação tão degradante como a que estamos vivendo na medicina de Itabuna hoje. Independente de coloração partidária, temos que nos unir pela cidade e pela região e exigir mudanças imediatas”, declarou Eduardo.

Contribuindo com um depoimento pessoal, Eduardo citou uma recente visita que realizou à mãe de um funcionário seu internada no Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães. “Lá chegando fui informado que a mulher poderia morrer pois precisava com urgência de um respirador e da aplicação de um medicamento intravenoso. Não tinha o respirador e não tinha seringa no maior hospital da região para salvar aquela vida”, finalizou Eduardo.

Fórum de Saúde

Tendo em vista estes e outros problemas relativos à crise financeira da saúde pública vivida em Itabuna, o Conselho Municipal de Saúde definiu pela realização de um Fórum de Saúde, onde deverão estar presentes representantes do Ministério da Saúde, da Sesab, da Prefeitura Municipal e os prestadores de serviço de Itabuna e região. Agendado para o próximo dia 30 de agosto, em local ainda a ser definido, o Fórum deverá rever todas as situações neste amplo espaço de discussão, mas também tem caráter propositivo, fazendo-se necessário que os prestadores encaminhem propostas de solução para que consigamos formalizar a posição do Conselho frente à situação instalada”, esclareceu a presidente do CMS, Maria das Graças Souza.

Por:Jack Simões
Dany & Denys confirmada na Expofenita


A dupla sertaneja de Minas Gerais, Dany & Denys, já está confirmada como uma das principais atrações musicais da Expofenita que será realizada no Parque de Exposições Antônio Setenta, no período de 21 a 29 deste mês. Os cantores fazem parte do chamado "sertanejo universitário", que vem tomando conta do Brasil. O show está programado para o dia 28 (sábado).

Irmãos, filhos de músico e netos de cantor, Dany e Denys dizem que a música está no sangue deles. “Com a experiência musical de nosso pai, do nosso avô e o dom que Deus nos deus, nasceu a dupla Dany e Denys”.

Mas não foi tão fácil assim, segundo eles. Para conseguir um lugar ao sol, Dany trabalhou como cabeleireiro tendo Denys de ajudante. “Era um trabalho duro de mais de 18 horas por dia. Nosso pai sempre teve o pé no chão e nos ensinou que já que não tivemos condição de cursar uma faculdade, era necessário termos uma profissão para garantir o nosso sustento, caso o sucesso na música demorasse a chegar”.

Para os cantores, a profissão de cabeleireiro foi uma escolha acertada. “Era excelente porque trabalhávamos ao lado de nosso pai e quando tinha pouco movimento a gente ensaiava as músicas, até não precisar mais da profissão e conseguir crescer como artista”.

O resultado do esforço é o CD que tem sido considerado pela crítica como um dos melhores na atualidade. O disco é uma mistura de ritmos que vão desde o sertanejo dançante ao romântico e tem como carro chefe a música “Vem me amar!”.

Texto: Rosi Barreto – Foto: Divulgação - 13/08/10
Desfile da Independência retrata o Hino de Itabuna

Convidados pela Secretaria Municipal da Educação (SEC), representantes de instituições militares, organizações sociais e dirigentes de escolas públicas e privadas estiveram reunidos na Casa do Educador Grapiúna, na quinta-feira (12), para tratar da organização do desfile cívico do 7 de Setembro em Itabuna.

Coordenando a reunião, o secretário da Educação, Gustavo Lisboa, informou que este ano a SEC definiu para as comemorações do Dia da Independência o tema “Itabuna: esse aroma de cacau no coração”, fazendo referência ao Hino Oficial do Município, de autoria de Carlos Antônio Correia de Oliveira. O secretário explicou que a escolha também está atrelada às festividades do centenário de Itabuna.

Lisboa lembrou aos participantes que no ano passado o desfile foi um dos maiores da história do município, tanto pelo número de instituições participantes quanto pela presença maciça de itabunenses que foram à avenida prestigiar a festa cívica.

O secretário ressaltou que a temática do 7 de Setembro será também mais um momento em que as escolas, organizações sociais e instituições militares poderão manifestar o seu amor pela pátria e pela cidade de Itabuna. Neste sentido, acrescentou Lisboa, a letra do Hino do Município ajudará a contar de maneira grandiosa a história do povo grapiúna.

A princípio, ficou definido que o desfile estará dividido em cinco grupos. O primeiro, formado pelas instituições militares, contará com a participação do Tiro de Guerra 007, Colégio da Policia Militar, 15º Batalhão da Polícia Militar, seguido do Grupamento de Bombeiros, e polícias rodoviárias Federal e Estadual. Neste pelotão, também desfilarão alguns remanescentes do Tiro de Guerra que serviram o Exército no ano de 1960, quando Itabuna comemorou o seu cinquentenário.

O grupo 2 será composto por escolas da rede particular de ensino. Formando o 3º grupo, as escolas da rede pública municipal. Integrando o grupo 4, desfilarão as escolas da rede estadual. As organizações sociais, a exemplo da Ordem Demolay, Escoteiros, Bandeirantes e Desbravadores estarão compondo o quinto e último grupamento do desfile.

Texto: Erivaldo Bomfim - Foto: Vinícius Borges – 13/08/2010

O TRABALHADOR PAGA A CONTA

(DILMA QUER O BOLSA TERRORISMO)


A candidata Dilma Rousseff(PT) está movendo um processo contra o Estado brasileiro. Ela está requerendo indenização pelos tempos em que militou na guerrilha armada, tentando implantar o comunismo no Brasil. Enquanto esteve na guerrilha, o grupo terrorista do qual participava ativamente assassinou soldados, praticou atentados à bomba, roubou cofres, sequestrou. Desde 2002, Dilma está processando o Estado.  O processo já teve 23 movimentações. Agora chegou ao gabinete do Presidente Lula. É importante saber quanto a Dilma quer ganhar. Especialmente neste momento em que o TCU está disposto a revisar os verdadeiros absurdos cometidos na distribuição da bolsa guerrilha.

Lula ganha perto de 5 mil mensais por ter passado 30 dias na prisão, assediando o menino do MEP e pedindo pizza para o jantar. Não perdeu o emprego porque já não trabalhava, já era pelego do sindicato.

Quanto será que a Dilma está querendo faturar em cima dos impostos que nós pagamos? Quanto será que ela está pedindo? É uma boa pauta para os jornalistas ou para o que ainda resta deles. Quem pergunta? Os cofres públicos agradecem. 

Apenas para lembrar: Serra nunca pegou em armas contra os seus irmãos brasileiros, esteve exilado durante vários anos e nunca pediu um centavo.

By Coturno Noturno

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Settran inicia regulamentação de vagas no centro de Itabuna
A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Settran) iniciou na quarta-feira (11), a regulamentação dos estacionamentos no centro de Itabuna, obedecendo a resolução do Código de Trânsito Brasileiro, que determina prioridade das vagas para deficientes físicos, idosos, cargas e descargas e táxis, além dos rotativos.

O serviço começou pela avenida do Cinquentenário e está sendo feito por uma equipe de seis técnicos da própria Settran. A previsão é que seja concluído na próxima segunda-feira. No mesmo dia, a equipe iniciará o trabalho na avenida Beira-Rio e demais áreas centrais. Após a conclusão dessa etapa, serão reativadas as faixas de pedestres.

Os trabalhos estão sendo feitos de modo que não atrapalhem o trânsito, e têm como objetivos disciplinar o sistema de estacionamentos e melhorar a vida de motoristas e pedestres que terão seus espaços definidos. A avenida do Cinquentenário tem cerca de 250 vagas disponíveis.

O secretário Wesley Melo informa que a Settran já iniciou o processo licitatório para contratação da empresa que irá substituir a Sinart no controle do sistema de estacionamento rotativo, a Zona Azul.

texto: Rosi Barreto – Fotos: Vinicius Borges – 12/08/10

Relatório trimestral da Secretaria de Ações
Regionais aponta diversas intervenções

Uma série de ações vem sendo executada pela Secretaria de Ações Regionais de Ilhéus para melhorar ainda mais a qualidade de vida da população da zona rural do município. Nos últimos meses, de acordo com o secretário Geerdson Ribeiro, diversas intervenções foram realizadas, incluindo mutirões de limpeza, cursos de capacitação e recuperação de estradas vicinais.

Os mutirões de limpeza, que envolvem serviços de capinagem, roçagem, poda de árvores e pintura de ruas e praças, beneficiaram no semestre passado os distritos de Sambaituba e Ponta da Tulha, além da Estância Hidromineral de Olivença. Já o trabalho de melhoria e recuperação de estradas, através de encascalhamento e patrolamento, favoreceu várias localidades, como Itariri, Maria Jape, Sambaituba, Lava Pés e Vila Juerana.

No semestre passado, funcionando ainda como Secretaria de Agricultura, Pesca e Interior, a pasta promoveu reuniões técnicas com inúmeras entidades, entre as quais a Associação Ilheense de Criadores. Nessa seara, também foram viabilizados cursos de capacitação em piscicultura em assentamentos agrícolas e para produtores da agricultura familiar, sempre em parceria com a Bahia Pesca e o Senar (Serviço Nacional de Aprendizado Rural).

O relatório trimestral da Secretaria de Ações Regionais (Seare) promoveu ainda a distribuição de alevinos, também em parceria com o Senar e a Bahia Pesca. “São ações que nos aproximam das pessoas que vivem e trabalham no campo, melhorando a infraestrutura das estradas e fortalecendo o processo produtivo”, comenta o secretário Geerdson Ribeiro.
ascom

O PAC EMPACOU


Obras não saem do papel
 
 
O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é mais um jogo de palavras bonitas que o governo do PT não consegue transformar em realidade. Não passa de uma peça de propaganda da candidatura Dilma Rousseff, dita a “Mãe do PAC”.

Para esconder o fracasso, o governo maquia dados. Obras estão atrasadas? Muda o prazo de entrega, e o atraso some do balanço. Ou, então, “fatia” a obra para dizer que esse ou aquele pedaço foi entregue.

O problema não é só a incompetência. Como em quase tudo na gestão do PT, sobram indícios de irregularidades nas obras, apontadas pelo TCU.

Fatos

. Mais de 3 anos depois de anunciado com estardalhaço pelo governo, das 12.520 obras e ações previstas, apenas 1.229, 9,8% do total, estão concluídas.

. Levantamentos feitos com base em dados do próprio governo mostram que 7.715 projetos não saíram do papel: 61,6% do total.

. De acordo com o volume de dinheiro investido, o resultado também é desanimador: apenas 32,9% dos recursos foram utilizados – menos de 1/3, em 3 dos 4 anos do segundo mandato de Lula.

. Aeroportos do PAC estão com até 41 meses de atraso. O plano de dragagem dos portos teve até agora uma única obra concluída.

. O TCU fiscalizou 4% das obras do PAC. Achou irregularidades em 0,5%. A partir dessa constatação, o Congresso ordenou a paralisação de 4 obras, para quais estão previstos investimentos de R$ 20,4 bilhões.
 
By Blog do Lúcio Neto

A solução para acabar com a falta de água em Itabuna está com o governo federal

O deputado federal Felix Mendonça concedendo entrevista exclusiva na manhã de hoje (12) ao programa de Orlando Cardoso (Rádio Difusora) disse que a construção da barragem para acabar em definitivo com a falta de água em Itabuna já foi incluída no PA-02.

"Para isso acontecer foi uma luta muita grande, inclusive com a participação direta do Prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, para que o presidente Lula atendesse". O deputado, só não disse quando seria iniciada a obra, mas garantiu que não vai demorar.

Esperamos que essa medida não seja mais uma demagogia política. Afinal de contas, a população de Itabuna a cada dia vê a água cada vez mais escassa e faltando na torneira, devido ao crescimento da população. Só para este ano a previsão é de mais 2.500 novos imóveis na cidade. 

O projeto da barragem de ser construída no município de Itapé, no distrito da Estiva. tem previsão orçamentária  de 50 milhões de reais.

Vamos aguardar que esse PAC-02, seja logo colocado em prática e não fique emperrado como o primeiro, que até hoje não foi realizado nem 30% das obras; Que diga os cacauicultores. 


Fotos: Arquivo

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

(IN)SEGURANÇA PÚBLICA


ALELUIA DUVIDA QUE EQUIPAMENTOS ESTEJAM EM USO
 O candidato ao Senado pelo DEM na Bahia, José Carlos Aleluia, desafiou o secretário de Segurança Pública, César Nunes, a provar que estão em uso os equipamentos para o sistema de telecomunicação da polícia, adquiridos pelo então governador Paulo Souto, há quase quatro anos. O parlamentar reitera a denúncia, de que os materiais “continuam embalados em contêineres e sem utilização pelo atual governo”. “Entre os equipamentos constam rádios codificados, de tecnologia Tetra, cujos sinais são inacessíveis a transceptores comuns e dotados de GPS, que nunca foram instalados. As antenas especiais nem sequer foram compradas. Desafio o secretário a dizer onde o sistema Tetra está funcionando”. Segundo Aleluia, rádios comuns de alcance limitado e sem garantia de sigilo nas comunicações policiais são os que continuam sendo usados na Região Metropolitana de Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Itabuna, locais apontados pelo secretário César Nunes como contemplados pelo moderno sistema.
By Samuel Celestino

Interbairros terá participação de 1300 atletas

Alacântara Sec de Esportes 
Cerca de 1,3 mil atletas e pelo menos 50 equipes – este número ainda poderá ser ampliado com novas inscrições nas próximas horas -, deverão participar do Campeonato Interbairros 2010. A informação é do secretário municipal de Esportes e Lazer, Alcântara Pellegrini, que coordenou hoje (11), na sede da secretaria, uma reunião com dirigentes das equipes participantes.

Na oportunidade, foi informado pelo secretário que a competição começa no próximo dia 22, com a solenidade de abertura no Estádio Luiz Viana Filho, onde haverá desfile das equipes participantes e a presença confirmada do prefeito, Capitão Azevedo, secretários municipais, líderes comunitários e representantes de diversas entidades.

Na reunião desta quarta-feira (11), foi entregue aos dirigentes dos times o novo regulamento da competição, que inova ao permitir apenas a inscrição de dois atletas por equipe que não sejam moradores do respectivo bairro por ela representado – o que reforça a identidade do time com a comunidade que representa – e com o sorteio dos jogos em 15 grupos regionalizados para a primeira fase da competição.

Alcântara Pellegrini informa que 15 campos estão sendo preparados para a competição cujo termino ocorrerá na segunda quinzena de dezembro, com a realização de 150 jogos. “É um evento esperado por toda a comunidade, pois, além de promover a integração entre os diversos bairros, também estimula a prática esportiva e até mesmo atividades econômicas com a venda de refrigerantes, cerveja e alimentos”.

 Texto: Kleber Torres Fotos: 11-08-2010

É PRECISO ESTATIZAR A PETROBRAS


                          

De acordo com um levantamento feito pela consultoria Economatica, a Petrobras perdeu em 2010 mais de setenta e cinco bilhões de reais em valor de mercado. A gigante nacional que há um ano valia R$ 347,084 bilhões, nesta terça-feira (10) fechou o dia valendo  pouco mais de R$ 272 bilhões. Mesmo sendo um número assustador, a companhia não está sozinha na perda negociada na Bovespa. A Eletrobrás também colabora para este decréscimo, perdendo R$ 13,357 bilhões.

Porém, para mostrar que o país não está entrando numa nova crise econômica, a Vale, segunda maior empresa brasileira, ganhou este ano R$ 8,03 bilhões, que foi o maior aumento das empresas da Bovespa. Todos os valores são comparados com o fechamento do dia 31 de dezembro de 2009 e com o fechamento de 10 de agosto de 2010.
Comentário do Blog:
Depois que o Governo Lulla transformou a Petrobrás no maior cabide de empregos deste país, a empresa vive tomando dinheiro emprestado a Caixa Econômica Federal e agora mostra que a gestão temerária está dando o maior prejuízo. Além disso, o governo petista já vendeu 50 por cento das ações para grupos estrangeiros.
José Serra tem razão: É preciso ESTATIZAR novamente a Petrobras. 

Prefeitura de Ilhéus adquire lâmpadaspara melhorar iluminação pública

Avenida Soares Lopes
Após reconhecer a existência de um déficit de lâmpadas no setor de iluminação pública de Ilhéus, o secretário municipal de Serviços Urbanos, Carlos Freitas, anunciou a assinatura de um novo contrato para resolver o problema. Segundo ele, a partir desta semana, a empresa vencedora da licitação já estará disponibilizando as lâmpadas, relês e reatores que serão utilizadas em diversos pontos da cidade.

Freitas explica que, em muitos casos, as lâmpadas usadas pelo Setor de Iluminação Pública são quebradas ou simplesmente deixam de funcionar após o fim de seus prazos de validade. “Neste novo momento, quando estaremos fazendo uma reposição em massa das lâmpadas quebradas ou queimadas, gostaríamos de contar mais uma vez com o apoio da população”, solicita o secretário, lembrando que o número da Secretaria para eventuais solicitações é 2101-6470.

O secretário municipal de Serviços Urbanos chama atenção ainda para a questão da coleta de lixo, serviço que, segundo ele, também já está sendo aperfeiçoado. “É importante dizer que, como resultado de um processo de transição, acabou acontecendo um acúmulo natural. No entanto, para fazer frente a essa demanda, já estamos utilizando diariamente oito caminhões no trabalho, que, nos próximos dias, provavelmente, passará a contar com mais dois”, completa Freitas.

Com a saída da Marquise do serviço de coleta de lixo, a Prefeitura de Ilhéus informa que o edital de licitação que definirá a nova empresa já se encontra em fase de elaboração. Enquanto a licitação não é concluída, o município está locando os equipamentos necessários.
Ascom

Formigli é o novo presidente do Fórum de Assistência Social



Em reunião na terça-feira (10), os membros do Fórum de Assistência Social do Sul da Bahia elegeram o secretário de Assistência Social de Itabuna, José Antônio Formigli, como presidente do órgão para o biênio 2011/2012. A reunião aconteceu no Colégio Ana Nery, em Ibicaraí.

O Fórum é formado por 26 municípios que integram o Território Litoral Sul e é o único existente no estado da Bahia. O colegiado tem como objetivo promover a integração dos gestores da assistência social, e ainda atua junto a organismos estaduais e nacionais, como, por exemplo, a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), o Conselho Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas) e o Conselho Nacional de Gestores da Assistência Social (Congemas).

Segundo o novo presidente, o Fórum está apto a solicitar o atendimento às necessidades dos municípios que representa. A principal reivindicação é a criação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Neste sentido, observa Formigli, o colegiado já tem apresentado projetos que interessam os municípios integrantes, em parceria com a Associação dos Municípios do Sul e Extremo Sul da Bahia (Amurc) e está se estruturando para prestar serviços mais consideráveis aos municípios no que diz respeito à implantação e gestão do SUAS.

O Fórum de Assistência Social se reúne mensalmente e está programando para o início de dezembro um grande encontro em Itabuna, com a participação de todos os gestores. Para este encontro, também será convidado o governador eleito no pleito de 2010, para que os gestores da Assistência Social do Território Litoral Sul da Bahia possam lhe apresentar as reivindicações para o trabalho da assistência social na região.

 Texto: Erivaldo Bomfim - Reportagem: Juarez Nunes Foto: Vinicius Borges - 11.08.10

CHEGA DE MENTIRAS

 DÊ UM CHUTE NESSA TURMA

Esse governo petista não resiste ao aperto de um simples parafuso. É um governo de fachada, sem obras. Vive há quase oito anos do gogó do presidente Lula. De blá-blá-blá em blá-blá-blá é sustentado pela propaganda que vende um país que só existe na fantasia da nação lulista. Uma propaganda que repete ao melhor estilo hitleriano que ele é tão popular no país mais católico do mundo quanto Jesus Cristo. Uma repetição mais freqüente do que "beba coca-cola" que até mesmo os mais cépticos tendem a concordar.
Da mesma forma como esse índice fantástico de aprovação, fatos e números fantasiosos que só existem na agenda petista, são divulgados na maior "cara de pau" como verdadeiros. Os releases da nação petista, agora com as eleições, ganharam um reforço pelas declarações da Lady Gaga brasileira.
Dizer que o governo Lula gerou 14 milhões de empregos é uma mentira deslavada. O número oficial, segundo o ministério do Trabalho, não ultrpassa os 8,7 milhões.
Dizer que o governo Lula investiu milhões em saneamento básico é outra grande mentira de nove moedas. Mais de 100 milhões de brasileiros continuam sem acesso à rede de esgotos.
Dizer que o PT ao assumir o governo pegou o país com uma inflação galopante, uma economia instável, é uma heresia maior do que a de se comparar a Jesus. Porque Jesus, como Deus, pode até perdoar. Brasileiros conscientes, jamais.
O Plano Real, desenvolvido por Fenando Henrique Cardoso como ministro da Fazenda de Itamar Franco e consolidado no seu governo, acabou com uma inflação galopante de 40% ao mês para 12% ao ano. Foi a partir do governo FHC que o país ganhou respeito internacional. Uma moeda estável. Uma economia crescente.
O governo Lula apenas, através de um discípulo do PSDB, senhor Meirelles, teve o mérito de manter esta política. E mais, o PT foi contra a aprovação do Plano Real.
O que esse governo tem é o Plano Real e a merreca de R$ 130,00 que dá aos mais pobres. Quanto ele dá à elite dos banqueiros, ele não divulga.
E foi só apertar um parafusozinho para mostrar o verdadeiro país. Esse país que você vive. E não o da propaganda da nação petista.
O novo índice de valores humanos divulgado nesta terça-feira (09/08) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) revela um desempenho mais baixo do Brasil em três setores vitais: saúde, trabalho e educação.
O IVH do Brasil em saúde foi de 0,45. Quando o tema é trabalho, o resultado foi de 0,79. Na educação, o índice ficou em 0,54.
Para chegar aos resultados, 2.002 pessoas foram entrevistadas em 24 Estados. E não foi nenhuma dessas pesquisas farcjutas não. Foi um trabalho sério de técnicos de um organismo da ONU, ou seja, esta é a opinião real da população sobre problemas que lhe afligem no seu dia a dia. Aqui, não dá para maquiar não.
Fica no ar a seguinte pergunta:
- Quantos "brasís" existem?

Antes que você responda, como estou com meus dedos afiados no teclado, vou dar logo a minha resposta.
No meu entendimento, existem dois "brasis". O Brasil da nação petista/lulista. E o Brasil real, formado por pessoas como você, eu, meu vizinho, minhas ex-mulheres e minhas futuras namoradas e etc.
No Brasil nação petista/lulista, impera uma realidade fantasiosa que os meios de comunicação divulgam diariamente por ordem do quartel general da propaganda.
No Brasil real, formado por nós, a certeza de que somos uma grande nação e que poderemos chegar a liderar o mundo se tivermos a coragem de por os pés no chão e constatar que a realidade está longe dessa fantasia. E, colocando os pés no chão, aproveite e dê um chute no traseiro dessa turma que já esgotou o estoque de óleo de peroba dos supermercados.

by Blog do Lúcio Neto

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Valter Silva eleito novo presidente do Grapiúna Tênis Clube

O professor Valter Silva (foto) que vinha exercendo a função de presidente do Grapiúna Tênis Clube interinamente, na eleição de hoje, que terminou momentos atrás, às 21 horas, foi eleito oficialmente para dirigir o GTC por mais dois anos.


O pleito que foi presidido pelo presidente do Conselho Deliberativo, a chapa “Grapiúna em Novo Rumo” contando também com o nome do empresário José Erasmo Ávila Martins foi eleita por unanimidade após a apuração dos votos, que também elegeu novos membros para o Conselho.

Mesa apuradora (Joselito, Valéria e Adalmir Farias)
A posse da nova diretoria informou Valter Silva deverá acontecer no dia 21 de agosto, quando o Clube estará completando 64 anos de existência e considerada a casa social mais tradicional de Itabuna  Veja mais alguns aspectos  do pleito eleitoral:
jornalista Ederivaldo Benedito votando
Carlão cabeleireiro vontando
Fotos: Olivio da Hora

Tudo pronto para a Expofenita 2010
A comissão organizadora da Exposição Agropecuária e Feira de Negócios de Itabuna (Expofenita), está ultimando os serviços de infraestrutura, no Parque de Exposições Antônio Setenta, para a realização do evento, no período de 21 a 29 deste mês de agosto.

Operários da Secretaria de Desenvolvimento Urbano estão trabalhando diariamente na roçagem, pintura de baias, limpeza, montagem de estandes, recuperação das redes elétrica e hidráulica, vias de circulação dentro do parque, tudo isso visando o início do maior evento agropecuário da região cacaueira.

Um grande esquema de segurança também está sendo montado pelas polícias militar, civil e rodoviária estadual, com o intuito de assegurar aos visitantes proteção e acessibilidade ao parque, durante os nove dias da Expofenita.

Várias empresas e expositores já confirmaram presença na exposição. Os organizadores optaram por criar uma melhor distribuição do espaço e uma melhor localização dos estandes por categoria, o que vai facilitar o acesso ao local.

Mais informações sobre o evento e para reservas de espaço basta acessar o site www.expofenita.com.br. O evento também vai oferecer exposição de flores típicas da Mata Atlântica, feira dos municípios, além de um espaço com capacidade para 300 pessoas, no qual serão oferecidos cursos de capacitação técnica, palestras, leilões e a feira de agronegócios.

PMI Texto: Kleber Torres Fotos: 10-08-2010

Edson Duarte participa de debate na TV Aratu


O deputado federal Edson Duarte, candidato do Partido Verde ao Senado, participa nesta quinta-feira (12) de debate entre candidatos, na TV Aratu, às 11h45. A emissora optou por separar os candidatos em grupos para facilitar a realização do debate. A divisão foi feita através de um sorteio.

Edson vai dividir a bancada com Edvaldo Brito da coligação A Bahia tem Pressa (PMDB, PTB, PR, PSC, PSDC, PMN, PRP, PTdoB, PPS, PRTB, PTC e PTN), José Carlos Aleluia da coligação A Bahia merece mais (DEM e PSDB), Lídice da Mata da coligação Pra Bahia seguir em Frente (PT, PP, PSB, PDT, PCdoB, PRB e PSL) e Zilmar Alverita do PSOL.


Por: Helô Sampaio

LULLA, DILMA E O PT APOIAM AS FARC

HORROR NA SELVA

Ele não dorme numa cama há quase 12 anos. Atravessa as noites acorrentado pelo pescoço, pelos braços ou pelas pernas a um tronco de árvore, com o corpo estendido sobre uma camada de plástico fino como o dos sacos de lixo, exposto a picadas de insetos ou ataques de animais da selva.

Há 143 meses não vê televisão, não usa computador, não lê revistas nem jornais, não conversa sem restrições sobre qualquer assunto. E está proibido de manter relações sexuais há mais de 4 mil dias.
Sequestrado pelas Farc em 13 de outubro de 1998, Elkin Rivas sobrevive há quase 100 mil horas ao mais brutal dos cativeiros. Ele tinha 22 anos e era tenente da polícia colombiana quando foi capturado sem ter cometido qualquer crime e sentenciado, sem julgamento formal, a um tipo de horror que não tem prazo para terminar.

Aos 34, não sabe quando ─ ou se ─ retomará a vida interrompida. Enquadrado na categoria dos “reféns políticos”, Elkin é um dos 13 remanescentes do grupo cuja soltura as Farc condicionam desde 2006 ao indulto de 500 narcoterroristas capturados pelo governo e condenados pela Justiça.

O governo de Álvaro Uribe recusou a troca quando os cativos eram 60 e incluía senadores, entre os quais a ex-candidata à presidência Ingrid Betancourt, vários deputados, um general e até três agentes americanos. É improvável que o presidente Juan Manuel Santos aceite um acordo agora que só restaram oficiais de baixa patente. Se tiver muita sorte, uma operação  militar poderá devolver a Elkin o direito de ir e vir. Mas nada lhe devolverá o que perdeu além da liberdade.

Perdeu para sempre os melhores anos da mocidade. Ao contrário de todos os amigos que continuaram longe da selva, não pôde namorar, casar-se, ter filhos, conversar nas mesas dos bares, conviver com a família, ir ao cinema, dançar, jogar futebol, comer o prato preferido, comemorar o aniversário ─ foram-lhe confiscados todos os pequenos prazeres inseparáveis do ato de viver. Se o tempo na selva escorre com apavorante lentidão para todos os sequestrados ─ mais de 600, calcula-se ─ o mundo segue seu curso com velocidade crescente. E mudou de século e de cara entre o outono de 1998 e o inverno de 2010.

Enquanto perdia a saúde para as doenças da selva, enquanto perdia as forças  em caminhadas na mata que frequentemente duram sete dias, Elkin perdeu a chance de contemplar as mudanças na paisagem planetária. A Colômbia realizou três eleições presidenciais, alguns países nasceram e outros morreram, as Torres Gêmeas sumiram, os Estados Unidos se envolveram em três guerras e elegeram um presidente negro, um cardeal alemão tornou-se papa. Elkin não viu nada disso.

A China se transformou na segunda potência, um homem correu 100 metros em 9 segundos e 58 milésimos, Plutão deixou de ser planeta, descobriu-se que existe água em Marte e na Lua. Houve três Olimpíadas, três Copas do Mundo, o enforcamento de Saddam Hussein, o tsunami no Pacífico, o terremoto no Haiti, a troca de Fidel Castro pelo irmão Raúl. A União Européia adotou o euro como moeda padrão, a Voyager ultrapassou as fronteiras do sistema solar, o dialeto do universo digital incorporou à linguagem corrente expressões, palavras e siglas como pen-drive, Orkut,  iPod, Wikipédia, Youtube, iPhone, Twitter, Facebook ou Google. Elkin perdeu tudo isso.

Só não perdeu de vez a esperança por não ter perdido a mãe, Magdalena Rivas, que há quase 12 anos impede o filho de sucumbir ao medo do esquecimento. Entre as fobias que escoltam permanentemente um refém, nenhuma é tão angustiante. “O governo precisa lembrar-se dos que continuam prisioneiros das Farc”, repetiu Magdalena em 6 de junho, depois de receber a prova mais recente de que o filho continua vivo: num vídeo, Elkin diz que está bem e pede desculpas aos pais “pelo sofrimento que causou”.

Em julho, Magdalena animou-se com a bem sucedida operação que resgatou o general Luis Mendieta, o coronel Enrique Murillo, o capitão Willian Donato e o sargento Arbey Delgado. Mas logo foi assaltada pela hipótese aflitiva: “Essa gente pode agir em represália contra os sequestrados”, assustou-se. “Eles continuam lá, acorrentados, numa situação que uma mãe não consegue entender”.

O presidente Hugo Chávez não só compreende como aprova, apoia e financia os quase 8 mil carcereiros das Farc. Denunciado por Álvaro Uribe por hospedar 1.500 narcoterroristas, Chávez primeiro tentou desmentir o crime copiosamente documentado, depois rompeu relações com a Colômbia e, ao enfim admitir a existência das bases paramilitares em território venezuelano, reiterou as juras de inocência. Neste domingo, voltou a simular interesse pela sorte dos reféns supliciados pela organização criminosa que patrocina.

“O Brasil tem uma posição neutra sobre as Farc”, disse ao jornal francês Le Figaro o conselheiro presidencial Marco Aurélio Garcia. Como se não fosse obscena a neutralidade que iguala um governo constitucional a um bando narcoterrorista. O presidente Lula faz de conta que nunca houve o desafio reiterado pelas Farc desde 1964.  “Nós não temos guerras neste continente”, recitou o chefe de governo ao candidatar-se a mediador da crise que envolve a Colômbia e a Venezuela. “Só existem conflitos verbais”. São declarações deploráveis, retrucou Uribe.

O adjetivo é brando. Como advertiu o presidente colombiano, quem não enxerga nas Farc uma ameaça intolerável à democracia é, na hipótese mais misericordiosa, um comparsa de liberticidas e um cúmplice de carrascos. Se não há guerra, como fantasia Lula, então não há prisioneiros de guerra. Os elkins acorrentados na selva, portanto, não existem.

Enquanto um jovem colombiano tentava dormir acorrentado, o palanqueiro profissional desfrutou os oito melhores anos de sua vida. É demais cobrar compaixão de quem não sabe o que é isso. Mas os homens decentes devem exigir que Lula pelo menos interrompa o espetáculo do cinismo.

Elkin Rivas, aos 34 anos

By Augusto Nunes

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Seleção Brasileira faz treino com escalação ofensiva para amistoso desta terça-feira

Redação SRZD
Esportes
09/08/2010 21h21

O técnico Mano Menezes realiza seu segundo treino como treinador da Seleção Brasileira. Nesta terça-feira, o Brasil encara os Estados Unidos, no estádio New Meadowlands, em Nova Jersey, às 21h (horário de Brasília).

Com todos os jogadores disponíveis, o treinado escalou uma equipe bem ofensiva, trio ofensivo do Santos. A Seleção ficou assim escalada: Victor, Daniel, Thiago, David Luiz e André Santos; Lucas, Ramires e PH Ganso; Robinho, Pato e Neymar.

Para o banco: Rafael, Rever, Henrique e Marcelo; Jucilei, Hernanes, Ederson e Carlos Eduardo; Diego Tardelli e André.
Felix Jr inaugura comitês em Itabuna 

O candidato a deputado federal pelo PDT baiano, Felix Mendonça Junior, estará em Itabuna esta semana para a inauguração de comitês conjuntos com Coronel Santana, candidato a deputado estadual pelo PTN e Renato Costa, candidato a deputado estadual pelo PMDB. Na terça-feira (10), ele participa da festa de abertura do comitê com Renato Costa, às 19 horas, na Av. Fernando Cordier, 416, centro, e na sexta-feira (13), da inauguração do comitê com Coronel Santana, na Av. Firmino Alves, centro, junto ao Lidi Laboratório.

Ainda na sexta-feira, pós a inauguração do comitê, Felix Junior acompanha grande carreata ao lado de Coronel Santana até a sede da Usemi, na Av. Manoel Chaves, São Caetano, onde acontecerá lançamento oficial das duas candidaturas em Itabuna. Com amplas propostas voltadas para o crescimento dos municípios e melhoria de vida dos baianos, Felix Junior tem conquistado cada vez mais a simpatia e confiança do eleitor itabunense.

As propostas, notícias e perfil de Felix Junior estão disponíveis no site onde o eleitor poderá acompanhar a agenda da campanha, baixar downloads, fazer contato com o candidato e segui-lo nas redes sociais. Entre as bandeiras que vem colocando em todos nos encontros com líderes políticos e eleitores,

Felix Junior destaca o incentivo ao crédito para comerciantes e empresários; mais emprego e oportunidades para todos; fortalecimento da agricultura familiar e do setor da agroindústria; ampliação do Bolsa Família e mais investimentos em obras de saneamento - esgoto, luz e água encanada para todos. Seu objetivo é elaborar projetos específicos para cada área e levá-los à discussão e aprovação no Congresso Nacional.

Assessoria de Imprensa – 09.08.10

Aniversário de Azevedo é comemorado
com Missa em Ação de Graças

Uma Missa em Ação de Graças na manhã de domingo (8), celebrada pelos padres Moisés e Renato, na Catedral de São José, em Itabuna, marcou o 58º aniversário do prefeito Capitão Azevedo. A celebração em homenagem ao prefeito foi solicitada por funcionários da prefeitura e contou com a presença de familiares do prefeito, secretários e diretores municipais, amigos e deputados estaduais e federais.

No sermão, o padre Moisés lembrou que domingo também foi Dia dos Pais e aproveitou para recordar a vida e missão, responsabilidade, conquistas e desafios que eles têm diante de Deus, da família e da sociedade.

O padre também pediu a proteção divina para Azevedo. “Que Deus lhe dê força, saúde e sabedoria para conduzir bem o destino de uma cidade como Itabuna”. Em meio ao cântico de louvor, o prefeito recebeu de um grupo de agricultores da Roça do Povo uma placa de agradecimento pelo trabalho que a prefeitura vem desenvolvendo na área rural do município. Na placa os dizeres: “Do campo vem a subsistência de um homem”.

Em nome do secretariado municipal, o titular da Educação, Gustavo Lisboa, fez uma homenagem destacando que o aniversário é sempre uma data muito especial. Sobre Azevedo ele ressaltou que a luta, a ética e o caráter do prefeito têm sido sua vitória não apenas à frente da gestão do município, mas também na sua vida diária. “Ficamos felizes por compartilhar esse momento”.

Representando o funcionalismo público, o chefe de gabinete do prefeito, Ivan Montenegro, falou que gostaria que sua alegria e júbilo pudessem se expandir e atingir a todos “nesse momento tão especial em que o prefeito comemora seus 58 anos de vida, cheio de vigor, para desfilar pelas ruas e descobrir o que precisa ser feito para atender a sua comunidade”.

Bastante emocionado, o prefeito agradeceu aos padres, aos colegas de trabalho e a todos os presentes. “Isso tudo é muito emocionante e só tenho que agradecer a todos”, concluiu.

Ele também aproveitou para dividir as homenagens com os pais pelo dia deles e lembrou que o trabalho que vem fazendo em Itabuna é para todos, mas, em especial para as camadas mais carentes que mais precisam de apoio e atenção.

“Por isso, no meu aniversário, eu peço a união e a força de todos para formamos um exército capaz de demolir as barreiras que atrapalham a qualidade de vida de nosso povo”. Numa referência à população do município ele disse que é difícil um pai sozinho cuidar de cerca de 220 mil filhos, “por isso preciso da força desse exército para me ajudar”.

Outra homenagem

No sábado (7) à noite, Capitão Azevedo foi homenageado com uma festa realizada numa fazenda às margens da BR-415. O evento reuniu secretários municipais, servidores em geral, deputados, vereadores, empresários, dirigentes de entidades de classe, dirigentes partidários, jornalistas, amigos e familiares do prefeito.

Texto: Rosi Barreto – Fotos: Vinicius Borges – 09/08/10



Mutirão da saúde na praça Rio Cachoeira


Detectar e prevenir doenças por meio de exames simples, rápidos e regulares. É o que propõe a Secretaria Municipal de Saúde ao promover, com freqüência, mutirões de saúde em bairros e centro de Itabuna. O última aconteceu no sábado (7), na praça Rio Cachoeira. Foram mais de 700 atendimentos, segundo os coordenadores.

Durante todo o dia equipes de técnicos, enfermeiros e auxiliares da Secretaria de Saúde realizaram exames de glicemia, aferição de pressão arterial e testes rápidos de HIV/Aids, hepatite e audição. Um médico do Hospital DayHorc realizou exames oftalmológicos e orientou pacientes para encaminhamento a consulta completa.

O público também teve oportunidade de assistir palestras sobre temas ligados à saúde, sobretudo no que se refere às doenças sexualmente transmissíveis. Houve ainda distribuição de folhetos e preservativos masculino e feminino.

Segundo um dos coordenadores do mutirão, Tiago Domingo dos Santos, pacientes que tiveram doenças detectadas foram encaminhados às unidades da rede básica de saúde para a realização de exame mais completo e, posteriormente, o tratamento gratuito.

Para a coordenadora do programa de DST/Aids, Maria Vitória Ramos Gonçalves, um dos maiores benefícios em favor da comunidade é poder trabalhar em conjunto com todos os departamentos de saúde pública num só lugar, para a prevenção de várias doenças.

Ela explicou que uma pessoa vai em busca de serviços gratuitos como o de manicure ou de cabeleireiro, que também são oferecidos em mutirões como este de sábado, e aproveita para realizar exames médicos sem a necessidade de enfrentar fila ou agendar consulta.

“Com isso, atingimos nossos objetivos que são o de prestar serviços públicos gratuitos nas mais variadas especialidades médicas, tudo isso com maior comodidade”, reforçou a coordenadora.

“Eventos como esses também ajudam a educar e conscientizar a população sobre a importância da medicina preventiva, da detectação precoce de doenças e ainda a orientação de como proceder para o tratamento”, completou Urandi Franco, do Departamento da Atenção Básica.

Texto: Rosi Barreto Fotos: Vinicius Borges – 09/08/10

Comissão discute diretrizes
para educação ambiental

A Comissão para a Construção das Diretrizes Curriculares da Educação Ambiental da rede municipal de ensino voltou a se reunir, na Casa do Educador, para tratar da elaboração do anteprojeto para a sua implementação. A comissão é integrada por 51 representantes da Secretaria da Educação de Itabuna, bem como do governo municipal e do Estado, da Uesc, Unime e FTC, além de entidades da sociedade civil.

Segundo a assessora técnico pedagógica da educação ambiental, Viviane Kelly Farias de Souza, o grupo vem discutindo a construção das diretrizes a partir de eixos estruturais de sustentabilidade, diversidade e sustentação humana, bem como do conceito geral da educação ambiental.

Ela explica ainda que a partir destes parâmetros serão formados grupos para elaboração de um documento básico que vai servir de subsídio para as escolas. Acredita que a conclusão desta etapa será finalizada em dezembro, e em março de 2011 o projeto será submetido a uma conferência municipal com participação dos diversos segmentos da comunidade.

Viviane Kelly informa que até julho do próximo ano o documento estará concluído e será então encaminhado às escolas da rede municipal para a sua implantação. A comissão tem caráter interdisciplinar e conta com a participação de quatro professores da Uesc, além de representantes de diversas entidades e instituições de ensino como a Unime, FTC e a própria Câmara de Vereadores.

As Diretrizes Curriculares da Educação Ambiental vão incorporar fatores regionais e consideram o município como um ciclo de formação humana a partir de uma série de conceitos voltados para a socialização e sua aplicação nas escolas da rede municipal de ensino.


Texto: Kleber Torres Fotos: 09-08-2010