Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Editorial:


FALTOU BORRACHA


Tem gente que viu o galo cantar, mas não sabe onde, e fica “estarrecido” com os acontecimentos de Brasília, quando a polícia militar “desocupou uma via pública”.
É mais do que justo que se proteste contra a permanência no governo do distrito federal, de um corrupto notório, como é o Arruda, que quando Senador, já tinha aprontado uma e teve que pedir pra sair pra não ser defenestrado.

E o que aconteceu? O povo de Brasília o elegeu Governador, como prêmio por sua malandragem. Arruda deve ser realmente, execrado. Mas, uma coisa é uma coisa, outra coisa, é outra coisa. No caso do protesto em Brasília, os pseudo-estudantes tentaram parar a cidade, prejudicando toda a comunidade.
Se eles fizessem o protesto, respeitando o direito de ir e vir dos outros, tudo bem, mas no caso em pauta, faltou foi mais borracha.
E tem mais, a UNE hoje é na verdade um grupelho que se locupleta de verbas públicas, e só se movimenta quando é para “protestar” contra partidos contrários ao governo Lula.
O protesto dessa gente é seletivo. Ninguém os vê protestando contra os mensaleiros de Lula, aqueles mesmos que estão sendo processados pelo STF, e que esta semana foram “homenageados” pelo PT.
Ninguém os vê protestar porque o cartão corporativo de Lula é uma caixa preta, e ninguém sabe em que são gastos milhões de reais.
Enfim, a mídia comprada e dócil faz um “ panavoeiro arretado” quando algo acontece com algum safado da oposição, mas cala-se, como no caso da tentativa de estupro de Lula contra um companheiro de cela, quando o “noço presidente” esteve preso,.
Querem saber de uma coisa? Me poupem....

domingo, 29 de novembro de 2009

Os jornalistas merecem respeito!



O Coordenador de Comunicação do Estado, Robson Almeida; Presidenta do Sinjorba, Cardé Mourão; Diretora de Comunicação  e ex-presidenta  do Sinjorba, Heloisa Sampaio e os deputados, Emiliano José e Alvaro Gomes, na abertura dos debates.


Com as propostas da luta pela permanência do diploma e de regularizar o registro de jornalista provisionado para profissional em definitivo, junto a Fenaj e ao Ministério do Trabalho, foi encerrado ontem o X Congresso dos Jornalistas da Bahia realizado no Pavilhão quatro, da FTC, em Salvador.

O encontro que foi organizado pelo SINJORBA e a Fenaj, contou com profissionais de todo o interior da Bahia e da capital, foi coroado de grandes debates em busca da regularização da profissão de quem faz a imprensa deste país. Para os estudiosos no assunto, isso ainda não aconteceu porque os grandes grupos que retém as redes de comunicação lutam para que a profissão não seja legalizada, mas os jornalistas através dos 30 sindicatos espalhados de sul a norte do país, aliados a Fenaj vão lutar até acontecer um desfecho positivo da classe aconteça.

Esses assuntos foram discutidos com base e dentro do que o regime democrático brasileiro oferece e dar direito ao cidadão brasileiro; Será que podem existir a profissão de médicos, engenheiros, torneiros mecânicos, advogados, carpinteiros, portuários, e jornalistas não? Por que eles não querem democratizar a comunicação? Têm mede do quê?

Ficam ai, alguns questionamentos para a sociedade brasileira que está ao nosso lado responder.

Hoje nós temos jornalistas provisionados desde a década de 70, portanto, com mais de 35 anos na ativa! Esses profissionais buscarem, escreveram, formam opiniões da notícia com ética, e trouxeram à história de uma região, de um Estado, ou mesmo desse País à tona! Será que eles não merecem respeito?

As autoridades de nosso país devem ter, sim, com esses profissionais o respeito devido e, além disso, lhes devem obrigação pela condução, das decisões mais importantes de nossa nação durante esse período, que envolveu o regime militar. Como sabemos vivemos num regime democrático, graças também ao sangue derramado pelos jornalistas!

Ou ainda estamos vivendo uma época de sangue e tortura da ditadura? Eis a questão...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

EDITORIAL


  
CONFUSÃO EM BUERAREMA

O pequeno município de Buerarema, no sul da Bahia, não tem dado sorte com os seus prefeitos. Desde que foi fundado, o município tem sofrido devido à luta pelo poder, entre facções rivais, começando com os “Graúdos” e “Miudinhos”.
Mas ultimamente a coisa piorou.
O ex-Prefeito Orlando Filho governou sete anos e meio ameaçado de perder o mando, coisa que aconteceu por seis meses.
Durante esses oito anos, boa parte dos recursos do município foram dirigidos para pagamento de advogados.
Com a eleição de Mardes Monteiro, que infernizou a vida de Orlando, esperava-se a revanche, o que realmente aconteceu.
Seis meses depois de assumir a Prefeitura, Mardes foi defenestrado por malversação do dinheiro público.
Mas ele, segundo consta, não desistiu.
Tanto que passados mais de noventa dias de seu impedimento, o Tribunal Regional Eleitoral ainda não conseguiu proceder nova eleição.
Quem está no comando do município e o vereador Eudes Bonfim, que a época da cassação era o Presidente da Câmara.
E agora, fala-se nas ruas da “velha Macuco”, que os vereadores ligados a Mardes pretendem entrar com representação contra o Prefeito Interino, pedindo a sua interdição e conseqüente substituição, segundo se comenta, devido a malversação do dinheiro público.
Como se vê, Buerarema vai continuar, por um bom tempo, jogada às traças, enquanto os juizes e advogados se degladiam nos tribunais....
Triste destino......

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Telmo Padilha, Nilson Andrade, Ricardino Batista e Ariston Caldas merecem ser nomes de ruas

Itabuna não pode fugir da linha de seu passado.




Jornalistas Nilson Andrade, Ricardino Batista, Telmo Padilha e Ariston Caldas são nomes que devem ser imortalizados diante da história cultural e social de Itabuna. Merecem pelo menos ser reconhecidos como nomes de ruas.

Por que a Câmara Municipal de Itabuna, não segue o exemplo do Legislativo Ilheense, que deu o nome da Rua dos Cometas, no Malhado, ao jornalista Paulo Pinheiro. Daqui aproveitamos a oportunidade para saudar todos os vereadores de Ilhéus.


A exemplo de Telmo Padilha, Nilson Andrade e Ariston Caldas que prestaram grandes serviços para o desenvolvimento e progresso de Itabuna, o jornalista Paulo Pinheiro que faleceu recentemente, teve logo seus feitos reconhecidos. Em Itabuna, está faltando sensibilidade cultural e cívica aos vereadores. Por falar em cultura, hoje é o Dia Internacional da Cultura! Quem lembrou?

Essa solicitação de mudança de nomes de ruas, para Telmo Padilha e Nilson Andrade, o Clube do Poeta Sul da Bahia encaminhou há muito tempo um documento reivindicatório da sociedade itabunense com mais de 150 assinaturas. Na época, o documento com várias assinaturas, inclusive, de autoridades do nosso município, foi entregue aos vereadores Luis Sena e Carlito do Sarinha.


O documento dava a sugestão, para que a Praça Alta dos Eucaliptos, Bairro da Conceição, passasse a se chamar “Praça Telmo Padilha” e a Praça, João Pessoa, no centro da cidade, “Praça Nilson Andrade”.

Agora essa dica está com os novos vereadores que ai estão. “Um povo sem história de seu passado, é um povo sem cultura, é um povo esquecido, e um povo morto de espírito”. Itabuna tem muitas ruas com seus nomes duplicados; São José, Senhor do Bonfim, São Sebastião, São João, São Pedro e outros que digam...

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Diário de Itabuna na época um grande jornal


Arquivos do Diário de Itabuna tem histórias


O jornal "Diário de Itabuna" caso estivesse em circulação completaria no último dia 20 de outubro 52 anos de existência, já que o jornal descendente do "O Intransigente" surgiu de uma iniciativa dos jornalistas da época: Otoni Silva, Gerson Souza (seu irmão) e Zildo Guimarães.

Mais tarde, adquirido pelo empresário (que parou no tempo) José Oduque Teixeira, teve na sua linha editorial grandes nomes do jornalismo regional e estadual.


Entre eles, José Pinheiro, Waldeny Andrade, Celso Rocha, Plínio de Almeida, Raimundo Osorio do Couto Galvão, Telmo Padilha, Ariston Caldas, Adilson Cdzimbra (Dikas) Pedro Ivo Bacelar, Serafim Reis, Edvaldo Oliveira, Ricardino Batista, Vily Modesto, Nilson Andrade, Kleber Torres, Valdenor Ferreira, Ederivaldo Benedito, Juarez Viceente, Everaldo Benedito, Eugênio Ramos e muitos outros, hoje alguns entre nós e outros no "andar de cima"


A realidade é que o Diário de Itabuna, além de ser uma folha informativa e opinativa, vivendo a glória do Cacau, foi também uma grande escola do jornalismo regional. Na época não existia faculdades de jornalismo. Por isso todos esses nomes, com o jornalismo no sague, se tornaram em profissionais de renomes.



No Diário de Itabuna, onde iniciamos nossa carreira, prestamos serviços durante 25 anos. O DI, como era mais conhecido por seus leitores,  circulando 5 mil exemplares em toda região, incluindo Salvador e Brasília, fechou suas portas em 11 de Janeiro de 1995.


Informam que, os seus arquivos, foram doado pelo empresário José Oduque Teixeira à Universidade Estadual de Santa Cruz. Neste arquivo se encontra a história viva de  um momento de glórias  do nosso cacau e da região e de Itabuna.


 Fazemos essa homenagem porque essa data não poderia passar em branco.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Tenente Ideraldo Santana um grande nome de Itabuna


A foto flagra em um momento raro, o Tenente Ideraldo Santana, ladeado por seus filhos Idelza e Dinho, tendo ao centro o amigo Expedito Soussa, que é proprietário do Danúbio Azul. A marca de sorvete mais saborosa do Brasil. O Tenente (da reserva), Ideraldo Santana estava curtindo no Danúbio a saudade de sua filha Idelza, que por muito tempo trabalhou no SESP e que tinha chegado de Salvador naquele momento.

Para quem não sabe o Tenente Ideraldo Santana tem muitos serviços prestados em Itabuna; Foi o primeiro Guarda Rodoviário do Estado, lotado aqui na região e articulador da implantação do Décimo Quinto Batalhão de Policia em Itabuna. Daqui os nossos parabéns a todos.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

É uma Vergonha!

Por causa de assaltos Uruçuca fecha Posto do Correio



A violência em todo o Estado da Bahia está gritante, a maior culpa é do Governo, que não quer dar aumento as policias. Por causa dessa violência, a onda de crimes, assaltos a mão armada, tráfico de drogas, o Correio (EBCT) fechou suas portas na cidade de Uruçuca no Sul da Bahia.

Agora perguntamos ninguém vai fazer nada para que a empresa volte a operar? O cidadão está, mesmo, perdendo o seu direito de ir e vir. É uma vergonha, como costuma dizer o jornalista, apresentador, Boris Casoy.

O aumento dos ilícitos na Bahia está sem controle e a população a toda ora é lesada pela bandidagem.

Os homens que governa o nosso país, não estão nem ai para o que diz ou determina a nossa Constituição.

O cidadão brasileiro, não tem mais direito a segurança, a saúde e o pior a educação está capenga; Só pode estudar quem tem um alto poder aquisitivo!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Perigo Constante

População pede passarelas para o Shoping e Terminal Rodoviário



Por várias vezes já apelamos às autoridades pela necessidade de instalações de “passarelas” ou retentor de velocidade no trecho do Terminal Rodoviário Francisco Ferreira da Silva e na Avenida Mário Padre nas imediações do Jequitibá Plaza Shopping. Mas as autoridades do município ou do estado parecem desconhecer o perigo que é constante nestas localidades, onde os veículos trafegam alta velocidade e cometendo acidentes.

No Trecho da Rodoviária, ou Terminal Rodoviário como queiram que poderia ser ligada ao Centro Comercial. Em certas ocasiões os pedestres têm que atravessar quatro pistas, e para ter acesso ao Jequitibá Plaza Shoping, atravessar três pistas. Os acidentes acontecem a toda hora. Fica ai o apelo!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Editorial:

TRISTE BAHIA.


O abandono do Sul da Bahia é histórico. Nós só somos visitados e paparicados na hora de votar. Depois, entra Governador, sai Governador, e o Sul da Bahia permanece sem receber nenhuma atenção. Mas a coisa agora degringolou de vez.

Agora é a Bahia inteira que vive a triste experiência do sul do estado. Jacques Wagner conseguiu suplantar a mediocridade do Governo Waldir Pires, - o Waldir Moleza - coisa que se julgava impossível. Não tem um setor que se diga: “Deus te benza!”!

Para se ter uma idéia a que ponto chegamos, basta usarmos como exemplo, a denúncia do Senador César Borges, de que o Estado da Bahia, tinha à disposição, no ano passado, 42 milhões e 700 mil reais para serem aplicados na segurança pública e o Governador Jaques Wagner simplesmente gastou apenas 4 milhões e pouco desse montante.

É por essas e outras que o crime organizado - e desorganizado - campeia livremente em terras baianas; a violência explodiu de forma espantosa e a insegurança pública é uma constante, além de outras mazelas no setor de segurança.

Aqui em Itabuna, o Presídio joga esgoto num riacho, que antigamente era usado por moradoras de Nova Ferradas (Vila Esperança) para lavar roupas e o Departamento de Polícia Técnica (IML) está caindo aos pedaços, sem nem mesmo ter auxiliares de necropsia, uma vez que acabou o contrato com a firma que terceiriza o serviço, sem que se tenha tomado providências para resolver a questão. Isto sem falar na falta crônica de policiamento.

Coisas que poderiam ser resolvidas com os 38 milhões de reais que estavam à disposição do Governo do Estado e que, por incompetência, não foram utilizados.

E por cima da queda, o coice: Tarso Genro, que é do PT, como Wagner, ameaça suspender as verbas do Pronasci, para a Bahia, por conta da baixa eficiência do governo de seu correligionário. Ou seja, todos os baianos vão pagar o pato.
Ou continuar pagando...
É o cumulo do absurdo.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

História:

GONZALEZ PEREIRA DE ANDRADE UMA GRANDE HISTÓRIA DA COMUNICAÇÃO




Gonzalez Pereira de Andrade nasceu em Buerarema-Ba, em 22 de Novembro de1947. Filho de Josefa Lins de Andrade e Patrício Pereira de Andrade. Seus avós eram sergipanos, com descendência de índios, negros, espanhóis e holandeses.

Casado desde 1968 com a Professora Terezinha Freitas de Andrade, que nasceu em Uruçuca, tem dois filhos: Marcus Vinicius, que nasceu em Ilhéus e Pablo Gonzalez, que nasceu em Salvador. Tem uma neta, Thais, e dois netos: Lucas e Brendon.

Ingresso na comunicação

Gonzalez se interessou pela radiodifusão em 1960, graças ao Programa Titio Brandão, quando participou de um concurso de estudantes, patrocinada pelo Banco da Lavoura de Minas Gerais. Ele ganhou o primeiro prêmio: um cofrinho, e uma caderneta de poupança.

A vivência com o rádio o levou a participar dos calouros do programa de Titio Brandão, como cantor de rock. Com apenas 12 anos de idade, e já mostrando o pendor para a comunicação, o jornalista Cristovão Colombo Crispim de Carvalho o chamou para trabalhar no Departamento de Jornalismo.

“Depois participou como apresentador de programa infantil e fez parte do “cast” de rádio-teatro da emissora, chamado “Teatro dos Novos”.

Em São Paulo

Um ano depois, já com 14 anos, resolveu tentar a vida em São Paulo. Com dois ternos de linho branco confeccionados pelo já falecido ex-vereador Tio Eliude, pegou um avião da Nacional Linhas Aéreas e foi parar na capital paulista.

Em São Paulo, bateu na porta das grandes emissoras e depois nas pequenas, sendo acolhido pela Rádio Marconi e depois pela dois de Julho. Também foi foca do jornal “Notícias Populares”.

Como o salário era pequeno, foi trabalhar na Semp Rádio e Televisão, primeiro como “Office-boy” e depois como redator, para poder pagar seus estudos.

Estudos

Falando em estudos, Gonzalez se lembra que sua primeira professora, foi Diva Rebouças dos Anjos, e a escola ficava na Rua Rui Barbosa, onde era a Sociedade Montepio dos Artistas. Depois estudou no Colégio Estadual de Itabuna (onde participou da banda do colégio). Em São Paulo, estudou no Colégio Paulistano (que ficava na Liberdade) e na Escola Técnica de Comércio Orozimbo Maia, no bairro da Mooca).

Passou no vestibular de Filosofia da Uesc, mas não concluiu o curso. Fez ainda o curso básico de Teologia no ICP – Instituto Cristão de Pesquisas e vários pequenos cursos.

Na Capital do Estado e Ilhéus

Gonzalez mudou para Salvador para trabalhar nos Diários Associados, tanto na TV como na Rádio. Depois foi para a Rádio Cultura, passando ainda pela rádio Bahia. Em Ilhéus, trabalhou na Rádio Cultura e na Rádio Bahiana e foi também cronista do jornal Diário da Tarde.

Retorno a Itabuna

Em Itabuna trabalhou na Rádio Difusora Sul da Bahia, Rádio Jornal e foi Diretor da Rádio Clube, (hoje Nacional), quando, pela primeira vez, colocou uma emissora de rádio de Itabuna para funcionar 24 horas. Ainda em Itabuna, trabalhou na TV Cabrália, na produção de jornalismo e depois passou oito (oito) anos na TV Santa Cruz como Editor de Texto.

Gonzalez foi repórter e editor do Jornal Agora, de Itabuna; trabalhou ainda no Diário de Itabuna como redator-substituto e lançou dois jornais em Itabuna: Itabuna News, em companhia de Fernando Gonçalves, e com o incentivo do ex-deputado Henrique Cardoso, lançou o jornal “O Estado de Santa Cruz”.

Ação nos sindicatos

Gonzalez foi delegado do Sindicado dos Radialistas da Bahia, em Itabuna, foi ainda delegado local do Sindicato dos Jornalistas da Bahia - Sinjorba -, foi vice-presidente do Sindicato dos Servidores do Município de Itabuna e Presidente do extinto Sindicato dos Jornalistas do Sul da Bahia – Sinjorsulba.

Assessoria de imprensa

Gonzalez foi o primeiro assessor de imprensa da Prefeitura Municipal de Itabuna, no governo de Fernando Cordier; o primeiro assessor de imprensa, da Câmara de Vereadores de Itabuna, na gestão do então vereador Prof. Everaldo Cardoso, e o primeiro assessor de imprensa do Grupo de Ação Comunitária e do Sindicato Rural de Itabuna e foi assessor de imprensa da Prefeitura de Buerarema na segunda gestão do Prefeito Orlando Filho.

Cultura

Gonzalez participou de grupos teatrais amadores em Itabuna e foi Diretor do Teatrinho ABC, que ficava na Praça Camacan, que foi demolido pelo então Prefeito Fernando Gomes.

Concurso Ceplac

Gonzalez passou no primeiro concurso realizado pela Ceplac em Itabuna, indo trabalhar como datilógrafo na Escola Média de Agricultura da Região Cacaueira – Emarc, de onde pediu demissão para ir para o Banco Bradesco, onde foi subgerente de Mercado de Capitais, igual cargo que exerceu no Banco Crefisul de Investimento, em Salvador.

Participação política

Na política, tentou ser vereador em Itabuna em 1988, quando, segundo ele, “conseguíu mais inimigos do que votos”. Em Buerarema ele confessa “morrendo de dar risadas” que conseguiu ser o “menos votado” para vereador, numa campanha onde era apenas “candidato nominal”, uma vez que passava os dias trabalhando como redator de texto de um candidato a prefeito de Itabuna.

Gonzalez hoje

Atualmente aposentado, com “o boi na sombra” como ele costuma dizer, Gonzalez passou no concurso da Emasa em 2008 e presta seus serviços a empresa, com muito vigor físico, graças a Deus. Hoje ele está fora da mídia por opção própria e se diz decepcionado com a imprensa local, negando-se - segundo suas palavras - a trabalhar como "jornalista de aluguel”. Seu sonho hoje é fazer o curso superior de Teologia.









sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Cultura:

Empossado novo Conselho Deliberativo da FICC

O novo Conselho Deliberativo da Fundação Itabunense de Cidadania e Cultura (FICC) foi empossada na quinta-feira (27), na sede da Fundação. O Conselho que passou a ser paritário e democrático é composto por 14 membros, sendo 7 representantes de órgãos públicos municipais, estaduais e federais e os outros 7 representantes de entidades civis, segmentos sociais, entidades religiosas culturais, sociedades artísticas culturais e entidades do setor empresarial.
Na solenidade de posse ficou deliberado o para o cargo de presidente do Conselho Antônio Noberto Xavier (Uesc); vice-presidente Eliomar Carlos Silva (Secretaria de Planejamento e Tecnologia); 1ª secretária Maria Conceição Lagariça (Secretaria da Educação); 2° secretário Welligton Santos (Sociedade Monte Pio dos Artistas).
A nova composição corrige uma antiga falha do Conselho, que era composto por 10 titulares: 8 membros de órgãos públicos e somente dois de entidades civis. O presidente da Fundação, Cyro de Mattos, explica que não existia paridade, já que havia uma predominância no número de representações. Ele ainda ressaltou que o presidente do Conselho era o próprio presidente da FICC, inclusive ele tinha direito a voto de qualidade, ou seja, deliberava sobre seus próprios atos.
“Consultamos o prefeito, Capitão Azevedo, para que autorizasse a Procuradoria a apresentar os trâmites legais para a regularização dessa situação. Entendendo a necessidade de transparência e democracia na relação da Fundação com o Conselho Deliberativo, o prefeito logo atendeu nosso pedido”, afirma Cyro de Mattos.
O presidente da FICC lembra que o Conselho é responsável pela deliberação e fiscalização de projetos, orçamentos e outros atos da diretoria executiva da instituição. “Precisamos de um órgão soberano, que represente o povo e contribua para a valorização da cultura itabunense” frisa o presidente Cyro de Mattos.
Foram empossados também conselheiros titulares e suplentes das instituições: Fundação Marimbeta, Secretaria de Planejamento e Tecnologia, Secretaria da Educação; Secretaria da Indústria, Comércio e Turismo; Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc); Fundação Cultural do Estado da Bahia – Centro de Cultura Adonias Filho; Fundação Biblioteca Nacional – Proler; Conselho Municipal de Cultura de Itabuna, Entidades Culturais de Itabuna; Escola Curumin; Entidades Religiosas Culturais – Ilê Axé Ijexá Orixá Olofum; Sociedade Monte Pio dos Artistas; Sociedade do Artesãos, Associação Comercial de Itabuna (ACI).
Os membros do Conselho se reuniram nesta sexta-feira (28), na FICC, para analisar o orçamento executivo da Fundação para 2010, apresentado pelo diretor presidente da Fundação, Cyro de Mattos. Foi escolhido para emitir parecer sobre o assunto o representante da Fundação Marimbeta, Geraldo Pedrassoli.
Texto: Natália Tavares Fotos: Pedro Augusto

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

novo diretor:

EMASA REATIVA DIRETORIA

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada nesta segunda-feira, dia 17, os acionistas da Emasa decidiram reativar a Diretoria de Planejamento e Expansão, tendo na oportunidade, decidido que a Supervisão de Produção de Água seria incorporada a nova Diretoria.
Foi eleito para assumir a Diretoria, o atual supervisor de produção de água, o Químico Industrial Jorge Neves, (foto), atualmente o responsável direto pela qualidade da água da Emasa.
Jorge Neves, que está terminando o curso de Engenharia Ambiental, será o responsável por planejar a expansão da empresa, inclusive buscando recursos para implementar essa expansão.
O Presidente da Emasa, Alfredo Melo, declarou que “ a reativação dessa diretoria, faz justiça a uma reivindicação da Diretoria Técnica Emasa, junto ao principal acionista da empresa, o município, tendo o Prefeito José Nilton Azevedo Leal compreendido, que a estruturação da Emasa é uma das condições para que o desenvolvimento de Itabuna, que está sendo gestado pela atual administração municipal, possa acontecer”.
Caberá a Diretoria de Planejamento e Expansão, criar as condições necessárias para que novos empreendimentos nas áreas comerciais e industriais possam ser implantados em Itabuna.

Mais uma...


VEM AÍ MAIS UMA PROMESSA ELEITOREIRA

Lula e Wagner já haviam anunciado a construção da Ponte Salvador/Itaparica, mas se pensou que o anúncio tinha sido por conta de “umas 51 a mais”.
Mas parece que tem gente tentando emplacar a promessa, por conta das próximas eleições para presidente e governador.
No sábado passado, dia 14, em uma emissora de rádio local, um dirigente do Derba anunciou que a tal ponte será mesmo construída.
Donde se conclui que se trata de mais uma promessa eleitoreira. Dessas muitas que costumam fazer antes das eleições, e que depois são esquecidas.
Promessas tipo duplicação da estrada Itabuna/Ilhéus, e conclusão do Metrô de Salvador.
Falam até que a ponte estaria construída em 2014, como parte da Copa do Mundo.
É bom lembrar que, em 2014, o Presidente deverá ser José Serra e o ninguém sabe quem será o governador da Bahia.
Estão fazendo cumprimento com o chapéu dos outros.
A ponte terá 14 quilometros, ou seja, será maior que a Ponte Presidente Costa e Silva, também conhecida como Rio/Niterói, que tem 13,29 km.
E a ponte Rio/Niterói custou, na época, sem roubos, 289 milhões de cruzeiros novos e mais uma dívida de 22 milhões de dólares a bancos britânicos. Foi iniciada em janeiro de 1969 e foi concluída em março de 1974.
Quanto custaria a ponte Salvador/Itaparica, se fosse iniciada no atual governo?
Tudo parece indicar que é mais uma promessa eleitoreira, mais uma para entrar no “ conto do PAC”.
Em 1980, a Construtora Norberto Odebrecht apresentou uma maquete da ponte que ligaria Salvador à Ilha de Itaparica (foto acima). Mas o governo estadual não quis o projeto porque a Odebrecht exigiu explorar o pedágio por 25 anos.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Valorização:

ITABUNA INVESTE NA VALORIZAÇÃO DO SERVIDOR APOSENTADO
A experiência de quem já trabalhou tanto e já viu muito, inclusive as transformações sofridas no serviço público ao longo dos anos, será repassada aos novos servidores municipais pelos aposentados, pensionistas e inativos da Prefeitura de Itabuna, que acaba de criar o programa “Minha experiência de vida”.
A iniciativa é voltada para a valorização e aproveitamento do servidor aposentado do Departamento de Assistência aos Servidores Estatutários Inativos e Pensionistas do Município de Itabuna (Dasemi).
A prefeitura espera ainda ampliar o conhecimento dos atuais funcionários públicos a partir das experiências daqueles que, no passado, serviram com afinco aos interesses da coletividade itabunense.
A proposta foi desenvolvida pela Secretaria Municipal de Administração e será discutida nesta sexta-feira, 31, partir das 17 horas, no clube da Usemi, com a participação dos 175 aposentados, pensionistas e inativos do regime estatutário, que vão integrar o projeto.
De acordo com o secretário de Administração, Gilson Nascimento, muitos dos servidores aposentados não têm qualquer tipo de atividade e sempre foram esquecidos pelas administrações passadas. Ele ressalta que esse projeto vem corrigir essa situação de ociosidade e ao mesmo tempo oportunizar a valorização de cada um deles que faz parte da história do serviço público de Itabuna.
Durante o encontro na Usemi, os aposentados preencherão uma ficha, onde constará a área em que eles podem ajudar, segundo a chefe do Departamento de Acompanhamento Social do Servidor da Secretaria de Administração, Tânia Barreto. A Dasemi (antiga Iapsemi) é uma entidade de regime estatutário, fundada em 1973, que reúne 175 aposentados, pensionistas e inativos mantidos na folha de pagamento do município, que também é responsável pelo atendimento médico e odontológico.
Texto: Rosi Barreto – Reportagem Paulo Leonardo – Fotos; Waldir Gomes

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Homenagens:

Câmara Municipal homenageia
membros do governo municipal


Em sessão solene realizada na última segunda-feira (27), com a presença do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, a Câmara de Vereadores homenageou com a concessão de Título de Cidadão Itabunense s secretários de Assuntos Governamentais e Comunicação Social, Walmir Rosário, da Administração, Gilson Nascimento e o diretor de esportes, Paulo Rezende (Paulão), além de conferir o diploma de honra ao mérito à procuradora geral do município Juliana Burgos.
Capitão Azevedo disse ser uma satisfação participar de uma sessão na qual os legítimos representantes do povo reconhecem os serviços prestados pelos cidadãos que mesmo sem ser natural de Itabuna muito contribuem para o crescimento da cidade. Ao todo, foram 22 títulos de cidadania e três diplomas de honra ao mérito.
O secretário de Assuntos Governamentais e Comunicação Social, Walmir Rosário, que discursou em nome de todos os homenageados, ressaltou a importância do título e lembrou que, após a homenagem, a responsabilidade com a cidade será ainda maior. “Nós temos que continuar fazendo tudo que já fazíamos, somando a isso outras realizações para a cidade que escolhemos viver. Porque agora ao invés de ser apenas cidadãos de Itabuna de fato, também passamos a ser itabunenses por direito, através desse título que nos é concedido pela Câmara de Vereadores” argumentou.
Texto: Natália Tavares Fotos: Vinícius Borges

Um sonho; uma realidade

Inauguração da ponte mobiliza comunidade

Uma festa comunitária, com direito a apresentação da banda Toque Baiano, trio elétrico, churrasco e bolo comemorativo do 99º aniversário de emancipação política e administrativa de Itabuna, marcou a solenidade de inauguração da ponte que interliga os bairros do São Roque ao Antique e é complementada por um acesso com 600 metros de extensão para o semianel rodoviário melhorando a mobilidade urbana, desviando o tráfego do perímetro centro da cidade. A cerimônia incluiu também a realização de uma missa celebrada pelo padre Vinícius, que defendeu a construção de uma ponte para o futuro de uma cidade que no próximo ano vai festejar 100 anos de fundação.
O prefeito de Itabuna, capitão Azevedo, fez um histórico do projeto da obra que hoje permite o acesso de tráfego inclusive de veículos pesados entre os bairros São Roque e Antique. Ele também falou das dificuldades enfrentadas no início do seu governo e do apoio do deputado Luiz Argolo, que vem trabalhando em defesa dos interesses da população itabunense. “Nós somos do partido do povo de Itabuna e temos de defender os mais carentes.”
Na solenidade, falaram ainda o vice-prefeito e secretário da saúde, Antônio Vieira; o secretário do Desenvolvimento Urbano, Fernando Vita; além do deputado estadual Luiz Argolo, vereadores Clóvis Loyola, que é presidente do Legislativo, e Solon Pinheiro; presidente da Associação de Moradores do Antique, Adão Lima, mestre de obras José Pascoal Alves e o advogado Heitor Abijaude, que anunciou a cessão de uma área para construção de uma capela no São Roque. Todos elogiaram a realização da obra pelo governo municipal.
Texto:Kleber Torres Fotos:Kleber Torres

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Homenagem justa!

Ottoni Silva recebe homenagem do Município

Emprestando seu nome à Sala de Redação da Secretaria de Assuntos Governamentais e Comunicação Social de Itabuna, o jornalista Ottoni silva foi homenageado na manhã desta sexta-feira (24) durante a programação oficial pelos 99 anos de emancipação política e administrativa do município. O ato também foi marcado pelos lançamentos do Programa de Rádio “Voz do Executivo” e Comunicação Comunitária.
A solenidade de descerramento da placa comemorativa, no Depertamento de Comunicação do Centro Administrativo Municipal, foi presidida pelo prefeito Capitão Azevedo e contou com a presença do homenageado, seus familiares, além de secretários municipais, profissionais de imprensa, empresários, autoridades e representantes da sociedade civil organizada.
O Prefeito Azevedo
Azevedo disse que nesse momento de comemorações pelos 99 anos de Itabuna, abre-se uma perspectiva de desenvolvimento na cidade nas questões de infraestrutura, sociais e de reconhecimento dos valores de nossa cidade. “É muita emoção Ottoni estar aqui num momento como este cercado de pessoas importantes de nosso município, numa homenagem a você vivo”, ressaltou o prefeito.
“Aqui não se está reconhecendo os valores materiais, e sim os valores morais e intelectuais porque é isso que Ottoni representa para nossa sociedade”, afirmou Azevedo. O prefeito parabenizou o jornalista e afirmou que pretende fazer juntamente com os secretários municipais o governo da transformação de Itabuna, levando em conta os valores éticos e morais: “pautado no seu exemplo Ottoni, que dignifica qualquer cidadão, pelo caráter, honestidade, respeito, seriedade, compromisso e lealdade, queremos construir uma Itabuna mais progressiva e humana”, finalizou o prefeito.
Valmir Rosário
O secretário de Assuntos Governamentais e de Comunicação Social, Walmir Rosário, falou da contribuição de Ottoni Silva na história da comunicação itabunense, onde teve uma atuação em todos os veículos da sua época – rádio e jornais. “Isso o tornaria hoje um profissional multimídia, mas de forma ainda mais ampla, pois você revolucionou a imprensa itabunense, contribuindo para a fundação do Diário de Itabuna e da Rádio Clube de Itabuna”, ressaltou o secretário.
José Adervan
Representando a imprensa regional, o jornalista José Adervan, do Jornal Agora, lembrou a trajetória do homenageado nos veículos de comunicação da cidade, sendo referência e orgulho para todos os profissionais do setor. Ele expressou sua felicidade ao ver o governo Azevedo fazer justiça ao nome de Ottoni Silva. “Ele não participou só do jornalismo, mas também da vida de Itabuna no dia-a-dia, influenciando de maneira direta nas eleições, defendendo ideias e propósitos”, afirmou.
Ottoni Silva
Ao agradecer a homenagem, Ottoni Silva lembrou que quando no exercício do jornalismo sempre defendeu os interesses coletivos da sociedade itabunense, expressando o seu amor pela cidade. “Sinto-me honrado com essa homenagem, porém quero dizer que Itabuna nada me deve, ao contrário, sou eu quem deve tudo a Itabuna”, registrou o jornalista.
História
Ilheense de nascimento e itabunense por adoção mediante titulo de cidadania concedido pela Câmara Municipal, Ottoni Silva – 94 anos – é o último jornalista remanescente dos primeiros e históricos 20 anos da imprensa de Itabuna. Aos 15 anos, o jornalista já fazia o seu primeiro contato com a imprensa indo trabalhar no jornal O Intransigente, por volta de 1930, onde foi gráfico, chefe de oficina, repórter, colunista e diretor.
Década de 40
Na década 40, Ottoni Silva foi proprietário do serviço de alto-falante SRPC e como precursor do rádio na cidade, fundou em 1956 a Rádio Clube (primeira emissora AM de Itabuna). Colaborador em de diversos veículos de comunicação do município, em 20 de outubro de 1957, fundou também, juntamente com Zildo Guimarães e Gerson Souza, seu irmão, o grande Diário de Itabuna, que deixou de circular em 11 de Janeiro de 1995.
Diário de Itabuna e Tribuna do Cacau
Seu proprietário era o empresário e ex-prefeito, José Oduque Teixeira. Foi também, ao lado do poeta e jornalista Telmo Padilha, editor do jornal Tribuna do Cacau e por último mantinha sua coluna no jornal Diário do Sul, hoje, Diário Bahia, pertencente ao jornalista Valdenor Ferreira.
Texto: Erivaldo Bomfim - Foto: Waldyr Gomes

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Orlando Cardoso exclusivo

Orlando Cardoso 48 anos de ética

Considerado como um dos homens de comunicação mais referenciados e respeitados por sua sinceridade, trabalho e ética, dentro da sua profissão, o radialista Orlando Cardoso Melo nasceu em Itabuna em 25 de Agosto de 1942, filho de Odon Ferreira Melo e Helena Cardoso Melo, que chegaram a nossa região nos anos 40, quando nasceu o grande comunicador.
Origem da família
Orlando Cardoso é filho, do meio, de uma prole de oito irmãos, entre eles, Osvaldo Cardoso que foi um grande seresteiro, já falecido. Filho de pai alagoano e mãe sergipana, seu pai em Itabuna foi guarda municipal e pequeno comerciante de secos e molhados, proprietário de uma “vendinha”.
Orlando em Una
Mais tarde, Orlando ainda criança, não dando certo em Itabuna o seu pai transferiu sua família para uma rocinha na cidade de Una, onde moraram por pouco tempo.
Residência em Ilhéus
Em seguida, seus pais resolveram morar em Ilhéus de onde retornaram a Aracajú e depois novamente a Itabuna, desta vez, fixaram residência na “Fazenda Amaralina”, rodovia Itabuna/Itajuipe, numa região denominada “Boqueirão”.
Primeira Escola
Neste local, pertencente a Napoleão Fernandez (Dono da antiga Padaria Aurora, em Itabuna, depois passando para o seu filho na Rua Ruffo Galvão, centro); (...) Lembro-me que o ano era 1951, local também onde iniciei meus estudos numa escolinha da fazenda. Minha professora era uma mulher muito bonita e maravilhosa que se chamava Alzira Paim (...), ressalta Orlando, com muito orgulho.
Ingresso no rádio
Orlando Cardoso com muita gratidão disse que ingressou no rádio, numa pequena passagem, antes pela antiga Rádio Clube (hoje Nacional) graças ao convite do radialista Geisil Sampaio “um dos mais que me incentivaram e depois ao saudoso Cristóvão Colombo Crispim de Carvalho”.
Ingresso na Difusora
Mais tarde, em 26 de Fevereiro de 1961, convidado pela direção da Rádio Difusora Sul da Bahia, ingressou como narrador esportivo, naquela emissora, onde permanece há 48 anos, até os dias de hoje, com o programa “Panorama 640” com um trabalho voltado para informar, opinar e o social que é reconhecido por toda sociedade da região do cacau.
Passagem pela Jornal
Dentro desses 48 anos de comunicação, Orlando Cardoso também teve uma breve passagem pelos microfones da rádio Jornal de Itabuna, a convite do então diretor, radialista e jornalista Waldeny Andrade, isso, sem deixar a Difusora.
Agradecimentos
Faz também agradecimentos especiais, extensivos a todos os demais, ao Capitão Paulo José dos Santos, Romilton Teles dos Santos, e Lourival Ferreira, hoje desembargador, além de Hercílio Nunes e Raimundo Galvão, já falecidos.
Primeiros empregos
Antes de ingressar no rádio Orlando Cardoso trabalhou “No Camiseiro” loja de etiqueta que pertencia ao empresário Odorico Manezes, pai do publicitário Gerson Menezes, quando foi convidado a prestar serviços como vendedor na loja “Os Gonçalves” que na época, estrategicamente, instalada na Avenida do cinqüentenário era a grande coqueluche da sociedade regional.
Conheceu sua nova companheira
Foi neste local que o radialista ganhou popularidade e conheceu sua colega Josélia, que mais tarde passou a ser a sua companheira do seu segundo casamento. União que gerou mais duas filhas (sendo uma adotiva) além das duas do primeiro casamento, que já lhe renderam quatro netos.
Na política
Questionado qual o conselho que daria ao vereador, disse que não tem conselho a dá; “pois fui vereador por duas gestões e não gostei da experiência; mas vocês da imprensa quando se referem a mim, ressaltam a minha honestidade, de quando fui vereador; digo sempre que honestidade não merece aplausos; Ser honesto é obrigação; O vereador está apenas cumprindo sua obrigação, o seu dever... Ninguém nasceu para ser desonesto, ladrão, bandido; O homem nasceu para ser a imagem e a semelhança de Deus; Então deve ser correto... mesmo tendo nossos pecados, nossas falhas, os nossos tropeços... é, realmente, o que eu sou na vida... dentro da Câmara de Vereadores, graças a Deus nunca negociei um voto; Tive propostas, tive ofertas, mas refutei todas elas... E tenho orgulho em dizer, se hoje, alguém tiver comprado Orlando Cardoso, ou dizer, como vereador, mesmo com um saquinho de pipocas, pode declarar que eu tornarei público dentro de meu programa”!
Conselho aos colegas do rádio
“É precaução! Eu estou vendo hoje a culpa maior de quem dirige o rádio, e não de quem faz o rádio: Porque antigamente havia uma certa dificuldade, um certo cuidado dos diretores e proprietários de rádio para que os profissionais tivessem acesso ao microfone; Tinha um teste, treinamento técnico... depois um teste no ar, com o diretor observando e corrigindo as falhas... Havia uma preocupação maior com o ouvinte. Hoje o rádio AM, está sendo vendido como tecido em feira de retalho. Quem compra um horário, sendo radialista ou não, vai para o microfone “se sente dono” do horário e também da opinião; Ai o que vemos hoje, meninos! Digo meninos... porque vieram muito depois de mim. Dando murro na mesa... a partir dai agridem, ao invés de criticar, a participação do homem público. Partem para atingir a dignidade da pessoa e do cidadão, a sua família; Tratam o homem publico como moleque... me desculpe a expressado! De: descarados, safados... Gostaria de dizer se isso dá audiência... pensam que dá... não é verdade! Pode até ter alguém ouvindo, mesmos esses... não estão aplaudindo... Se para tiver audiência tivesse que xingar... eu não teria audiência. Eu tenho impressão que eu tenho audiência... mas não tenho esse costume de xingar ninguém. Quando ouço alguém dizer eu tenho orgulho de ter 70 processos... Eu tenho orgulho de dizer, eu nunca fui processado, nesses 48 anos de rádio” protesta, o experiente radialista.
Sindicato dos Radialistas
Contando uma história quando deixou o microfone em pleno ar, da Rádio Difusora numa transmissão esportiva, envolvendo o saudoso diretor Hercílio Nunes e parando em “Tico-Tico” para tomar algumas “batidas” com o saudoso repórter Lima Galo, o radialista Orlando Cardoso extensivamente todas as homenagens recebidas ao longo de sua carreira, faz um agradecimento especial e penhorado aos seus colegas radialistas, através do presidente do Sindicato, Frankvaldo Lima que deu o seu nome a sede daquela entidade; “A maior homenagem, considerada por até hoje” diz Orlando.
Entrevista exclusiva concedida a editor desse blog

terça-feira, 21 de julho de 2009

Plinio de Almeida

Lançado Livro de Plínio de Almeida

“Sem dúvida este é um momento único e inesquecível na história da cultura de Itabuna, porque além de resgatarmos a memória de um dos maiores poetas do Brasil, temos a família dele reunida, além de muitos amigos e admiradores”. A declaração é do presidente da Fundação itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), Cyro de Mattos, durante o lançamento de “Obras Reunidas”, um livro de poesias, contos e crônicas algumas publicadas e outras inéditas do poeta Plínio de Almeida, falecido há quase 34 anos, organizado por Flávio Simões.
O evento aconteceu na Biblioteca que leva o nome do poeta, no Espaço Cultural no bairro da Conceição, segunda-feira (20), com a presença de autoridades políticas e empresariais, escritores, artistas, representantes da comunidade e quatro dos nove filhos do poeta Plínio de Almeida. A elaboração do livro foi uma iniciativa do ex presidente da Ficc, Flavio Simões, e abraçada pelo atual diretor Cyro de Mattos que deu continuidade ao projeto numa parceria coma Editus/Uesc.
Num discurso emocionado, Flávio Simões contou como conseguiu fazer o livro, através de pesquisa em jornais, com a ajuda de amigos e com a própria família que doou material, muitos dos quais inéditos como a poesia “Súplica”, recitada pela poetisa Zélia Possidônio e pelo jornalista Ramiro Aquino, durante o evento e feita por Plínio de Almeida poucos dias antes de sua morte.
Para Cyro de Mattos, não é justo que um poeta guarde sua obra numa gaveta. “A Ficc foi criada também para resgatar e valorizar os valores culturais de Itabuna e o prefeito Capitão Azevedo pediu isso quando assumiu o cargo no inicio do ano”.
No caso do resgate da memória de Plínio de Almeida, o diretor da Ficc disse que foi uma justa homenagem que Itabuna presta a um dos grandes nomes da cultura regional. “Plínio foi muito mais do que um poeta, ele foi um artista completo, na pintura, no jornalismo, nas escolas que ensinou e na arte de fazer amigos. E nesse momento, ele está muito bem representado por suas quatro filhas”.
Clycia Azevedo, Christiane, Cybele e Cryzélia Almeida foram unânimes ao comentar sobre a homenagem que Itabuna fez para o pai delas. “Para nós foi uma surpresa muito grande e uma felicidade sem tamanho saber que nosso pai, mais de 30 anos depois de morto ainda é lembrado e homenageado pela população itabunense. Nascemos em Santo Amaro, mas assim como nosso pai, nos sentimos legitimas itabunenses porque foi aqui que passamos os melhores anos de nossa vida”, destacaram.
Para o prefeito Capitão Azevedo, o que mais emocionou naquele momento, foi justamente a presença das filhas do escritor homenageado. Ele também ressaltou a importância do resgate de memória e de valores culturais. “É preciso valorizar o trabalho de quem faz parte do desenvolvimento de uma cidade, seja ele de qualquer setor”. Ele também parabenizou tanto Flavio Simões quanto Cyro de Mattos pela feliz iniciativa de resgatar e homenagear nomes como o de Plínio de Almeida. “Isso é um bom exemplo que deve ser seguido por outros setores da nossa sociedade”.
Após o lançamento do livro, a Ficc também inaugurou a galeria de fotos dos antigos prefeito e incluindo o atual prefeito de Itabuna e um memorial com publicações de escritores regionais, no mesmo espaço na Biblioteca Plínio de Almeida.
Texto: Rosi Barreto - Foto Vinicius Borges

Importancia:

Moradores ressaltam importância da nova ponte

O conjunto de investimentos realizados pela Prefeitura de Itabuna no bairro São Roque – construção da ponte, abertura de avenida, melhoria da rede de esgoto, iluminação e pavimentação de ruas – vem sendo aplaudido entusiasmadamente pelos moradores do bairro e áreas vizinhas. “Indiscutivelmente a construção dessa ponte sobre o rio Água Branca traz um grande beneficio para todos os moradores”, diz o ajudante de pedreiro José Nivaldo do Nascimento Souza.
Há 10 anos, José Nivaldo foi vítima de um acidente, quando foi jogado da passarela por uma moto, deixando-o sem movimento na mão esquerda e fratura nas pernas. Depois do acidente, não conseguiu mais trabalho. “Quem vai dar emprego a um aleijado?”, pergunta.
O morador lembra que “a antiga e minúscula passarela servia para moto, bicicleta, animais e ninguém respeitava os pedestres”. Ele ressalta que a construção da nova ponte não vai solucionar apenas os diversos problemas existentes no nosso bairro, como também evitar que outras pessoas sofram acidentes como o que ocorreu com ele.
O torneiro Cláudio Tassis, que mora no bairro há 33 anos, lembra que muitos prefeitos prometeram fazer a obra, mas nenhum deles cumpriu a promessa. Para ele, hoje o desenvolvimento chegou ao bairro e sua esperança é de que daqui pra frente o São Roque será uma referência em qualidade de vida.
Imóveis valorizados
As visitas diárias do prefeito Capitão Azevedo ao local das obras também agradaram aos moradores. “Ele faz questão de acompanhar de perto o trabalho que está sendo desenvolvido. É um homem simples, que cuida dos mais humildes e que tem a visão que outros não tiveram”.
A expectativa dos moradores é que as obras resultem no crescimento do bairro, e fortalecimento do comércio. O comerciante Raimundo Alves, morador do bairro há 25 anos, diz que não tem dúvida de que a partir de agora o comércio será mais intenso no bairro porque o acesso fácil vai permitir que muita gente venha para cá, por isso eu agradeço ao prefeito Capitão Azevedo, por ter atendido nossa antiga reivindicação e construído essa obra tão importante e necessária em nosso bairro“.
Texto: Rosi Barreto - Reportagem Paulo Leonardo - Foto: Waldyr Gomes

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Humanidade

Prefeito constrói casa para aposentado

Não bastou construir uma ponte para atender uma antiga reivindicação dos moradores: abrir novas ruas, asfaltar as já existentes e construir uma rede de esgoto num dos bairros mais carentes e abandonados de Itabuna, o São Roque. O prefeito Capitão Azevedo foi muito além e, ao retirar um barraco de madeira no meio de um cruzamento para fazer uma praça, mandou construir uma casa de alvenaria para o felizardo morador, Ângelo Prates dos Santos. A obra está quase pronta.
Com 71 anos de idade, seu Ângelo vive há mais de 30 anos no São Roque, onde mora e comercializa doces e frutas num local deteriorado e prestes a desabar. “Nunca duvidei do Capitão Azevedo quando ele veio aqui na condição de candidato e garantiu que iria melhorar nosso bairro. Ele prometeu e cumpriu. E fez mais, me deu uma nova casa”, disse num só fôlego, destacando que não existem palavras para agradecimento.
Para o comerciante, Capitão Azevedo é um homem abençoado por Deus. “Não só pelo fato dele ter me dado uma casa nova, mas pelo serviço que está fazendo no nosso bairro, em apenas seis meses na prefeitura”. Ângelo destaca que Capitão Azevedo é o primeiro prefeito a pisar no bairro depois de eleito e diz que desafia qualquer um a citar um beneficio em favor dos moradores já realizado até hoje pelos prefeitos que já passaram por Itabuna. O São Roque, nas suas contas, é um dos bairros mais antigos da cidade, com cerca de 70 anos.
A nova casa está sendo construída num terreno da Prefeitura, medindo 3,5 metros por 8 metros e terá um espaço com balcão e cobertura, atendendo um pedido pessoal de seu Ângelo para melhorar seu comércio seus doces e frutas. O material e a mão de obra também foram fornecidos pela prefeitura.
Capitão Azevedo tem acompanhado diariamente o trabalho realizado no bairro. As obras serão inauguradas na próxima terça-feira (28) durante as comemorações do aniversario da cidade. Para isso homens e máquinas têm trabalhado ininterruptamente, inclusive nos fins de semana e à noite.
Texto: Rosi Barreto Fotos: Waldir Gomes

domingo, 19 de julho de 2009

Editorial:

Temos que acreditar!

Numa grande parceria Prefeitura Municipal e a Emasa S/A, o Prefeito de Itabuna, José Nilton Azevedo Leal (Capital Azevedo) não mediu esforças para ter certeza do que iria realizar em termos de obras nos seus primeiros seis meses de governo.
O Prefeito encontrando uma “casa desarrumada” não pensou duas vezes “tenho que trabalhar para fazer cumprir as minhas promessas de campanha” e com uma conversa franca e proveitosa com a direção da Emasa e alguns setores da Prefeitura colocou seus planos em prática.
Encontrou um caminho, que era nebuloso, colocou seu pessoal no campo e hoje a população que estava receiosa, já criticando o prefeito, apesar dos seus sós seis meses a frente do Município, já está tendo outra visão, a de que realmente o Capitão Azevedo chegou para fazer o diferencia!
Acreditando e investindo pesado na equipe da Emasa, principalmente, por contar nos seus quadros funcionais com gente altamente profissional e qualificada tecnicamente, os primeiros frutos da sua administração para o bem estar do itabunense, começaram a aparecer já pensando no centenário da cidade.
As suas principais obras destes seis meses de trabalho e que vão ser entregues à população já estão prontas, resultado da grande parceria que não pode parar por ai. É, por isso que a Emasa deve ficar em Itabuna, com o apoio de todos os Itabunenses que amam a sua terra!
Entres as obras que vão ser entregues pelo prefeito Capitão Azevedo, neste 28 de Julho, podemos citar: o novo Sistema de água tratada, que passará de 550 litros para 1.000 litros por segundo, a Ponte e a Avenida José Alves Franco, saneada e urbanizada, no bairro São Roque. Obras essas já reivindicadas há 48 anos, vai ser mais um acesso a BR-101, zona norte do Município (antiga estrada de ferro).
Os bairros Santa Catarina e Fernando Gomes saneados, calçados e urbanizados, além de uma Creche e saneamento de algumas ruas no Jorge Amado, e uma nova Patrulha Mecânica para dá inicio ao trabalho de outros bairros da cidade, entre outros empreendimentos, conforme consta na programação oficial das comemorações dos 99 anos de Itabuna.
Acreditamos que com essas parcerias que não deixam de ser criativas num momento de crise que atinge todos os municípios do Brasil, por uma de incompetências dos governantes: Estadual e Federal, na divisão de tributos, Azevedo driblando as adversidades com criatividade e critério, o povo de Itabuna vai descobrir que o seu voto está sendo honrado!

domingo, 12 de julho de 2009

Em nome de DEUS

“Há abusos em nome de Deus”
Jornalista relata os danos do assédio espiritual cometido por líderes evangélicos
Kátia Mello
A igreja evangélica está doente e precisa de uma reforma. Os pastores se tornaram intermediários entre Deus e os homens e cometem abusos emocionais apoiados em textos bíblicos.
Essas são algumas das afirmações polêmicas da jornalista Marília de Camargo César em seu livro de estreia, Feridos em nome de Deus (editora Mundo Cristão), que será lançado no dia 30. Marília é evangélica e resolveu escrever depois de testemunhar algumas experiências religiosas com amigos de sua antiga congregação.
Transcrito do : correioitajuipense.blogspot.com

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Jornalismo:

Nova Diretoria da ABI Seccional Sul toma posse em Ilhéus
Em solenidade com a presença do Presidente da Associação Baiana de Imprensa, jornalista Samuel Celestino será empossada amanhã, dia 19, às 18h30min, na sede da Academia de Letras de Ilhéus, a nova diretoria da ABI –Seccional Sul, que tem como presidente Ramiro Aquino, que é chefe do Cerimonial da Prefeitura de Itabuna. Também serão empossados o vice-presidente jornalista Valério Magalhães, o secretário-executivo Maurício Maron e o diretor tesoureiro Jonildo Glória, além dos integrantes da Assembléia Geral e do Conselho Fiscal da entidade.
Estão confirmadas na solenidade as presenças do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, além do chefe de gabinete Ivann Krebs Montenegro; dos secretários de Ação Governamental e Comunicação Social, Walmir Rosário e de Indústria, Comércio e Turismo, Carlos Leahy, além de lideranças empresariais e políticas da região.
Para o jornalista Ramiro Aquino, a nova diretoria da ABI – Seccional Sul tem como propostas três grandes metas voltadas para o fortalecimento da unidade regional fundada há 31 anos. Uma das metas será o fortalecimento da instituição com atualização do seu quadro social e com ações visando torná-la mais conhecida e representativa na comunidade regional.
Uma outra meta importante será a criação do Museu da Imprensa Regional numa parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz, que deverá ceder uma sala da antiga sede do Instituto do Cacau da Bahia. O projeto também terá a participação do Centro de Documentação da Uesc (Cedoc) e doações de acervos particulares como o do historiador e jornalista Adelindo Kfoury. O museu vai servir como referência para pesquisas de estudantes de comunicação da Uesc, FTC e Unime, com todo um suporte de informações pelo sistema on-line.
A terceira meta da atual diretoria, é segundo Ramiro Aquino, a de aquisição da sede própria da ABI, que deverá funcionar no prédio do Instituto Geográfico e Histórico de Ilhéus e da Rádio Baiana: “É um processo que a prefeitura local prometeu agilizar e que poderá no mesmo espaço abrigar outras instituições”, finalizou.
Texto:Kleber Torres Foto: Waldyr Gomes

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Jornalismo

Supremo derruba obrigatoriedade de diploma

Por maioria, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira, que é inconstitucional a exigência do diploma de jornalismo e registro profissional no Ministério do Trabalho como condição para o exercício da profissão de jornalista.
Em apenas algumas horas STF acabou, na noite desta quarta-feira (17), com uma questão que já vinha rolando há quarenta anos, e derrubou a obrigatoriedade da exigência do diploma para exercer a profissão de jornalista, com um placar de oito votos a um a exigencia deixou de ser questionada.
A Fenaj e a Anj entidades representativas da categoria disseram que a questão não vai mudar em nada, pois as empresas vão continuar exigindo o diploma.
Será que em nossa região, que tem grandes nomes no jornalismo, como: Edvaldo Oliveira, Waldeny Andrade, Kleber Torres, Daniel Thame, Joel Filho, Nelito Carvalho, Otoni Silva, Juarez Vicente, Paulo Lima, Ederivaldo Benedito, Odilon Pinto, Wellington (Tom) Ribeiro, Everaldo Benedito, Valdenor Ferreira, Vera Rabelo,Eduardo Anunciação, Rose Barreto, Walmir Rosário, Ramiro Aquino,Rose Marie e muitos outros, todos esses com registro profissional no Ministério do Trabalho, mas muitos deles com diplomas de advogados, administradores, biologos e professores universitários. Será que as empresas vão exigir dele3s o diploma?
Costumo dizer que, o jornalismo é igual a um grande poeta, não se faz em escola!
A escola pode dar uma maior formação técnica, mas o jornalismo está na veia, está no sangue!
De parabéns o STF!
O Brasil toda vida escreveu a sua história com ética no jornalismo, e nos seus 509 anos de descobrimento ainda não precisou de diploma...
Posse de Ramiro na ABI
Por falar em jornalistas, amanhã vai ser realizada no salão da Academia de Letras de Ilhéus a posse do nosso companheiro, jornalista Ramiro Aquino.
A solenidade de posse de Ramiro frente a presidência da ABI-Seccional Sul, está programada para às 19:00 horas. O evento vai contar com a presença do jornalista Samuel Celestino, presidente da ABI no Estado.
Ramiro substitui ao jornalista Valério de Magalhães que ficou frente a entidade por três gestões, para o biênio 2009/2011. Ao Ramiro desejamos muito sucesso, agora mais do que nunca a nossa categoria tem que se organizar!

Política

OPOSIÇÃO AFINADA COM SERRA PARA 2010 NA BAHIA
- O PSDB e o DEM na Bahia fecharam ontem em Salvador uma aliança inédita para as eleições de 2010. A intenção dos partidos é se unir para tirar do poder o petista Jaques Wagner, atual governador do Estado, e eleger um presidente tucano.

A aliança oficializada ontem foi costurada uma semana antes pelo governador de São Paulo, José Serra (PSDB). A expectativa é de que o DEM baiano apóie Serra na queda-de-braço entre ele e o também tucano governador de Minas Gerais, Aécio Neves, pela escolha do candidato do PSDB à presidência.

Em troca, o candidato da aliança para o governo - que deve contar ainda com o apoio do PR e do PPS - deve ser o presidente do DEM na Bahia, o ex-governador Paulo Souto (foto). "Nós temos a responsabilidade de representar uma imensa parcela da população que está decepcionada com o governo que está aí", afirmou Souto durante o anúncio.
Deu no blog valcabral.blogspot.com

Sem comentário

Propaganda enganosa!
Alardiano as obras de recuperação do trecho da BA 415, Itambé/Itapetinga, plantio de 30 mil árvores na Mata Atlântica em Ilhéus e implantação de Centro de Informática em vários municípios da Bahia, a propaganda de Jaques Wagner (PT), Governador da Bahia, no rádio e na televisão chega a ser ridícula usando mau o dinheiro do povo.
Por que o Governador não conclui as obras do Centro de Convenções de Itabuna, que já tinha recursos em dotação? Por que não inicia logo a duplicação da Ilhéus/Itabuna?
Enquanto, ao Centro de Convenções de Itabuna, dizem que o Governador está obedecendo uma ordem de Geraldo Simões, porque a obra foi idealizada pelo ex-prefeito Fernando Gomes.
É por isso que defendemos um projeto para que as obras iniciadas por um governo, fosse concluida, por força da Lei pelo sucessor! Fica ai a dica para os deputados federais.
Com essa atitude será que Geraldo Simões ainda que ser reeleito deputado? Pense bem eleitor!
Sem comentário!

terça-feira, 16 de junho de 2009

Editorial

Palmas para Lula!
Engana o povo com esmolas, mas dá dinheiro à Venezuela, ao Chile e a África. De quebra ainda o empresta ao FMI e, deixam o povo "chupando dedo", com os sistemas penitenciários, educativos, médicos falidos. Na saúde o povo está morrendo nas portas dos hospitais sem assistência, uma coisa desumana!
Com tudo isso e mais, o povo brasileiro ainda fica sorrindo com as desgraças dos outros e as piadas de Lula, fazendo graça na televisão.
O cidadão já não tem mais respeito ao cidadão e nem canta o hino brasileiro com respeito e amor!
Veja as condições que estão vivendo os aposentados, que para poderem viver depois de anos de trabalho, em defesa do desenvolvimento e progresso da nação fazem “bicos” para auto se sustentar e sustentar à sua família e, tudo isso, vendo o seu dinheiro ser podado a cada mês que passa...
Enquanto, a Câmara, o Senado e a Presidência da Republica fazem “chacota” sem querer acertar a situação dos idosos desse país!
Será que eles não vão ficar velhos amanhã? Ou nasceram sem mãe? Enquanto isso os algozes do erário público constroem mansões, castelos colocam dinheiro em cuecas e lá fora... incentivam a virtude principal do Presidente Lula; sua frase mais corriqueira “eu não sei de nada...”.
Minha gente na hora de votar, não olhe um problema localizado, veja o geral!
Mas, daqui queremos fazer uma homenagem especial em reconhecimento ao trabalho dos senadores: Mario Couto/PSDB/PA e Paulo Paim/PT/RS, que lutam em defesa dos aposentados; quem sabe um dia, “pedra dura e água mole, tanto bate até que fura!”
Obrigado (a).

Cultura

BAHIA
ARTE MAPEADA
A Fundação Cultural da Bahia(Funceb), em parceria com o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado – Ipac, mapearam o acervo público de murais e painéis artísticos existentes em Salvador, para nortear ações políticas de proteção, valorização e divulgação da produção de artistas baianos. A iniciativa é da diretoria de Artes Visuais da Fundação. O resultado deste trabalho encontra-se disponível para consulta e download no www.funceb.ba.gov.br/

FUNARTE
Até 31 de junho
Estão abertas as inscrições para a edição 2009 dos Painéis Funarte de Bandas de Música. Serão ministrados cursos de percussão, de percepção e leitura musical, instrumentação e arranjos musicais. Entram no programa ainda cursos de reparo e manutenção de instrumentos de sopro, de regência e técnica para instrumentos de sopro (bombardino e tuba, clarineta, saxofone, trombone e trompete). Os etapas acontecem em Bananeiras (PB), Boa Vista (RR) e Cuiabá (MT), entre os meses de junho e julho. Outras informações: www.funarte.com.br/ .

POESIA
Até 31 de agosto
A revista cultural Oca das Letras está lançando o I Prêmio Sepé Tiaraju de Poesia Ibero-Americana – 2009. As inscrições são gratuitas e estão abertas até 31 de agosto, por meio da página www.ocadasletras.com.br/ .O prêmio contempla poesias concebidas nas línguas portuguesa, espanhola e Guarani. Os concorrentes poderão participar com três poesias, cada uma limitada a 25 linhas, de 60 caracteres. As obras inscritas deverão ser inéditas e não podem ter sido premiadas em outro concurso de poesia. Mais informações na página da revista: www.ocdasletras.com.br/ .

Educação

Comissão para a Conferência da Educação

A Secretaria Municipal de Educação estará realizando nesta sexta-feira (19), a partir das 9 horas, uma assembléia no auditório da FTC, a fim de criar a Comissão Organizadora da Conferência Municipal de Educação, que ocorrerá no final do mês de julho próximo, durante dois dias.
Segundo o Secretário, Gustavo Lisboa (foto) a comissão será representada por membros da Secretaria da Educação, Direc 7, professores, Conselhos Municipais de Educação, de Pais de Alunos, Alunos, do Território Sul de Cidadania e da Comissão Mista das Relações Étnicos Raciais.
As temáticas desta conferência dizem respeito ao cotidiano das escolas, propondo políticas diferenciadas para melhoria de cada um destes aspectos, que vão desde as questões de financiamento até as questões da saúde do trabalhador da educação.
O secretário Gustavo Lisboa disse também esperar que as propostas que serão apresentadas pelo município possam fazer parte de um documento que será encaminhado às conferências Estadual

Ponte do São Roque

Ponte em estado bem adiantado
A ponte que está sendo construída ligando o São Roque ao Monte Cristo (foto) já está em estado bem adiantado.
É projeto do Prefeito Capitão Azevedo inaugurá-la no dia da cidade, quando Itabuna estará comemorando os seus 99 anos de cidadania.
Esta obra, já vinha sendo reivindicada pelos moradores do local há mais de 40 anos. Por tanto o reconhecimento ao prefeito por essa iniciativa.

quarta-feira, 10 de junho de 2009


O descaso de Wagner com Itabuna

O Centro de Convenções e Teatro continua com suas obras abandonadas desde a posse de Jaques Wagner, ali no bairro Nossa Senhoras das Graças, próximo ao Hospital de Base.

A ação do tempo já está corroendo o que foi feito, investimento de quase três milhões de reais. Itabuna, pelo Governo do PT, tudo indica, ainda não foi inserida na “Terra de todos nós”.

Esperamos que o Governador respeito à população de Itabuna e ainda inaugure esse importante empreendimento em sua gestão!

É por isso que o blog, expressaounica. blogspot.com, defende um Projeto para que as obras inacabadas por governos anteriores, por Lei, fossem concluídas pelos sucessores.

Fica ai a dica, para os senhores deputados federais, não precisam me pagar nada.
Só assim acabaríamos de vez com o desrespeito com o erário publico; a Transamazônica, é um grande exemplo, do descaso!

A sociedade organizada de Itabuna tem que se mexer, está muito parada!
Cadê a moral de Geraldo Simões, com o Presidente Lula e Jaques Wagner? Pra onde foi?

terça-feira, 9 de junho de 2009

Ramiro posse dia 19

Posse do novo presidente da ABI transferida

Foi transferida para o próximo dia 19 de Junho a posse da nova diretoria da ABI Seccional-Sul, que seria realizada no dia 12 (quinta-feria) em Ilhéus. Para o biénio 2009/2011, substituindo ao jornalista Valério de Magalhães, assumirá o jornalista Ramiro Aquino.

A solenidade será realizada no salão nobre da Academia de Letras da cidade de Ilhéus, às 19:00 horas. O motivo da transferência foi a impossibilidade do jornalista Samuel Celestino, que é presidente da ABI a nível estadual de estar presente.


A nova diretoria é composta pelos jornalistas: Vily Modesto, Maurício Maron, Jonildo Glória, Luiz Conceição, Everaldo Benedito, Valdenor Ferreira, Paulo Lima, Joselito Reis, Eduardo Anunciação, José Maria de Santana, Renata Smith, Ana Virgínia Santiago e Jane Hilda Badaró, além de Josevandro Nascimento.

A foto mostra, os jornalistas: Jonildo Glória, Ramiro Aquino, Valério de Magalhães, Everaldo Benedito, Maurício Maron e Joselito dos Reis, ao lado do Presidente do Legislativo Ilheense, Jailson Nascimento, em reunião na sede da Associação Comercial de Ilhéus.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

NOSSOS AGRADECIMENTOS!
Humilhação exaltada
Ao poeta Joselito dos Reis

Uma falsidade
Uma magoa
Uma lágrima
Uma dor...

Seu nome
O povo glorificou
Clamou...

A exaltação
Após a injustiça!
chegou

Em coro
O Espírito Santo
Do senhor
Sua vitória decretou...
Cantou
Abençoou...
Anónimo

Sentindo-nos honrados com as pessoas que gostam de nós, queremos daqui agradecer a todas elas, presentes ou distantes, que de uma forma ou de outra manifestaram solidariedades a nossa pessoa, quando fomos levados ao Hospital de Base, Luís Eduardo Magalhães, devido a um problema de hipertensão.
O que fez, com que nos sentíssemos seguros, fisicamente, moralmente e espiritualmente, dentro de um sistema tão complexo e complicado, pela lei da sobrevivência, demonstrando que neste mundo ainda existem seres munidos de grandes sensibilidades e amor ao próximo (a política do nosso Pai Supremo).
Dentre essas pessoas, que nos perdoem os demais, queremos citar os nomes de:
Daniel Neto, Cassiano Delmar Tourinho, Barão, Hilton Júnior, Moisés, Núbia,(Casa dos Parafusos), Ricardo Benevides, Andréia Midlej, Mamede, Fábio, Rubinho, Ailson Souza, Miguelzinho Araujo, Zé Silva,Gonzales Pereira, Ângelo,Angela, Marcos Habib, Jorge Neves, João Bitencourt, Tati, Artur Gonçalves, Catinha, Genário, Renato César, Josa, César, Ricardo, Castelo, Val, Carlinhos Bueiro, Cadinho, Jucelino Leal, Nêde, Pedro Vivas, Zacarias, Zenildes, João Batista, Fernanda, Fabiana e o Sargento Cardeal, enfim a todos os nossos colegas de trabalho e amigos.Queremos também daqui desse espaço agradecer aos médicos Raimundo Freire (foto) já prestando seus serviços a Itabuna há 48 anos e a simpática Dra.
Rita, que é um exemplo de ser humano dentro do duro serviço do Hospital de Base. Ela tem sempre uma simpatia a te transmitir; a nossa amiga Jane,funcionária exemplar e, ao diretor do Hospital, Dr.António Costa (foto) que é um grande ser humano de Itabuna e, especialmente, ao nosso prefeito Capitão Azevedo, ao Presidente da Câmara Municipal, vereador Clóvis Loiola, vereador Roberto de Souza e aos ex-vereadores, Carlito do Sarinha, Pezão e César Brandão.

Ao presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Ubirajara Ribeiro Coelho e os colegas daquela Casa, Alice, Sandra, João e Dino, da Juceb.
Também, queremos agradecer de uma maneira sublime aos nossos colegas de profissão (jornalistas/Radialistas) que em nosso nome deram um banho de união, quando anunciaram o fato. Entre eles: Paulo Lima, Juarez Vicente, Ray Nascimento, Helio Bocão, Val Cabral, Uziel Aragão, Carlos Barbosa,Monica (RJ), Jota Silva,João Bocudo, Jorge Eduardo,Fábio Luciano, Jciro Sales, Cacá Ferreira, Ricardo Ribeiro, Roberto de Souza, Valter Machado, Orlando Cardoso, Geraldo Ribeiro, Fábio Roberto, Tom Ribeiro, Reginaldo Silva, Maria Alice, Ribamar Mesquita e todos aqueles que tiveram do nosso lado.
Também aos nossos grandes amigos: Telma da Saúde, Pedro Gago, Juscelino Paraqueda, Didio, Jorge Calixto e Zé do Bicho, que são líderes comunitários e realizam um grande trabalho em prol do desenvolvimento de nossa comunidade.
DEUS abençoe todos, em busca de um mundo mais humano!
Com esse gesto de todos vocês teremos que ter agora uma maior responsabilidade como homem público, porque estamos falando da comunidade de Itabuna, que em peso se posicionou ao nosso lado reconhecendo o nosso trabalho






A dor

A dor da alma
E do espírito
Reflete na matéria
E no coração...
Daqueles que amam
E têm sentimentos.

Joselito dos Reis
reislito@hotmil.com







"Os humilhados serão exaltados!"

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Mesquita em novo parque gráfico
A Gráfica Mesquita, do grupo Delcio Mesquita agora se encontra confortavelmente em novas instalações. O novo Parque Gráfico é um dos maiores da região sul da Bahia e dotado da mais alta tecnologia do setor. Com uma ampla área construída, está localizada na Avenida Manuel Chaves, 2585.
Delcio Mesquita com esse empreendimento se coloca como um dos mais bem sucedidos empresários do ramo.
Está de parabéns Itabuna, está de parabéns Delcio Mesquita. Daqui parabenizamos toda a família mesquita, ou melhor, seus funcionários. Aguarde a inauguração será realizada dentro dos próximos dias!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Deu no blog de juarez vicente de carvalho

O ônus da prova

O vereador Ruy Miscócio Machado denunciou que a Emasa servia à população água sem tratamento.Como parlamentar ele tem o direito de denunciar, cobrar das autoridades, reivindicar e zelar pela população já que o mesmo, constitucionalmente é um legítimo representante do povo.

A denúncia do vereador carece confirmação. Ele tem que provar o que disse, até, porque se for verdade está realizando um grande trabalho em benefício do povo.O Ministério Público Estadual tem que cobrar do vereador as provas de sua denúncia. Pois se ele não provar estará sujeito a responder penal e civilmente. São dois aspectos em jogo.

A instituição, a Emasa e o seu presidente, engenheiro Alfredo Melo, um técnico conceituado, respeitado, responsável e que tem provado em tão pouco tempo de administração da Emasa o respeito, competência e seriedade, itens tão difíceis nos dias de hoje.Mesmo assim, insisto que o Ministério Público tem que cobrar do vereador a prova do que falou porque é uma coisa temerária.Pode ser e pode não ser verdade.

Os profissionais da Emasa afirmam que não. Mas o vereador disse que sim.Será que o vereador quer macular de alguma maneira o trabalho tão sério, tão competente que vem sendo realizado pelo presidente da Emasa e sua equipe? Se assim o for tem que ser punido pela irresponsabilidade por ser um político mentiroso, que inventou mentira para se projetar. Se não for verdadeira a afirmação do vereador ele tem que ser denunciado e julgado para nunca mais brincar com coisa séria.

Uma denúncia que joga a credibilidade de um trabalho criterioso na lama.O Ministério Público não pode deixar passar em branco. É uma oportunidade de saber quem está mentindo.Mesmo assim prefiro a versão dada pelo presidente da Emasa por ser mais concisa, mais verdadeira, mais honesta. Mesmo porque as palavras do vereador para mim não tem nenhuma credibilidade!