Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Lions Clube Itabuna Sul realiza sorteio de moto

Foto arquivo
 A diretoria do Lions Clube Itabuna Sul está anunciando para as 18 horas do próximo dia 5 de janeiro o sorteio de uma Moto Shineray. Quem ainda não tem o bilhete poderá comprá-lo pelo valor de R$ 20 no estande da CDL, instalado na Praça Adami, bem como com os associados do clube de serviço.

Os recursos arrecadados com a venda dos bilhetes serão destinados às obras assistências apoiadas pelo Lions Clube de Itabuna. O Sorteio da Moto será realizado na Praça Adami, em paralelo ao que a CDL fará para indicar o ganhador ou ganhadora do carro Celta, da Campanha de Natal do comércio de Itabuna.

Por: Erivaldo Bomfim - 29/12/2010

Fiscalização fechou cinco empresas de reciclagem em Itabuna

       A ação integrada que mobilizou equipes das secretarias de Agricultura e Meio Ambiente e Saúde, através da Vigilância Sanitária, além de técnicos do Ibama e homens da Companhia da Polícia de Proteção Ambiental (Coppas), resultou no fechamento de cinco empresas de reciclagem em Itabuna em situação irregular, com aplicação de multas de R$ 15 mil – uma média de R$ 3 mil por unidade – e notificação de uma outra.


        Segundo o coordenador de combate à dengue, Sandovaldo Carvalho este é um trabalho que terá continuidade a partir de uma agenda de visitas a ser discutida conjuntamente com as equipes do Ibama e da Coppas.
        “Já temos identificados todos os pontos críticos onde há o recolhimento de embalagens plásticas, pneus e outros materiais para reciclagem,” complementou Carvalho.


        Ele observa que trabalho visa não apenas a eliminação dos focos do mosquito da dengue, como também dos agentes transmissores de malária e leishmaniose, além de evitar a propagação de ratos, aranhas, cobras e animais peçonhentos em áreas densamente povoadas.


        As empresas fechadas terão um prazo até 17 de janeiro para a obtenção da licença ambiental, visando à retomada do seu funcionamento. Elas também não podem operar e, caso seja rompido um dos lacres das prensas, será aplicada uma multa inicial de R$ 10 mil ao infrator, o que culminará com julgamento de uma ação penal e de cobrança de até R$ 500 mil.

Por: Kleber Torres 
Leia mais:
www.itabuna.ba.gov.br 

Educação de Itabuna modelo no Estado

O professor Gustavo Lisboa secretário de educação de Itabuna reunido com a imprensa no dia de ontem (29) no Palace Hotel prestou contas positivamente de sua pasta. 

Os pontos altos da exposição foram: A informatização de todo o sistema de ensino contando hoje com cerca de 1500 micro-processadores; A previsão da educação de Itabuna, nos seus cursos fundamentais, atingir o 1º lugar no estado em 2011; Todos os professores graduados e com salários em dia, além do FGTS  recolhido.

O Secretário Gustavo Lisboa expondo dentro do projeto as várias ações e, que são inéditas em Itabuna e servindo como modelos para  a educação no Estado, informou a construção de mais uma creche para o município, e num investimento de 1,3 milhões, em parceria com o Governo Federal, será instalada no (Sitio 05), bairro Novo Ferradas em 2011.


Os comunicadores presentes analisaram positivamente as ações do Secretário Lisboa parabenizando-o pelo grande desempenho frente a educação no município nos últimos anos, “o que deveria ser seguido por outras secretárias” ressaltaram.  

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Inflação do aluguel avança 11,32% em 2010, maior taxa em 6 anos

Em 2009, indicador mostrou deflação anual pela primeira vez desde 1989, com queda de 1,72%

 Quarta, 29 de Dezembro de 2010, 08h21Alessandra Saraiva, da Agência Estado

A inflação medida pelo IGP-M, indicador muito usado para reajustar preços de aluguel, encerrou este ano com alta de 11,32%, a maior taxa anual desde 2004 (12,41%). O resultado de 2010, anunciado nesta quarta-feira, 29, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é bem diferente do apurado no ano passado, quando o indicador mostrou deflação anual pela primeira vez em sua história, iniciada em 1989 - com queda de 1,72% em 2009. O desempenho anual ficou levemente abaixo das projeções dos analistas consultados pelo AE-Projeções (entre 11,33% e 11,49%). 


Na evolução mensal, o IGP-M perdeu força e saiu de uma elevação de 1,45% em novembro para uma alta de 0,69% em dezembro. A taxa mensal ficou abaixo das estimativas dos analistas procurados pelo AE-Projeções, que aguardavam um aumento entre 0,70% e 0,85%, com mediana das projeções em 0,77%. O período de coleta de preços para cálculo do IGP-M de dezembro foi do dia 21 de novembro a 20 de dezembro.
A FGV anunciou ainda os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-M de dezembro. O IPA-M subiu 0,63% este mês, ante elevação de 1,84% em novembro. Por sua vez, o IPC-M apresentou elevação de 0,92% em dezembro, ante aumento de 0,81% em novembro. Já o INCC-M registrou alta de 0,59% em dezembro, ante avanço de 0,36% em novembro.


Atacado
A inflação no atacado apurada pelo IPA-M, que representa 60% do total do IGP-M, terminou 2010 com alta de 13,90%. Em 2009, os preços no setor encerraram o ano com queda de 4,42%.
A disparada nos preços agrícolas em 2010 contribuiu muito para este resultado da inflação atacadista. Isso porque os preços dos produtos agrícolas no atacado subiram 25,29% este ano, após caírem 3,73% em 2009, no âmbito do IGP-M. Já os preços dos produtos industriais registraram aumento de 10,29% no atacado em 2010, em comparação com a queda de 4,74% apurada em 2009.
 
Varejo
 Já no varejo, a inflação junto ao consumidor mensurada pelo IPC-M, que representa 30% do total do IGP-M, encerrou o ano com alta de 6,09%, após avançar 3,97% no ano passado.
Ao analisar a movimentação de preços no âmbito dos produtos, a FGV informou que as altas de preço mais expressivas no varejo, no IGP-M de dezembro, foram registradas em açúcar refinado (10,91%); alcatra (9,11%); e aluguel residencial (1,03%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em batata-inglesa (-10,13%); feijão carioquinha (-12,31%); e melancia (-13,28%).
Estadão.com.br

HOSPITAL DE BASE DE ITABUNA UM SOFRIMENTO DUPLO



O sistema de saúde no Brasil que já vem capengando há muito tempo por falta de uma política de defesa da vida humana, em Itabuna o setor transformou-se em calamidade pública!

O Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães inaugurado há 11 anos nunca funcionou em sua plenitude, por causa desse motivo quem levar a pior é o município, mas todos sabem que a Constituição dita que a saúde do cidadão deve ser mantida pelo o Estado.

No momento, o Hospital que atende cerca de 120 municípios de todo o sul, extremo-sul e às vezes ao oeste do estado, seus funcionários não suportando mais o atraso de salários, entraram em greve, o que já dura uma semana.

Com isso a população mais humilde, sem os caros planos médicos, não sabe para quem apelar, O certo é que muita gente está morrendo por falta de atendimento. Um fato que não vem de agora. O Governo do Estado tem que se pronunciar a respeito! Do jeito que está não pode ficar!      

Foto Arquivo - web    

MAIS UMA ELEIÇÃO NA CÂMARA!

Roberto de Souza
A Justiça chegou a um consenso, ou melhor, a um veredicto e determinou novas eleições para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Itabuna. O edital foi publicado na tarde de ontem (28) na imprensa oficial.

Apuramos que duas chapas vão concorrer ao pleito; Uma encabeçada pelo vereador Roberto de Souza (que já tinha sido eleito há um ano), e a outra pelo vereador Rui Correia (que já tinha sido eleito recentemente).

A nova eleição foi programada pela Justiça para as 09h00min horas de sexta-feira, dia 31 de dezembro no plenário Vereador Raimundo de Oliveira Lima, do Legislativo Itabunense, que precisa resgatar o seu prestígio perante a sociedade Itabuna.    

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

SALÁRIO FICA ABAIXO DA INFLAÇÃO

Os grandes jornais e as televisões, que mamaram mais de 9 BILHÕES DE REAIS nos oito anos deste governo lulo-petista, ou seja, mais de 1 BILHÃO DE REAIS POR ANO, continuam tentando proteger o apedeuta. Ninguém dá manchete sobre a maldade do "sainte" contra os trabalhadores e aposentados.

Até agora, apenas o Estadão resolveu, finalmente, informar que LuLLa vai dar uma "tungada" no bolso dos trabalhadores. Mas a notícia está escondida no meio do jornal, numa análise de Lu Aiko Otta, sob o título "reajuste pode ficar abaixo da inflação de 2010". Prá começo de conversa, "não pode ficar", VAI FICAR.

Segundo o próprio analista, o índice de reajuste do salário mínimo será de 5,88%, enquanto o INPC será de 6,5% no ano. Então. está claro que o reajuste será inferior a inflação. Além de não repor a inflação, o mínimo de 2011 passou por cima da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Ela determinava que o governo e as centrais sindicais negociassem o aumento real a ser concedido ao mínimo e às aposentadorias acima do mínimo.

Mas como LuLLa nunca se preocupou com a Lei, e os representantes da Lei nunca a fizeram ser cumprida quando o infrator é LuLLa, a coisa vai acontecendo de acordo com a vontade do quase ex-presidente.

E que se preparem os aposentados que ganham mais de um salário mínimo: vão continuar a ver seu poder aquisitivo cair, pois terão reajuste ainda menor que o que será dado ao salário mínimo.

PS:
Quando LuLLa tomou posse, em janeiro de 2003, apenas 499 veículos de comunicação recebiam verbas de publicidade do governo federal. Agora, o número foi para 8.094. Esses jornais, revistas, emissoras de rádio, de TV e "outros" estão espalhados por 2.733 cidades. Em 2003, eram só 182 municípios. Só neste ano eleitoral de 2010, o dinheiro para publicidade de Lula passou a ser distribuído para 1.047 novos veículos de comunicação. A categoria "outros" inclui portais de internet, blogs, comerciais em cinemas, carros de som, barcos e publicidade estática, como outdoors ou painéis em aeroportos.
Chama a atenção o aumento do número de "outros". Em 2003, eram apenas 11. Agora, são 2.512. A informação do governo é que a maioria é composta por sites e blogs na internet. 

Os filhos empresários de Lula

Dois dos filhos do presidente Lula, Fábio Luís e Luís Cláudio, abriram em 16 de agosto deste ano duas holdings -sociedades criadas para administrar grupos de empresas-, a LLCS Participações e a LLF Participações. Ao final de oito anos de mandato do pai, Lulinha e Luís Cláudio figuram como sócios em seis empresas. A Folha constatou, porém, que apenas uma delas, a Gamecorp, tem sede própria e corpo de funcionários. Seu faturamento em 2009 foi de R$ 11,8 milhões, e seu capital registrado é de R$ 5,2 milhões. Ela tem como sócia a empresa de telefonia Oi, que controla 35%. As demais cinco empresas não funcionam nos endereços informados pelos filhos de Lula à Junta Comercial de São Paulo. São, por assim dizer, empreendimentos que ainda não saíram do papel.
As seis empresas dos filhos de Lula atuam ou se preparam para atuar nos ramos de entretenimento, tecnologia da informação e promoção de eventos esportivos. São segmentos em alta na economia, que ganharam impulso do governo federal -Lula, por exemplo, foi padrinho das candidaturas vitoriosas do Brasil para organizar a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. Na maioria desses negócios, Lulinha e Luís Cláudio têm como sócios pessoas próximas de Lula. Um dos mais novos empreendimentos da dupla, a holding LLCS, por exemplo, foi registrada no endereço da empresa Bilmaker 600, na qual os dois não têm participação societária.
(…)
Comento
Pois é… A classe operária foi ao paraíso numa espantosa velocidade. Também nesse caso se percebe que FHC e Lula são muito diferentes. Quando o tucano chegou à Presidência, seus netos eram herdeiros de banco — o então Banco Nacional. Quando ele deixou o cargo, seus descendentes eram “sem-banco”. A instituição havia quebrado, e o governo não moveu uma palha para salvá-lo.
Com os Lula da Silva, a coisa é diferente. Lidam com a, digamos, “carreira” muito melhor do que o pai lidava com o torno. Lulinha era monitor de jardim zoológico quando o pai chegou ao poder. Oito anos depois, é esse potentado — certamente mais rico do que os netos de FHC!

Por Reinaldo Azevedohttp://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O HOMEM QUE MUDOU O BRASIL

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou ter sérias dificuldades para entender o que fala a presidente eleita, Dilma Rousseff (PT). Em entrevista ao programa Manhattan Connection, exibido no domingo, 26, à noite pelo canal de TV por assinatura GNT, FHC ironizou a petista e disse não ter "imaginação suficiente" para adivinhar o que Dilma quer dizer quando começa algum raciocínio e não o conclui.


"Não, não entendo não, eu confesso a você que tenho uma séria dificuldade (para entendê-la)", afirmou. "É uma dificuldade minha, você sabe que eu sou curto em inteligência. Às vezes eu não consigo, ela não termina o raciocínio e eu não tenho imaginação suficiente para saber o que ela iria dizer."


FHC disse que Dilma assumirá um País em condições muito melhores que as que encontrou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que o sucedeu no cargo. Na avaliação dele, o principal problema a ser enfrentado pela presidente eleita é a questão fiscal. "A Dilma vai pegar uma economia em bom momento, mas vai pegar uma situação fiscal bastante difícil também. Os gastos públicos aumentaram muito e é difícil você aumentar mais o imposto. Vai ter que ter algum ajuste."

Porém, o ex-presidente afirmou que não prevê um cenário pessimista para Dilma e enalteceu as conquistas que o País obteve nos últimos anos, principalmente durante seu governo (1995-2002). Ao falar de si mesmo, FHC fez um autoelogio. "Eu mudei o Brasil, vamos dizer com clareza aqui, sem falsa modéstia. O Brasil era um antes da consolidação da economia e passou a ser outro", afirmou.

"Vamos ser francos, o Brasil está melhorando, está melhorando muito, há muito tempo vem melhorando e vai melhorar mais. Depois que você põe em movimento uma máquina, você começa a pedalar e ela vai. Não sou pessimista nesse sentido, mas acho que ela (Dilma) vai ter que fazer alguns ajustes", afirmou.

FHC também aproveitou para criticar o presidente Lula. "O ano em que ele (Lula) pegou (assumiu o governo) piorou por causa dele, por causa do medo que os mercados tinham do que ele dizia que iria fazer e que, para a sorte de todos nós, não fez."

Dossiê
O tucano condenou a montagem de um dossiê sobre seus gastos e os de sua mulher, Ruth Cardoso (morta em 2008), durante sua gestão na Presidência. O dossiê teria sido feito em 2008 pela então secretária-executiva da Casa Civil Erenice Guerra a pedido da então ministra Dilma, quando o Congresso manifestou interesse em investigar os gastos do presidente Lula e de sua família com cartões corporativos.

"Realmente foi grave aquilo, porque ela (Dilma) telefonou pra a Ruth e disse que não estava fazendo nada", afirmou. "Era simplesmente para justificar os gastos que nunca foram explicados, até hoje, da primeira parte do governo Lula. Inventaram que nós tínhamos gastos que não tínhamos, não havia nem cartão corporativo, não havia nenhum gasto de coisa nenhuma, mas fizeram aquela onda, aquele chantagem toda, foi bastante desagradável."

FHC disse esperar que o ato não se repita durante o governo Dilma. "Mas se quiserem fazer espionagem da minha vida podem fazer à vontade, não tenho nada para esconder, mas espero que não", afirmou. "Eu digo não é o procedimento correto ficar fazendo dossiê." A entrevista com FHC foi a última do programa Manhattan Connection na GNT, que disponibilizou alguns trechos em seu site na internet.

BRASIL: REPÚBLICA SINDICALISTA

Da Folha de São Paulo: 

Ao receber a faixa das mãos do presidente Lula, no próximo dia 1º, Dilma Rousseff herdará a máquina federal com quase a metade da cúpula dos cargos de confiança, sem concurso público, tomada por sindicalistas.
Sem vínculo umbilical com o sindicalismo, ao contrário do antecessor, Dilma terá de administrar a pressão das centrais sindicais para manter e ampliar a cota desses cargos, os chamados DAS 5 a 6 (Direção e Assessoramento Superiores) e NES (Natureza Especial).
De acordo com dados do Ministério do Planejamento, há hoje 1.305 cargos dessa natureza. A remuneração chega a R$ 22 mil mensais. O controle da maioria dos cargos é atribuição da Casa Civil, que será chefiada por Antonio Palocci.
Segundo estudo da cientista política Maria Celina D'Araújo, da PUC-RJ, autora de "A Elite Dirigente do Governo Lula", quase metade (42,8%) dos ocupantes desses cargos atualmente são filiados a sindicatos. Desse total, 84,3% são petistas.
* Para atender os "justos reclames" da pelegada, já está no congresso (se é que já não foi aprovado), projeto aumentando em mais 1.450 o números desses cargos. Está explicado o motivo pelo qual o salário mínimo não terá nem a reposição inflacionária. Hoje, ser sindicalista é o passaporte para boa vida. Os trabalhadores estão completamente abandonados. Triste Brasil...

PS.:
Como o PIB cresceu apenas 0,2% em 2009, o salário minimo para 2011 será corrigido apenas pela inflação oficial e alguns trocados a mais. Com isso, vai subir R$ 30, de R$ 510 para R$ 540. No entanto, a inflação dos alimentos, que é aquela que pega em cheio os mais pobres, já está em 9,59% até novembro, segundo o IBGE, devendo chegar muito próximo ou até ultrapassar os 12%. Ou seja: a comida vai subir o dobro do salário mínimo. Por que o eleitor não vê esta informação no Jornal Nacional?

Lançado em Ilhéus livro que conta a história do município

O fotógrafo José Nazal Soub Pacheco lançou a segunda edição – revisada e ampliada – do livro ”Minha Ilhéus: Fotografias do Século XX e um Pouco de Nossa História”, reunindo fotos e informações sobre a história da cidade. Durante a solenidade, que aconteceu na noite do último dia 23, no salão nobre da Academia de Letras de Ilhéus, o autor lembrou que a primeira edição foi esgotada em menos de dois anos, sendo muito utilizada por instituições de ensino do Sul da Bahia. Lançado pela editora Via Litterarum, o livro traz fotos inéditas e textos de vários historiadores                    que estudaram o passado da antiga capitania hereditária de São Jorge dos Ilhéus.

         Nesta nova edição, José Nazal reafirma seu amor por Ilhéus e amplia o passeio panorâmico na cena urbana do século passado, com imagens captadas por fotógrafos que registraram aspectos da chamada “capital do cacau”, a exemplo de Lourival (Louro) Reis, Raildo Vieira do Nascimento, Lindemann, J. Dias, Fâmula, P. Pinillos, Francino Vieira e Zezito Mendonça, entre outros homenageados.  “De modo especial, divido este trabalho com fotógrafos anônimos que não deixaram assinatura em seus trabalhos, sendo, em função disso, impossível dar-lhes o devido crédito”, informa Nazal.

         No prefácio de ”Minha Ilhéus: Fotografias do Século XX e um Pouco de Nossa História”, o presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus e doutor de história pela UFBa, André Luiz Rosa Ribeiro, afirma que “a cada fotografia e a cada relato, o autor nos convida a desvendar a profunda unidade cultural humana da “sua” Ilhéus. Em mais este trabalho, José Nazal é coerente com sua história de vida e com sua trajetória de homem profundamente integrado à estrutura familiar e às relações sociais locais”.

         Caráter Pedagógico - Ao concluir a sua análise sobre o livro, o professor André Luiz Rosa Ribeiro declara que, “desta forma, considero este livro relevante. Não somente pelo seu caráter pedagógico, devendo ser inclusive adotado pelas escolas municipais e bibliotecas públicas, mas, também, pelo seu conteúdo iconográfico, pelo seu rigor técnico, e finalmente, não menos importante, pela sua origem autoral: escrita por um filho de Ilhéus que demonstra, mediante essa pesquisa, seu amor por sua terra e por seus antepassados”. Além do prefeito Newton Lima e da primeira dama do município, D. Inês Tavares, o evento também contou com a presença do secretário municipal da Fazenda, Jorge Bahia, do chefe de gabinete da Prefeitura de Itabuna, Ivan Montenegro e do diretor da editora Via Litterarum, sociólogo Agenor Gasparetto, além                    de integrantes da Academia de Letras de Ilhéus, dentre diversos outros convidados.

Mais uma vez, Reveillon Popular será um
dos pontos altos da virada do ano em Ilhéus

A exemplo dos anos anteriores, o Reveillon Popular de Ilhéus será um dos pontos altos da virada do ano no município. A festa, que mais uma vez deve atrair milhares de pessoas, será realizada em um grande palco armado ao lado da Catedral de São Sebastião, na avenida Soares Lopes. De acordo com o secretário de Turismo, Paulo Moreira, além do trabalho de 80 policiais, o evento contará com o apoio de um moderno sistema de monitoramento eletrônico, cuja central será instalada no Largo Cultural.

         O Reveillon Popular de Ilhéus 2010/2011 contará com Benner Show e Banda, a partir das 8 horas, Circuito Fechado, às 10 horas, Pretubom, com o cantor Fábio Souza, a partir das 23h45min, e uma outra atração musical ainda a ser definida que subirá ao palco por volta das 2 horas da madrugada. “Mesmo com todas as dificuldades econômicas do município, o prefeito Newton Lima não abriu mão de oferecer ao povo ilheense a tradicional festa de reveillon. Não tenho dúvida de que teremos, mais uma vez, um evento repleto de paz, tranquilidade e alegria”, diz o secretário Paulo Moreira.

         Além do Reveillon Popular, a virada do ano em Ilhéus será agitado por vários outros eventos. O Batuba Beach, na Estância Hidromineral de Olivença, trará grandes atrações estaduais e nacionais, como Jota Quest, Psirico e Banda Lordão. Já o reveillon do Hotel Jardim Atlântico, na rodovia Ilhéus/Canavieiras, será animado pela cantora Chica de Cidra e pelo DJ Nadinho. A chegada de 2011 também será festejada na Cabana Gabriela, no Iate Clube de Ilhéus, na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB)        e em diversos outros bares, restaurantes e cabanas de praia da zona sul do município.

         Verão – A partir de janeiro, a Prefeitura Municipal dará continuidade à sua programação anual de verão. Até março, quando será realizado o Carnaval de Ilhéus (4 a 8), ilheenses e visitantes oriundos de todo o país terão a oportunidade de curtir diversos eventos. De 7 a 9 de janeiro, o calendário festivo contemplará a Puxada do Mastro de São Sebastião; dia 22 de janeiro, a Lavagem da Escadaria da Catedral de São Sebastião; e, no dia 2 de fevereiro, a Festa de Iemanjá. “Além das festas tradicionais, em 2011, de janeiro a fevereiro, sempre nos dias de quinta-feira, teremos o Cortejo Afro, evento que contará com a participação dos blocos afro da cidade, saindo das proximidades do Cinema Santa Clara até a avenida 2 de Julho”, informa Paulo Moreira.
 Por: Walçmir Rosário
Leia mais: 

Itabuna: Prosseguem matrículas na Rede Municipal de Ensino



        A matrícula na Rede Pública Municipal de Ensino de Itabuna, para o ano letivo de 2011, prossegue até o próximo dia 31 de janeiro. De acordo com o calendário estabelecido e divulgado pela Secretaria da Educação (SEC), através da Portaria nº 021/2010, até quinta-feira, dia 30 de dezembro, serão matriculados os alunos da Educação Fundamental e aqueles que estão sendo transferidos de uma unidade escolar para outro da própria rede.
       

A partir da próxima segunda-feira, dia 3 de janeiro, o período de matrícula estará voltado para os alunos ingressantes na Rede Municipal, oriundos de outras redes de ensino. Para efetivar o procedimento, será necessário o preenchimento do Requerimento de Matrícula, fornecido pela unidade escolar e que deve ser assinado pelas partes responsáveis. Além do requerimento, o aluno deverá apresentar, no ato da matrícula, a via original do Histórico Escolar, uma cópia da Certidão de Nascimento e duas fotos 3x4.
        

 De acordo com a Portaria da SEC, aos alunos sem comprovação de escolaridade anterior será garantido o direito à matrícula, cabendo à escola regularizar sua vida escolar, conforme a Resolução 001/99, de maio de 2000, do Conselho Municipal de Educação.  O calendário de matrícula foi iniciado no dia 2 de dezembro, com o atendimento aos alunos da educação infantil.

        Modalidades

        Nas 110 unidades escolares da Rede Pública Municipal de Ensino de Itabuna são oferecidas vagas nas modalidades da Educação Infantil: creche, para alunos na faixa etária de 1 ano e meio até 3 anos e 11 meses completos até 31 de março; e pré-escola, para alunos de 4 anos até 5 anos e 11 meses completos até 31 de março. No Ensino Fundamental, as vagas estão divididas entre os Ciclos de Formação Humana da Infância, para crianças de 6 a 9 anos; da Pré-Adolescência, para alunos de 9 a 12 anos; e o Ciclo da Adolescência, para estudantes na faixa etária de 12 a 14 anos e 11 meses. A rede disponibiliza ainda vagas no Programa de Educação de Jovens e Adultos – Proeja I e Proeja II.

      
  A Portaria da SEC determina ainda que as unidades escolares matriculem alunos com necessidades educativas especiais: deficiência intelectual, auditiva, visual, múltipla e condutas típicas (síndromes) em sala de turma regular e, se necessário, encaminhá-los para atendimento especializado no Centro Psicopedagógico da Educação Inclusiva – Cepei. Os alunos transferidos de escolas de outras redes de ensino, seriadas ou não, serão classificados para matrícula de acordo com o quadro de equivalência da Rede Pública Municipal de Ensino.Por: Erivaldo Bomfim 

Leia mais:
www.itabuna.ba.gov.br

Psicóloga explica como Papai Noel pode influenciar na educação dos pequenos

Usar o personagem para combater atitudes erradas da criança pode ter efeito inverso

 Muito se discute a respeito do quanto voltadas apenas para questões comerciais estão as datas comemorativas como o Natal. No entanto, segundo a psicóloga Sônia Bagatini, apesar dessas mudanças de valores, os símbolos natalinos têm um papel cultural importante, reforçando nos pequenos o cultivo de valores positivos.

Para a especialista, esses símbolos devem ser inseridos ainda nas vivências da primeira infância da criança através do exemplo dos pais ou dos adultos responsáveis. Se eles forem apresentados de maneira positiva, são capazes de influenciar na educação dos pequenos.
— O Papai Noel é a parte mágica de toda essa história. Ele surge para reforçar valores e crenças por meio de conversas entre as crianças e os adultos. Depois, na entrega dos presentes, o amor que todos merecem é desencadeado pelos símbolos — diz a psicóloga.

No entanto, uma prática bastante comum é barganhar com a criança o seu "bom comportamento" em troca de presentes. Essa, segundo Sônia, é uma prática absurda pois prega que tudo o que a criança faça pode ser trocado por algo material que a satisfaça.
— Infelizmente, o Papai Noel tem sido usado para assustar. Isso está tão errado quanto os pais que, por exemplo, prometem uma bicicleta no Natal se a criança for aprovada na escola — alerta.
Sônia chama a atenção de pais e cuidadores para a possibilidade de que a criança se sinta frustrada e mal interpretada quando posta diante de suas dificuldades, em situações nas quais a figura do Papai Noel é posta como se ele fosse um censor moral.

— Por exemplo, se a criança ainda faz xixi na cama, é comum ela ser humilhada na frente dos familiares nessas datas, o que gera muita frustração — afirma.
O ideal, de acordo com a profissional, seria comemorar o Natal como o momento em que Noel venha reforçar tudo aquilo que a criança tem de positivo, servindo de estímulo para que ela se motive a conquistar mais comportamentos positivos.

— Os resultados seriam bem melhores — frisa a psicóloga que assessora a diretoria da organização filantrópica SOS Casas de Acolhida, que cuida de crianças vítimas de violência de zero a seis anos.
Percebido pela sociedade como um pai carinhoso que chega às famílias de todo o mundo uma vez por ano, o comportamento do bom velhinho deve ser o daquele que reconhece as potencialidades da criança, que reforça os valores positivos e, assim, retribui com o presente.

— Isso é Natal de verdade, pois para a criança o julgamento não é importante, muito menos em público — reforça a psicóloga.
zero hora 

Música para um Feliz Fim de Ano:

domingo, 26 de dezembro de 2010

PORQUE HOJE É DOMINGO

CONTAGEM REGRESSIVA



Faltam cinco dias  para o fim definitivo do governo LuLLa. Pelo menos é pelo que está torcendo 44 milhões de brasileiros. E torcendo para que ele nunca mais retorne. Não fará a menor falta.

Mas existe uns tantos milhões afirmando que o governo de DiLLma Rousseff será comandado por Lulla. Porém, os 44 milhões está apostando na personalidade totalitarista da ex-terrorista. Na verdade, torcendo para que essa personalidade venha à tona o mais rapidamente possível, amparada pela "nomenclatura" petista, doida para botar todos os dedos no cofre do Brasil. 

A partir do dia 1º com a caneta na mão, aquela que assina os cheques e as nomeações, vamos ver se a dona presidente ( que foi escalada para guardar o lugar do Capo ), vai seguir o script feito pelo apedeuta que sai, ou vai escrever um novo. Diz um ditado popular "quem paga as contas é quem diz a hora de acordar"... 

Espremida entre o fim do governo do Farol da Mediocridade, o início do poder de seu vice, Michel Temer, que, só por ser do PMDB de Sarney e Renan Calheiros, já mostra o tamanho do trabalho que vai dar, e a fome dos corvos e urubus do PT, ela poderá mostrar seu autoritarismo mais cedo do que muitos imaginam.
 
Dentro de cinco dias úteis acaba a Era Lullista da Mediocridade. LuLLa deixará sua marca:  do bonachão irresponsável e ébrio, tão somente porque realizava seu sonho de pop-star: "eu sou o cara". 


Começará então, segundo vaticínio de Zé Dirceu, a Era PT. O PT  das entranhas, que governará e fará tudo o que LuLLa, Zé Dirceu Marco Aurélio Garcia e Gilberto Carvalho queriam fazer, mas para não colocar a perder a condição de mito do Apedeuta de Garanhuns, não fizeram.

Lula sobreviverá nos noticiários. Dará palpites, enquanto puder, exercendo seu "sagrado direito" à verborragia imoral de sempre. A outra terá trabalho para exercer seu poder na plenitude. Mas ( e há sempre um MAS) à medida em que for tomando o espaço físico deixado pela ausência corpulenta e suada de LuLLa, tomará também o espaço do poder.

Como diz o nobre Deputado Federal Tiririca: "pior do que está não fica".
 

sábado, 25 de dezembro de 2010

ENTÃO É NATAL


No ano 270 da era Cristã, o imperador romano Lucius Domitius Aurelianus favoreceu o culto ao deus Sol, ou “Sol Invictus”, cuja festa acontecia no dia 25 de dezembro, o chamado “Dies Natalis Solis Invicti” ( dia do nascimento do Sol Invicto). A data foi escolhida por conta do solstício de inverno, ou seja, quando o sol parece estar parado e a duração da claridade do dia começa a aumentar.

No hemisfério norte da Terra, entre os dias 22 e 24 de dezembro, parece que o Sol pára, sendo que a escuridão do dia atinge seu ponto máximo e  a claridade o mínimo. Logo depois do solstício a luz do dia começa a aumentar gradativamente, assim nesse dia 25 o Sol parece renascer “invencível” em sua luta contra as trevas.

No ano 350 da era Cristã, para fazer frente as comemorações do Dia do deus Sol, o Papa Julio I, determinou que as comemorações do nascimento de Cristo deveriam acontecer no dia 25 de Dezembro, explicando que o verdadeiro Sol Invictus é o Salvador Jesus Cristo, aquele que venceu as trevas, baseado no Evangelho de Lucas, que apresenta o doce rabino de Nazaré como o verdadeiro sol nascente. O Papa Libério, sancionou por lei eclesiástica a data de 25 de Dezembro como o Natal de Cristo Jesus.

Antes disso, o nascimento de Cristo era festejado em 15 de Março, que segundo alguns estudiosos, baseados no calendário judaico, é o verdadeiro dia de Sua entrada, como homem, no mundo.

Naquela época os calendários eram muito confusos. Existiam vários calendários. Alguns até com semanas de quinze dias e meses de dez dias. O povo, de uma maneira geral, não conhecia as datas de nascimento, casamento ou falecimento. Tanto que não existem registros históricos a respeito de festas de aniversários na antiguidade romana. E provavelmente por isso, os evangelistas também não se detiveram no detalhe do dia e do mês em que nasceu o Salvador da Humanidade.

Somente no ano 582 foi proposta uma era cristã pelo padre Diniz, da igreja católica romana, donde surgiu o calendário cristão, que hoje conta com 2.010 anos.

De qualquer sorte, Cristo é o verdadeiro “astro-rei”; aquele que veio a este mundo para ser a luz eterna; que ilumina o caminho que leva ao Pai; aquele que é a luz que ilumina todos os homens.

NADA DE NOVO NO FRONT

                                                                     Por Dora Kramer, jornal Estado

E para terminar o ano mais um escândalo no Congresso, mais caos nos aeroportos e mais um discurso de emotiva autoexaltação do presidente Luiz Inácio da Silva em rede nacional.


A boa notícia é que Lula deve se aquietar em merecido descanso (de parte a parte) por alguns dias antes de voltar a falar de si dia sim outro também.

Por ora, nada de novo no front: os aeroviários fazem uma abjeta chantagem com a população que neste fim de ano enche os aeroportos por causa das férias e das festas, enquanto o presidente, indiferente aos malefícios gerais, desfila para cima e para baixo declarando-se o melhor governante de todos os tempos.
Aos passageiros, claro, resta enfrentar mais uma vez sua saga de Natal.

No departamento de escândalos, outra vez juntam-se Legislativo e Executivo na produção de um vexame envolvendo ministro indicado pela presidente que toma posse daqui a nove dias. Como ensaio geral não poderia ser mais significativo.

Pedro Novais apresentou pedido de ressarcimento de R$ 2.156,00 relativos a despesas no Motel Caribe em São Luís do Maranhão, seu domicílio meramente eleitoral, pois mora no Rio.
Indicação do PMDB sob o gentil patrocínio do presidente do Senado, José Sarney, e do líder do partido da Câmara, Henrique Eduardo Alves. Explicação da excelência?
“Não enche o saco”, disse ao repórter Leandro Colon, do Estado, com a fidalguia inerente à estirpe.

Difícil saber o que é pior: o deputado cobrar, a Câmara pagar a conta da festa no motel, o PMDB indicá-lo para o ministério ou a presidente e a equipe de transição aceitarem a indicação sem procurar saber nada sobre a conduta da pessoa a quem entregarão uma pasta que liberou irregularmente dinheiro de emendas parlamentares, cujo orçamento em 2010 foi de mais de R$ 4 bilhões.Talvez Pedro Novais não emplaque no ministério, mas o padrão está sinalizado.

Na Câmara, as regras ditas moralizadoras, baixadas depois do escândalo da farra das passagens aéreas, dão a cada deputado entre R$ 15 mil e R$ 32 mil a título de verba indenizatória para fazer o que quiser. Inclusive festas em motéis.

Sobre os aeroviários, aprenderam o caminho das pedras em 2006, com os controladores de voo, e desde então o Natal é o mesmo inferno. Não só por causa deles.

A incúria e a imprevidência governamentais, a cobiça e o desacato das empresas aéreas em relação ao consumidor estão na origem de uma situação que faz milhões de brasileiros reféns indefesos de agonia sem remédio e dão ensejo a um movimento salarial de natureza criminosa. Isso porque Nelson Jobim iria dar um jeito no setor.

Três anos depois Lula ainda sai dizendo que “onde houver um brasileiro sofrendo quero estar espiritualmente ao seu lado”.

Com toda certeza, os prisioneiros do caos prefeririam a sua parte em respeito, um mínimo de organização, atenção ao bem-estar da coletividade e menos empenho estritamente eleitoral.

NÃO DÁ PRÁ ENTENDER

Tem coisas que acontecem na Bahia, que fogem completamente ao raciocínio lógico. Uma delas é a reeleição do atual governador, e ainda mais no primeiro turno. Um governo chinfrim, trôpego, mambembe, que gasta uma nota preta em propaganda para trombetear uma ou outra realizaçãozinha, escondendo assim a verdadeira Bahia que vai descendo a ladeira.

Agora, segundo pesquisa divulgada pelo DataFolha, traz Jaques Wagner ( o galego carioca que veio consertar a Bahia, segundo LuLLa) como o terceiro mais bem avaliado entre os governadores pesquisados pelo Datafolha, que avaliou oito estados e o Distrito Federal. 

Segundo a pesquisa, lidera o ranking o governador reeleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). Reeleito com 63,83% dos votos, Wagner teve média de 7,3 e aprovação de 60% dos baianos, segundo a pesquisa. O líder Eduardo Campos teve a nota de 8,4 atribuída pela população  e a taxa de aprovação de 90%.

Antecedendo  o governador da Bahia aparece Cid Gomes, governador reeleito do Ceará, com média de 7,6 e aprovação de 65%. 


Sinceramente, dá prá entender um negócio desse?

PAZ NA TERRA


                                                          Por Nélio DaSilva
H á exatamente quarenta e dois anos, em 1968, praticamente o mundo inteiro parou para ouvir trechos do primeiro livro da Bíblia: livro de Gênesis. 
Apesar das palavras serem bem familiares, aquela leitura teve um significado muito especial naquela noite. 
Aqueles homens liam aquelas palavras pela primeira vez na história da humanidade, de uma distância jamais experimentada. 
Frank Borman, Jim Lovell e Bill Anders olhavam para a terra da sua nave que orbitava a Lua. De lá, eles contemplaram uma magnífica esfera azul e branca orbitando na vasta negritude do espaço.

Por um breve momento, as pessoas ao redor do mundo se juntaram num espírito de paz, senso de celebração e realização. Nunca na história da humanidade tivemos, até então, um senso de unida perspectiva do nosso planeta.

Hoje, nós somos mais interconectados e interdependentes do que jamais fomos. Viajamos com relativa facilidade pelo espaço sideral, porém, com muita frequência, focalizamos muito mais nas coisas que nos dividem. E, ao fazermos isso, trazemos desnecessários sofrimentos e desespero. Apesar de sermos singulares, o fato é que nossos interesses comuns superam em muito as nossas diferenças. 



Nesse dia de Natal, o melhor presente que eu e você podemos dar e receber é Paz na Terra!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

De Fraldas e Chupetas

"Não tem nada mais socialista do que uma mãe. Uma mãe pode ter dez filhos. Ela pode ter um mais bonitinho, um mais feinho, mas uma mãe gosta de todos em igualdade de condições." (Pres. Lula, falando no dia 14/12, em Salgueiro, PE, sobre os recursos que ele julga presentear a Estados e municípios).

O presidente radicalizou o paternalismo e acaba de instituir o maternalismo de Estado. Ele já foi o pai da pátria, já foi (como no filme) o Filho do Brasil, e agora se declara mãezona da nação. E tem sido assim, na base da mamadeira, que, segundo a mais recente pesquisa encomendada pela CNI ao Ibope, 87% dos brasileiros consultados, de fraldas e chupeta, beijam a mão do cara e não se sentem nem um pouquinho desrespeitados pela situação. Gu-gu da-dá.

Admito que não se pode esperar da massa um perfeito discernimento sobre a concentração de poderes e de recursos que ao longo das últimas duas décadas fluíram para Brasília. Mas a capital federal, a "capital da esperança" já realizou o sonho dos seus. Ali não se produz um prego, não se fabrica meio palmo de estopa, mas ali se tem o PIB per capita mais elevado do país (quase o dobro do paulista!). Ali, na antiga terra dos candangos, se tem - também disparado na frente - o mais alto Índice de Desenvolvimento Humano entre as unidades da Federação. E, certamente, ali se tem o mais deslavado grau de satisfação com o saque dos recursos nacionais pela nossa elite política e administrativa. Ali é a matriz dos inconformados com seus salários de R$ 24,5 mil por mês, que passaram a receber R$ 26,7 mil para não terem que ir bater o pires na porta da igreja. Quando se criticam os 594 congressistas que vão receber isso tudo, durante mandatos de quatro anos, eu fico pensando nas dezenas de milhares de membros dos outros poderes, que recebem o mesmo montante, em valor irredutível, para o resto de suas vidas! O sentido de proporção é dos mais elementares ensinamentos da matemática.

O povo dificilmente vai entender o processo de desapropriação a que estão submetidas as riquezas nacionais se ninguém na grande mídia lhe explicar que os recursos distribuídos aos Estados e municípios pelo paternalismo de saias, ou pelo maternalismo presidencial, são extraídos de jamanta dessas mesmas unidades da Federação para onde, mais tarde, retornam em doses homeopáticas. Quando o presidente formula uma declaração como aquela destacada aí em cima, a mídia teria a obrigação de esclarecer que somos triplamente roubados pelo papai (ou pela mamãe) estatal. Somos roubados por uma tributação excessiva.

Somos roubados na má qualidade dos serviços públicos e da infraestrutura que utilizamos, infimamente proporcional ao montante dos impostos que pagamos. E somos roubados pela terrível centralização das receitas fiscais na órbita da União.

Família é a mais importante instituição de qualquer sociedade que deseje ser livre e bem organizada. Mas as analogias familiares são incompatíveis com uma sociedade política que, por seu turno, deseje ser livre e bem organizada. São incompatíveis, também, com os valores republicanos e com o respeito que os poderes de Estado devem aos cidadãos.

Para finalizar, e antes que me esqueça: minha mãe era uma pessoa maravilhosa, dedicou sua vida aos sete filhos e nunca, nem como desvio de inspiração poética, foi socialista.

Presidente do Brasil se torna “Papai Noel” dos homossexuais

O presidente do Brasil Luiz Lula da Silva se tornou o “Papai Noel dos gays” à medida que seu reinado vai chegando ao fim, aprovando centenas de milhões de dólares para a propaganda homossexual, bem como um novo órgão governamental para promover a agenda gay.
Além disso, o governo Lula começou a distribuir “kits” para crianças entre as idades de 7 e 12 anos, projetados para incentivá-las a aceitar a homossexualidade. Conforme a imprensa, os kits incluem um DVD com uma estória sobre um rapaz de catorze anos que vai ao banheiro, e fica sexualmente excitado enquanto observa outro estudante urinar perto dele.
O DVD provocou a revolta de Jair Bolsonaro, deputado federal no Congresso Nacional do Brasil, o qual o denunciou como “vergonhoso” num recente discurso na tribuna.
O ativista pró-família brasileiro Julio Severo escreveu: “O velhinho de barba branca da ficção (Papai Noel) dá presentes inofensivos e inocentes para crianças. O barbudo do PT garante distribuição de kits gays para crianças de escola”.
A afirmação de Severo de que Lula se tornou o “Papai Noel dos gays” foi adotada pelo movimento homossexual. Toni Reis, o líder da mais influente organização homossexual do Brasil, disse num recente encontro com o presidente que “O Lula é muito gente boa. Tem até a barba branca, é o Papai Noel dos gays”.
Enfrentando seus últimos dias, o governo Lula fez seu esforço de último minuto para aprovar o projeto “Lei contra a Homofobia”, também conhecido como PLC 122, o qual permitiria que o governo silenciasse todas as críticas à homossexualidade. Apesar do apoio do ultrapopular presidente à medida, e uma coalizão de maioria pró-Lula no Congresso Nacional, o governo dele nunca conseguiu aprovar o projeto de lei. Os esforços dele fracassaram pela última vez no começo deste mês.
Apesar da perda, Lula tem dado uma chuvarada de variados presentes para o movimento homossexual do Brasil nos últimos dias de seu governo. Eles incluem a criação do “Conselho Nacional de Combate à Discriminação” (CNCD), cujo propósito evidente é fortalecer o poder das iniciativas gays legais e políticas. Um dos membros do conselho será Luiz Mott, que se considera como “decano” do movimento homossexual e que fez declarações no passado sugerindo o apoio à pedofilia.
A criação do CNCD em 9 de dezembro, a pedido dos ativistas homossexuais, ocorreu depois que 300 milhões de reais foram destinados para combater a “homofobia” em novembro. No mesmo dia, o governo Lula aprovou a concessão de pensões para duplas homossexuais, bem como outros privilégios normalmente reservados para casais casados. Em 13 de dezembro, o governo deu o “Prêmio de Direitos Humanos” para Toni Reis, que é presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais.
O entusiasmo de Lula pela agenda homossexual esteve manifesto durante todo o seu governo. Durante seus oito anos na presidência, ele subsidiou o movimento homossexual com milhões de dólares em assistência, adotou medidas para fechar programação de televisão que critique o estilo de vida gay e promoveu acordos internacionais para combater a “homofobia”.
No entanto, uma recente pesquisa de opinião pública indicou que, apesar das campanhas vigorosas do governo Lula para promover o homossexualismo, o povo brasileiro continua a rejeitar uma legislação de “união civil” para duplas gays. 
Por Matthew Cullinan Hoffman/ Notícias Pró-Família
Traduzido por Julio Severo: http://juliosevero.blogspot.com/