Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Temporada anual de transatlânticos será aberta em Ilhéus no dia 12 de outubro

O MSC Armonia, um dos transatlânticos mais luxuosos do mundo, abre no dia 12 de outubro, trazendo cerca de dois mil cruzeiristas ao município, a temporada 2010/2011 de paradas de navios no porto de Ilhéus. Com 41 paradas programadas, incluindo algumas duplas, a temporada contribui para o aquecimento da economia local, beneficiando lojas, restaurantes e cabanas de praia, entre outros, além de inúmeros prestadores de serviços.


O secretário de Turismo, Paulo Moreira, disse que a novidade da temporada será a ampliação do receptivo que todos os anos é oferecido aos turistas. O secretário esclarece que “estaremos com estande maior, dotado de folheteria e mapa da cidade. Nesse espaço, um guia de atendimento, fluente em três línguas dará as primeiras informações sobre a história e as principais atrações do município”. Além disso, o estande conta com a participação de duas ‘baianas’ e duas ‘gabrielas’, apresentação diária de blocos afro e grupos de capoeira. Outra informação de Paulo Moreira dá conta de que pela primeira vez na história das paradas de navios, vans, táxis e locadoras de veículos poderão contar com o suporte de estandes próprios (boxes).

Na temporada passada, mais de 100 mil turistas chegaram a Ilhéus através do porto. Durante cada parada, que normalmente vai das 8 às 18 horas, o turista que chega à cidade por meio dos cruzeiros marítimos gasta em média U$ 50.00. Maurício Torres, chefe de Serviços Turísticos de Ilhéus, disse que “a maior parte desse valor é usado com transporte, alimentação e compra de souvenires”. Já com relação ao destino dos cruzeiristas, informa que em ordem decrescente, os visitantes procuram as praias, o centro histórico da cidade e, por último, as fazendas e fábricas de cacau.


O MSC Armonia, que conta com infraestrutura, decoração clean e serviço de bordo. O transatlântico reúne necessidades adequadas ao perfil do público brasileiro. Nele, os hóspedes podem usufruir de ambientes de cabines com varandas privativas, quatro restaurantes, área aberta com duas piscinas para adultos e duas para crianças, duas jacuzzis, nove bares, boate, sala de jogos, lojas, teatro, salão de beleza, spa, sauna, academia, mini golf (simulado), cassino e cyber-cafe, entre vários outros.


Paradas – Além do Armonia, também estarão aportando em Ilhéus na próxima temporada os transatlânticos: Aidacara (01.12/17.02/14.04), Orchestra (06.12/25.12/04.01/13.01/17.01/24.01/31.01/07.02/14.02/21.02 e 28/03), Costa Serena (11.12/30.12/12.01/19.01/26.01/02.02/09.02/23.02/02.03/09.03./19.03), CVC Soberano (19.12/05.01), Grand Mistral (01.01/16.01/31.01/12.02/02.03), MSC Musica (06.01/20.01/03.02/17.02/03.03/03.07), Vision Of The Seas (23.02) e Costa Fortuna (21.03).

Rodovia que liga Olivença a Vila Brasil recebe melhorias

Há cerca de 26 anos sem receber uma só máquina para melhorar as condições de tráfego, a rodovia que liga a Estância Hidromineral de Olivença ao distrito de Vila Brasil (Una) está sendo recuperada pela Prefeitura de Ilhéus. A obra faz parte do “pacote” de melhorias anunciado pelo prefeito Newton Lima, em Olivença, no dia 30 de agosto deste ano, com recursos da administração municipal.

O secretário da Infraestrutura, Marconi Queiroz, disse que nos 18 quilômetros da rodovia, que liga a região de Acuípe do Meio à Olivença, estão sendo realizados os serviços de drenagem, patrolamento e encascalhamento do leito. A obra está em fase de conclusão e a prefeitura utiliza patrol, retroescavadeira e dois caminhões do tipo caçamba para realizar os serviços.

O melhoramento das condições da rodovia beneficia diretamente centenas de pequenos e médios produtores rurais (também das regiões de Santana e Santaninha) que se encontravam impossibilitados de escoar a produção agropecuária. Essas regiões são produtoras de farinha e outros produtos de mandioca, cacau, verduras e hortaliças, mel de abelha, além de leite (em menor escala).

Marconi Queiroz explicou que “como conseguimos encontrar uma boa jazida de cascalho, a rodovia volta a ser ter uma boa condição de tráfego, permitindo que os ônibus, caminhões e carros pequenos possam escoar a produção e transportar os moradores. Antes, eles estavam sendo obrigados a transportar a produção nas costas ou através de animais, criando transtornos para conseguir colocar suas mercadorias no mercado ilheense”.
Por - Walmir Rosário
www.ilheus.ba.gov.br

Nenhum comentário: