Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Material de construção terá IPI reduzido até fim do ano


Agência Estado

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou hoje que o governo federal decidiu prorrogar até o dia 31 de dezembro de 2010 a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para materiais de construção.

A medida venceria no final do primeiro semestre. Segundo Mantega, o objetivo é evitar pressão inflacionária sobre os produtos beneficiados pela redução do imposto. Ele explicou que os consumidores estão concentrando as compras para aproveitar o benefício, o que está gerando pressão sobre a oferta dos produtos - com alguma alta de preços.


"A construção civil é um negócio de médio prazo. As compras podem ser feitas ao longo de um tempo maior", argumentou o ministro. Mantega não quis estimar qual será o volume da renúncia fiscal, mas acha que não será muito maior do que se a medida fosse mantida até junho, uma vez que as compras serão diluídas até o final do ano.


Mantega ressaltou que não é objetivo do governo conceder novamente redução de IPI para outros setores da economia. O ministro participou hoje de almoço com o Sindicato Nacional da Indústria da Construção e da Reparação Naval (Sinaval).
 

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Serra Presidente!

Serra afirma em Salvador que não tem pressa para anunciar nome de vice

                                 Lunaé Parracho/Agência A TARDE (Serra no Mercado Modelo)

O melhor estilo de candidato, José Serra sorri ao lado de aliados no Mercado Modelo de SalvadorCom discurso regionalista bem treinado, distribuindo abraços e acenos, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, começou sua campanha ao Palácio do Planalto com um corpo-a-corpo na tarde desta quarta-feira, 14, na capital baiana, circulando pelas dependências do Hospital Santo Antônio das Obras Sociais de Irmã Dulce e no Mercado Modelo, principal centro de venda de bugigangas de Salvador.



O ex-governador de São Paulo disse ter feito questão de visitar o hospital da religiosa que está com processo de beatificação no Vaticano por considerar o local um modelo de atendimento às pessoas carentes.  Ele seguiu o script de candidato: rezou na capela do hospital, amarrou fitinha de Senhor do Bonfim no pulso, posou para fotos com as pessoas que o festejavam e ganhou presentes, entre os quais um tucano de cerâmica com berimbau de prata e camisas do Palmeiras.



Na tumultuada entrevista que concedeu, esforçou-se para escapar das perguntas sobre a campanha e evitou críticas ao presidente Lula e à pré-candidata petista Dilma Rousseff. Ante a insistência dos repórteres, chegou a brincar: “Cês não querem falar daqui, né? (sic)”. E tomou a iniciativa de seguir o roteiro que já havia traçado para tentar passar a ideia de estar inteirado dos problemas baianos, nas áreas de saúde e segurança pública.



Leia reportagem completa na edição impressa do Jornal A Tarde desta quinta-feira, 15, ou, se você é assinante, acesse aqui a versão digital.

domingo, 11 de abril de 2010

Jesus não pode ser mercadoria

Nome de Deus é coisa séria!


As igrejas protestantes no Brasil (evangélicos) - em sua maioria -, que fundam esses templos sem numa infraestrutura, só para ganhar dinheiro vendendo o nome de “Jesus”, como se fosse mercadoria, estão cometendo mais um erro “se glorificam pela desgraça dos outros” por causa dos padres pedófilos e homossexuais (bicha!) da Igreja Católica.

Será que lá também não existe esse tipo de coisa? Eles generalizam: Não Pode! Agora o fato “se tornou um prato cheio”. (Prisão do Padre Pedófilo em Itabuna vermelhinhodadifusora.blogspot.com, xilindroweb.com.br )

Com isso, “essas igrejas - comandadas, em sua maioria -, pela Rede Record de Televisão, pertencente ao bispo que ficou rico de um dia para uma noite, “usando a palavra de Deus” Edir Macedo, atraem várias pessoas desinformadas (idiotas) para engordar já o seu rico patrimônio, onde cada seguidor faz uma doação de acordo o valor especificado “pela igreja” tem deles, que até passa fome, sem alimentação em casa, mas tem que fazer a doação "a Jesus", que na realidade, essa doação vai para o bolso de quem comenda a Igreja.

Para eles, só eles tem a palavra de Deus; Só eles vêem a Deus: Só eles são filhos de Deus e, com isso, vendem até “um pedaço do céu!”... aos seus seguidores!

Como diz Jesus: “Quem não tiver pecado que arremesse a primeira pedra”.  “Perdoa-os SENHOR, eles não sabem o que faz ou dizem!”.

Ressaltamos, não são todos no mundo, ainda existem homens que respeitam e pregam correto a palavra de Deus. Eu disse homem! queremos ressalar também que aqui não estamos defendendo ninguém, estamos dentro do correto!


Azagonam do Pelourinho
Salvador-Bahia

Em vídeo, bispo da Universal ensina a arrecadar na crise



terça-feira, 13 de abril de 2010
4:15

Por Rubens Valente, na Folha de S. Paulo:


Vídeo entregue ao Ministério Público de São Paulo por um ex-voluntário da Igreja Universal mostra bispos da cúpula da entidade combinando a pregação para obter dízimos dos fiéis na crise econômica de 2008.


As gravações obtidas pela Folha, que oferecem rara visão sobre práticas da igreja, são de duas reuniões feitas por videoconferência entre líderes na sede, em São Paulo, e outros nos Estados. Foram coordenadas pelo bispo Romualdo Panceiro. Ele é considerado o segundo nome mais importante na igreja e foi apontado pelo bispo Edir Macedo como o seu sucessor. Romualdo, que coordenou a igreja no Brasil por mais de 12 anos, hoje vive em Buenos Aires e é responsável pela instituição na América Latina.


Um dos vídeos começa com Romualdo tirando uma espada da cintura e colocando-a sobre uma mesa. Durante 15 minutos, ele aparece orientando outros bispos graduados da igreja, como Clodomir Santos, a recorrerem a trechos da Bíblia nos quais se narra que o personagem Isaac, para escapar de uma grande fome, recebeu orientação divina para semear no solo ruim, e foi agraciado.


Romualdo orienta que “semear” é dar dinheiro à igreja. Ele diz que a igreja deveria perguntar aos fiéis se eles “acreditam mais” na crise ou em Deus.


“Por isso que a gente tem que perguntar [ao fiel]: “Você crê mais na crise ou você crê em Deus? Porque se você crê na crise, então você vai guardar para ela, ela vai pegar o que você tem. Sem que você saiba, quando você acordar, já era. Mas se você crê em Deus, você vai pegar o que a crise pode pegar e você vai colocar onde? [...] Vai semear no altar!”, diz.


Romualdo indaga se Clodomir compreendeu: “É ou não é, Clodomir? Entendeu? [...] Não é legal isso?”. Clodomir concorda: “Arrebenta. Tá ligado”.


Em seguida, o bispo diz que a ideia deve ser disseminada entre os pregadores: “Quer dizer, mais semente você vai ter, e quanto mais você tem semente, mais você vai colher. Pô, é muito forte, não é? Então, a gente tem que virar o jogo. Passar esse espírito para os pastores agora, como eu já passei”.


Ele se dirige ao bispo Sidney Marques, de Belo Horizonte: “Vai arrebentar, é muito forte! Hein, ô, Sidney?” “É o melhor investimento. O melhor investimento é esse”, responde Sidney. “Momento propício para o uso da fé”, arremata Romualdo.


O bispo diz que “combinou” com os pastores regionais de abrir três Bíblias, durante a oração do domingo, para “desafiar” as pessoas a trazerem dinheiro. “Eu combinei com os regionais aqui o seguinte, malandro. No domingo [esfrega as mãos], falar assim: “Olha, pessoal, em nome de Jesus, você que vai agora semear em cima dessa palavra aqui, com [R$] 10 mil para cima, vem aqui na frente, coloca, muito bem. Com [R$] 1.000 para cima, vem aqui pra frente. Com [R$] 500 para cima, vem aqui na frente, com [R$] 100 para cima, com dez reais para cima, com uma moeda para cima, coloca aqui”. Porque aí a gente não está, como se diz, estipulando. Porque foi na hora da oferta, um desafio.”


Vídeo de outra reunião indica que membros da igreja procuraram se aproximar de criminosos para evitar assaltos a carros-fortes que transportam dinheiro doado por fiéis.


Folhaonline